Eleição de 2016: Comando Vermelho não quer concorrer contra os políticos

23 de agosto de 2016

BBvWOnW

Fim dos tempos: Não há mais meninos e meninas nos EUA

23 de agosto de 2016

KOB-TV 4) — Professores na Escola de Ensino Fundamental Carlos Rey [na cidade de Albuquerque, Novo México, nos EUA] estão numa situação difícil depois que o vice-diretor os orientou a parar de chamar seus estudantes de “meninos e meninas.”

Parece que a direção da escola decidiu avançar um passo mais a nova norma de banheiros transgêneros para as escolas públicas da cidade de Albuquerque nos EUA. Esse parece ser o primeiro exemplo de algo que começou como uma questão de banheiro que agora está se expandindo e entrando na vida diária da sala de aula.

Uma carta enviada aos professores da Escola Carlos Rey neste mês intitulada “Ordem Oficial de Procedimento de Identidade de Gênero” declara que os professores não mais podem se referir aos seus estudantes como meninos e meninas começando neste mês, orientando-os a eliminar as diferenças sexuais em suas salas de aula.

Essa ordem provoca reação acalorada de ambos os lados.

“Isso é grotesco,” disse o Rev. Adelious D. Stith, que vai regularmente às reuniões de diretoria das escolas públicas de Albuquerque. “Isso simplesmente não faz nenhum sentido.”

Stith vem suplicando à direção para que dê atenção aos pais antes de permitir que estudantes transgêneros usem os banheiros do sexo com o qual se identificam. A secretaria de educação disse que obedecerá à lei federal nessa questão, e esse é o primeiro ano letivo com a política em andamento.

Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily):

Teachers banned from calling students “boys and girls”

Fonte: www.juliosevero.com

Bastou o PT sair que o ódio desapareceu e o Rio-16 foi só alegria e patriotismo de brasileiro cordial

23 de agosto de 2016

E as bombas não vieram. A Olimpíada que seria um fracasso pelo medo das bombas foi na verdade um sucesso.

E olha que os Estados Unidos gastam bilhões de dólares na segurança interna o que não impediu a tragédia da Maratona de Boston, Mass.

CqgC7DxWEAYMdqD

Boston, Mass:

explosc3b5es-em-boston

Livro para dar de presente para seu professor comunista

21 de agosto de 2016

O livro que a esquerda não gostaria que você lesse.

Clique aqui para comprar o ”Não, Sr. Comuna!” em promoção no site da Saraiva: http://migre.me/uGiH5

As 23 falácias esquerdistas desmascaradas em 216 páginas, com argumentos baseados em fatos, dados e autores gabaritados, são as seguintes: “No capitalismo, os ricos ficam cada vez mais ricos, e os pobres cada vez mais pobres”.

“A humanidade enriquece progressivamente. É um processo automático”.

“O Nazismo foi um regime simpático ao livre-mercado, afinal existiam muitas empresas privadas na Alemanha de Hitler”.

“O livre-mercado é o culpado pelo crash de 1929 da bolsa e pela Grande Depressão que se seguiu nos EUA”.

“Eu não tenho medo de mudanças. Tenho medo é de que nada mude”.

“O governo deveria aumentar o salário mínimo para ‘x’ (sempre um valor muito mais alto que nos dias de hoje)”.

“A Educação no Brasil está livre de qualquer viés ideológico”.

“Boa parte dos artistas (e intelectuais) são esquerdistas porque são altruístas, porque se preocupam com os menos favorecidos”.

“Economia é jogo de soma zero. Para alguém ganhar, outro deve perder. Os pobres são pobres porque os ricos são ricos”.
“Não foi o verdadeiro socialismo”.

“O capitalismo tira a liberdade das pessoas”.

“A Revolução Industrial na Inglaterra piorou a vida de mulheres e crianças”.

“Não há saber mais ou saber menos: há saberes diferentes”. (A frase é atribuída a Paulo Freire).

“A culpa da inflação é dos empresários que insistem em subir os preços sem qualquer motivo”.

“O empresário capitalista explora o trabalhador ao se apossar da mais-valia dele”.

“Quem defende um estado menor mas estuda/estudou em universidade publica é hipócrita”.

“A solução para a educação brasileira é o governo destinar 10% do PIB para a educação”.

“As empresas que se instalam na Ásia pioram as condições de vida dos que nela resolvem trabalhar”.

“O PT não quer o socialismo”. “O PSDB é um partido liberal, de direita”.

“O governo deveria controlar os preços cobrados pelos empresários”.

“Vocês são Fascistas” (esquerdistas dizendo isso para defensores do livre-mercado)

“A solução para resolver os problemas do Brasil é taxar as grandes fortunas”.

“Quem arca com o pagamento dos projetos artísticos beneficiados com a Lei Rouanet não é o governo”.

 

Afficher la suite

Você está cansado de ouvir sempre as mesmas falácias sendo ditas por boa parte dos simpatizantes…
saraiva.com.br
Apesar do livro estar prestes a se transformar em um ”best seller” (segundo a Câmara Brasileira do Livro, a partir de 15000 exemplares vendidos, um livro pode ser assim considerado), eu acredito que este número ainda é muito pequeno em relação à utilidade do livro.
Alguém que tenha conhecimento ZERO em política/economia e que leia o ”Não, Sr. Comuna!”, provavelmente terá mais conhecimento sobre estes temas do que 99% da população.

Podem existir livros melhores no mercado, mas acredito que nenhum outro abasteça o leitor com argumentos sólidos para debater com esquerdistas como o ”Não, Sr. Comuna!”. Considerando o potencial desesquerdizador do livro, poderia ter vendido muito, muito mais.

Happy Birthday Willian Jefferson Clinton

21 de agosto de 2016

70 years  august 19 2016

O velho Bill nos bons tempos de curtição!

clinton forte

Pai liberal demais da nisto – Filha de Obama solta as frangas no Lollapalooza – Essa vai pro Júlio Severo

20 de agosto de 2016
  • President Obama Scolds First Daughter For Smoking Weed At Concert

    PRESIDENT OBAMA SCOLDS FIRST DAUGHTER FOR SMOKING WEED AT CONCERT

August 19, 2016 85 Comments

BUSTED: OBAMA FURIOUS AT MALIA FOR SMOKING MARIJUANA JOINT ON VIDEO AT LOLLAPALOOZA

MASSACHUSETTS – As we reported earlier this month President Obama’s oldest daughter Malia was recorded on video smoking weed at the Lollapalooza music festival. Now there are reports the president is furious with his daughter over the incident. The First Family is currently on vacation at Martha’s Vineyard and Radar claims a source close to the resident says Barack has confronted his 18-year-old daughter about the pot.

“This is the president’s worst nightmare. The end of his term is in sight… and the carefully crafted image of a world-beating family is unraveling right before his eyes! I’m sure he had some choice words for his daughter during that walk they took.”

Another source told the Daily Mail U.S. Secret Service had to rush the first daughter out a wild Martha’s Vineyard house party moments before it was raided by police. The party took place at a private home in West Tisbury last week.

The pot incident follows another recent incident where several videos of Malia Obama appeared on twitter and YouTube showing the first daughter twerking on stage at the same Lollapalooza festival. The annual four day music festival is held annually in her hometown of Chicago, IL.




Família de alemães brancos viaja para a Rússia para pedir asilo, afirmando que a Alemanha não é mais segura para brancos por causa do influxo de imigrantes muçulmanos

18 de agosto de 2016

Jornalista do Mail-Online

Comentário de Julio Severo: Quem primeiro trouxe a atenção deste artigo foi Carlos Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, num tuítedivulgando, no original em inglês do jornal britânico DailyMail, essa notícia muito fora do comum. Depois, vi esse mesmo artigo no meu site conservador americano favorito: o WND (WorldNetDaily).

Eu apenas estou traduzindo para que mais pessoas entendam o caso.

ssss

Eis o artigo:

Uma família alemã viajou para a Rússia para pedir asilo, insistindo que a Alemanha não é mais segura por causa do influxo de imigrantes.

Carola Griesbach, de 51 anos, e seu marido Andre, de 45 anos, dirigiram 2.200 km do norte da Alemanha para a Praça Vermelha em Moscou numa van da Volkswagen para escapar da “ditadura alemã.”

Duas de suas filhas, Dominique e Julia, junto com quatro de seus netos também se comprimiram na van.

A família deixou a Alemanha por vários motivos, inclusive que eles estavam preocupados com o número de migrantes entrando no país.

O governo russo considera a Alemanha um país “seguro” e a família não tem permissão de buscar asilo na Rússia.

Andre disse: “Não sentimos que a Alemanha seja um lugar seguro para nós, ou para criar filhos.”

Desde que chegaram à famosa Praça Vermelha na Rússia, a família depende da boa vontade do povo russo e de tecnicalidades jurídicas para permitir que eles permaneçam.

E eles estão desesperados para ficar.

Andre disse: “Queremos ficar aqui e trabalhar. Não estamos interessados em viver à custa do Estado. E não temos muito dinheiro de sobra, estamos dependendo da boa vontade do povo local para nos ajudar. Mas o povo russo é incrivelmente generoso. Ninguém pode derrotá-los nesse aspecto. Certamente não conseguiríamos esse tipo de ajuda de alemães, pois eles são muito egoístas.”

Além do egoísmo dos alemães, Griesbach se queixa do número de refugiados na Alemanha, da falta de democracia que força vacinação nas crianças e da “sexualização precoce” das crianças.

Andre disse: “As pessoas acreditam que a Alemanha é uma democracia, mas não é. É moralmente corrupta. A sociedade russa é muito melhor, e Putin é um exemplo muito melhor de líder. O Estado alemão é corrupto, de modo que Putin é mais democrático do que Merke.

Os conselhos tutelares são rápidos para tirar os filhos dos pais. Eles são pagos para fazer isso, e é quase como tráfico de crianças.

Estávamos preocupados que isso aconteceria conosco. E as crianças são sexualizadas muito cedo por meio de roupas, fotos e livros. Não existe jeito de combater isso. É muito melhor na Rússia. Eles se importam com a família e a colocam em primeiro lugar.”

Traduzido e editado por Julio Severo do original em inglês do jornal DailyMail:

German family travel to Russia to claim ASYLUM — claiming their country is no longer safe because of the migrant influx

Fonte: www.juliosevero.com

O verdadeiro questionário de Marcel Proust

18 de agosto de 2016

.

  1. MINHA VIRTUDE PREFERIDA Ma vertu préférée
  2. A PRINCIPAL CARACTERÍSTCA DE MEU CARATER Le principal trait de mon caractère
  3. A QUALIDADE QUE EU PREFIRO NOS HOMENS La qualité que je préfère chez les hommes
  4. A QUALIDADE QUE EU PREFIRO NAS MULHERES La qualité que je préfère chez les femmes
  5. MEU PRINCIPAL VÍCIO, MEU PRINCIPAL DEFEITO Mon principal défaut
  6. MINHA PRINCIPAL QUALIDADE Ma principale qualité
  7. O QUE EU MAIS APRECIO NOS MEUS AMIGOS Ce que j’apprécie le plus chez mes amis
  8. MINHA OCUPAÇÃO PREFERIDA Mon occupation préférée
  9. MEU SONHO DE FELICIDADE Mon rêve de bonheur
  10. QUAL SERIA MINHA MAIOR DESGRAÇA, MINHA MAIOR INFELICIDADE Quel serait mon plus grand malheur?
  11. SE EU FOSSE OUTRA PESSOA QUEM EU GOSTARIA DE SER A part moi -même qui voudrais-je être?
  12. O LUGAR QUE EU ADORARIA VIVER, região, país,  Le pays où j’aimerais vivre
  13. A COR QUE EU PREFIRO La couleur que je préfère
  14. A FLOR QUE EU PREFIRO La fleur que je préfère
  15. O PÁSSARO QUE EU PREFIRO L’oiseau que je préfère
  16. MEUS AUTORES FAVORITOS NA LITERATURA EM PROSA Mes auteurs favoris en prose
  17. MEUS POETAS PREFERIDOS Mes poètes préférés
  18. MEUS HEROIS (homens) NA LITERATURA DE FICÇÃO Mes héros dans la fiction
  19. MEUS HEROINAS NA LITERATURA DE FICÇÃO Mes héroïnes favorites dans la fiction
  20. MEUS COMPOSITORES PREFERIDOS Mes compositeurs préférés
  21. MEUS PINTORES PREFERIDOS Mes peintres préférés
  22. MEUS HERÓIS PREFERIDOS (homens) NA VIDA REAL Mes héros dans la vie réelle
  23. MINHAS HEROÍNAS PREFERIDAS NA VIDA REAL Mes héroïnes préférées dans la vie réelle
  24. MEUS HERÓIS NA HISTÓRIA Mes héros dans l’histoire
  25. O QUE EU MAIS DETESTO Ce que je déteste le plus
  26. A PERSONAGEM DA HISTORIA QUE EU MAIS DETESTO Le personnage historique que je déteste le plus
  27. O FATO HISTÓRICO QUE MAIS DESPREZO Les faits historiques que je méprise

le plus

  1. O ACONTECIMENTO DA HISTORIA MILITAR QUE EU MAIS ESTIMO Le fait militaire que j’estime le plus
  2. A REFORMA QUE EU MAIS DOU VALOR, mais ESTIMO La réforme que j’estime le plus
  3. O DOM DA NATUREZA QUE EU DESEJARIA POSSUIR Le don de la nature que je voudrais avoir
  4. COMO EU GOSTARIA DE MORRER Comment j’aimerais mourir
  5. O ESTADO PRESENTE (situação atual) DE MEU ESPIRITO L’état présent de mon esprit
  6. O ERRO QUE MAIS ME INSPIRA TOLERÂNCIA La faute qui m’inspire le plus d’indulgence
  7. MINHA DIVISA, MEU LEMA Ma devise

Show do Milhão para Loiras

17 de agosto de 2016

1. Quem escreveu a 1ª carta ao Rei de Portugal sobre o descobrimento do Brasil foi Pero Vaz de:

  • Anda
  • Para
  • Caminha
  • Corre
  • Dispara

 

 

2. Pedro Alvares Cabral ficou famoso porque:

  • Descobriu o fuzil
  • Engoliu o cantil
  • Foi para p. q. p.
  • Descobriu o Brasil
  • Tropeçou mas não caiu

 

 

3. D. Pedro I popularizou-se quando:

  • Eliminou a concorrência
  • Proclamou a Independência
  • Deflorou a inocência
  • Derrubou a indecência
  • Saturou a paciência

 

 

4. D. Pedro I às margens do Ipiranga gritou:

  • Hortência volte
  • Independência ou morte
  • Aí tem piranha volte
  • Eu dou por esporte
  • Que dor de barriga forte

 

 

5. O famoso Ministro de Portugal foi o Marquês de:

  • Galinheiro
  • Ninhal
  • Curral
  • Pombal
  • Chiqueiro

 

 

6. A América foi descoberta por Cristóvão Co…:

  • Alcatra
  • Patinho
  • Lombo
  • Bofe
  • Lagarto

 

 

 

7. Um grande Bandeirante foi Borba:

  • Lebre
  • Zebra
  • Gato
  • Veado
  • Vaca

 

 

 

8. Um grande presidente brasileiro foi Castelo:

  • Branco
  • Roxo
  • Frouxo
  • Preto
  • Rosa – choque

 

 

 

9. O maior rio do Brasil é o Ama…:

  • Zonas
  • Boates
  • Inferninhos
  • Cabarés
  • Mangues

 

 

10. Ator em evidência na TV é Francisco Cu…:

  • Sujo
  • De ferro
  • Oco
  • Apertado
  • Largo

 

 

11. Um líder chinês muito conhecido chama-se Mao Tsé:

  • Tanga
  • Teng
  • Ting
  • Tonga da Mironga
  • Tung

 

 

 

12.Quem descobriu o caminho marítimo para as Índias foi:

  • Vasco da Gama
  • Flamengo
  • Fluminense
  • Atlético
  • Cruzeiro

 

 

 

13. A principal avenida de Belo Horizonte é Afonso:

  • Pêlo
  • Barba
  • Penugem
  • Pena
  • Pentelho

 

 

14. Foi no dia 13 de maio que a Princesa Isabel:

  • Aumentou a tanajura
  • Botou água na fervura
  • Engoliu a dentadura
  • Segurou a coisa dura
  • Aboliu a Escravatura

 

 

15. O mártir da Independência foi Tira…:

  • Cabaço
  • Que está doendo
  • E põe com jeito
  • A mão daí
  • Dentes

 

 

 

16. Quando Pedro Álvares Cabral chegou no Brasil disse “Terra…:

  • À vista
  • No cartão
  • Em 36 suaves prestações
  • Em três vezes sem juros
  • No crediário

Uma Olimpíada para todas as raças

17 de agosto de 2016

CpMX68mWEAAZ7KB

A verdade sobre a “doença” de Hillary Clinton Demente ou possuída?

14 de agosto de 2016

Os sem-medelha Medalha Medalha Medalha

10 de agosto de 2016

b301

Afeganistão 0 0 0 0
Albânia 0 0 0 0
Andorra 0 0 0 0
Angola 0 0 0 0
Antígua e Barbuda 0 0 0 0
Arábia Saudita 0 0 0 0
Argélia 0 0 0 0
Armênia 0 0 0 0
Aruba 0 0 0 0
Áustria 0 0 0 0
Bahamas 0 0 0 0
Bahrein 0 0 0 0
Bangladesh 0 0 0 0
Barbados 0 0 0 0
Belize 0 0 0 0
Benim 0 0 0 0
Bermudas 0 0 0 0
Bielorrússia 0 0 0 0
Bolívia 0 0 0 0
Bósnia e Herzegovina 0 0 0 0
Botswana 0 0 0 0
Brunei 0 0 0 0
Bulgária 0 0 0 0
Burkina Faso 0 0 0 0
Burundi 0 0 0 0
Butão 0 0 0 0
Cabo Verde 0 0 0 0
Camarões 0 0 0 0
Camboja 0 0 0 0
Catar 0 0 0 0
Chade 0 0 0 0
Chile 0 0 0 0
Chipre 0 0 0 0
Comores 0 0 0 0
Congo 0 0 0 0
Costa do Marfim 0 0 0 0
Costa Rica 0 0 0 0
Cuba 0 0 0 0
Djibouti 0 0 0 0
Dominica 0 0 0 0
Egito 0 0 0 0
El Salvador 0 0 0 0
Equador 0 0 0 0
Eritreia 0 0 0 0
Estônia 0 0 0 0
Etiópia 0 0 0 0
Fiji 0 0 0 0
Finlândia 0 0 0 0
Gabão 0 0 0 0
Gâmbia 0 0 0 0
Gana 0 0 0 0
Granada 0 0 0 0
Guam 0 0 0 0
Guatemala 0 0 0 0
Guiana 0 0 0 0
Guiné 0 0 0 0
Guiné-Bissau 0 0 0 0
Guiné Equatorial 0 0 0 0
Haiti 0 0 0 0
Honduras 0 0 0 0
Hong Kong 0 0 0 0
Iêmen 0 0 0 0
Ilhas Cayman 0 0 0 0
Ilhas Cook 0 0 0 0
Ilhas Marshall 0 0 0 0
Ilhas Maurício 0 0 0 0
Ilhas Salomão 0 0 0 0
Ilhas Virgens Americanas 0 0 0 0
Ilhas Virgens Britânicas 0 0 0 0
Índia 0 0 0 0
Irã 0 0 0 0
Iraque 0 0 0 0
Irlanda 0 0 0 0
Islândia 0 0 0 0
Jamaica 0 0 0 0
Jordânia 0 0 0 0
Kiribati 0 0 0 0
Kuwait 0 0 0 0
Laos 0 0 0 0
Lesoto 0 0 0 0
Letônia 0 0 0 0
Líbano 0 0 0 0
Libéria 0 0 0 0
Líbia 0 0 0 0
Liechtenstein 0 0 0 0
Lituânia 0 0 0 0
Luxemburgo 0 0 0 0
Macedônia 0 0 0 0
Madagascar 0 0 0 0
Malaui 0 0 0 0
Maldivas 0 0 0 0
Mali 0 0 0 0
Malta 0 0 0 0
Marrocos 0 0 0 0
Mauritânia 0 0 0 0
México 0 0 0 0
Mianmar 0 0 0 0
Micronésia 0 0 0 0
Moçambique 0 0 0 0
Moldávia 0 0 0 0
Mônaco 0 0 0 0
Montenegro 0 0 0 0
Namíbia 0 0 0 0
Nauru 0 0 0 0
Nepal 0 0 0 0
Nicarágua 0 0 0 0
Níger 0 0 0 0
Nigéria 0 0 0 0
Noruega 0 0 0 0
Omã 0 0 0 0
Palau 0 0 0 0
Palestina 0 0 0 0
Panamá 0 0 0 0
Papua-Nova Guiné 0 0 0 0
Paquistão 0 0 0 0
Paraguai 0 0 0 0
Peru 0 0 0 0
Porto Rico 0 0 0 0
Quênia 0 0 0 0
República Centro-Africana 0 0 0 0
República Checa 0 0 0 0
República do Congo 0 0 0 0
República Dominicana 0 0 0 0
Romênia 0 0 0 0
Ruanda 0 0 0 0
Samoa 0 0 0 0
Samoa Americana 0 0 0 0
San Marino 0 0 0 0
Santa Lúcia 0 0 0 0
São Cristóvão e Nevis 0 0 0 0
São Tomé e Príncipe 0 0 0 0
São Vicente e Granadinas 0 0 0 0
Senegal 0 0 0 0
Serra Leoa 0 0 0 0
Sérvia 0 0 0 0
Seychelles 0 0 0 0
Singapura 0 0 0 0
Síria 0 0 0 0
Somália 0 0 0 0
Sri Lanka 0 0 0 0
Suazilândia 0 0 0 0
Sudão 0 0 0 0
Sudão do Sul 0 0 0 0
Suriname 0 0 0 0
Tajiquistão 0 0 0 0
Tanzânia 0 0 0 0
Timor Leste 0 0 0 0
Togo 0 0 0 0
Tonga 0 0 0 0
Trinidad e Tobago 0 0 0 0
Tunísia 0 0 0 0
Turcomenistão 0 0 0 0
Tuvalu 0 0 0 0
Uganda 0 0 0 0
Uruguai 0 0 0 0
Vanuatu 0 0 0 0
Venezuela 0 0 0 0
Zâmbia 0 0 0 0
Zimbábue 0 0 0 0

JUSTIÇA AO SOLDADO MÁRIO KOZEL FILHO

10 de agosto de 2016

Senado recebe documento da acusação com pedido de condenação de Dilma Rousseff

 DA AGÊNCIA SENADO

Anderson Vieira | 10/08/2016, 14h03 – ATUALIZADO EM 10/08/2016, 14h34

O Senado recebeu no início da tarde desta quarta-feira (10) o libelo acusatório dos advogados responsáveis pela denúncia que motivou o processo de impeachment contra Dilma Rousseff. O documento é uma espécie de resumo que contém a exposição do que é considerado fato criminoso e o reforço do pedido de punição da presidente afastada.

A peça processual com nove páginas foi entregue pouco depois das 13h pelo advogado João Berchmans e recebida pela Secretaria-Geral da Mesa. Dilma já foi intimada na pessoa do advogado José Eduardo Cardozo. Com isso, a defesa tem até o início da tarde de sexta-feira (12) para apresentar seu contraditório.

No libelo, a acusação pede que Dilma seja levada a julgamento no Plenário do Senado e condenada à perda definitiva do mandato e à inabilitação para exercer cargos públicos por oito anos, conforme o artigo 52 da Constituição.

Testemunhas

A acusação optou por apresentar apenas três das seis testemunhas a que tem direito. Elas vão depor em Plenário em data ainda a ser definida. Foram arrolados Júlio Marcelo de Oliveira, procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU); o secretário de Macroavaliação Governamental do TCU, Leonardo Albernaz;  e o auditor fiscal Antonio Carlos Costa, também do TCU.  Todos já depuseram na Comissão Especial do Impeachment.

– Seria desnecessário chamar mais gente. As provas já foram demonstradas e são contundentes e não queremos procrastinar – explicou o advogado que atua na equipe de acusação.

João Berchmans disse ainda que no estágio atual do processo de impedimento a presidente afastada Dilma Rousseff está “como um peixe que se debate fora d’água para sobreviver”.

– Apesar do alarde da defesa, o processo está blindado; já foi questionado até no Supremo, mas sem sucesso – observou.

Crimes

A presidente afastada Dilma Rousseff é acusada de ter cometido crime de responsabilidade por ter assinado decretos de abertura de créditos suplementares sem aval do Congresso.

A acusação também reforçou no libelo que Dilma Rousseff atrasou o repasse de dinheiro ao Banco do Brasil para pagamento do programa de crédito agrícola Plano Safra. Com o atraso, o BB pagou os agricultores com recursos próprios, prática conhecida como pedalada fiscal, que configura um empréstimo do governo com um banco estatal, ato proibido por lei.

O libelo é assinado pelos juristas Miguel Reale Jr., Hélio Pereira Bicudo e pela advogada Janaína Paschoal. Os três são autores da denúncia protocolada na Câmara dos Deputados no dia 1º de setembro de 2015 e aceita em 2 de dezembro do mesmo ano pelo ex-presidente da Casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A partir de então, foi iniciado o processo de impeachment.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

COMO VOTARAM OS SENADORES 2:35 de 10 de agosto de 2016

10 de agosto de 2016

Impeachment

Senadores aprovam parecer pela continuidade do processo contra Dilma Rousseff
SIM
59
NÃO
21
O presidente não votou
  • SIM
    Acir Gurgacz (PDT-RO)
  • SIM
    Aécio Neves (PSDB-MG)
  • SIM
    Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)
  • SIM
    Alvaro Dias (PV-PR)
  • SIM
    Ana Amélia (PP-RS)
  • NÃO
    Angela Portela (PT-RR)
  • SIM
    Antonio Anastasia (PSDB-MG)
  • SIM
    Antonio Carlos Valadares (PSB-SE)
  • NÃO
    Armando Monteiro (PTB-PE)
  • SIM
    Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
  • SIM
    Benedito de Lira (PP-AL)
  • SIM
    Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
  • SIM
    Cidinho Santos (PR-MT)
  • SIM
    Ciro Nogueira (PP-PI)
  • SIM
    Cristovam Buarque (PPS-DF)
  • SIM
    Dalirio Beber (PSDB-SC)
  • SIM
    Dário Berger (PMDB-SC)
  • SIM
    Davi Alcolumbre (DEM-AP)
  • SIM
    Edison Lobão (PMDB-MA)
  • SIM
    Eduardo Amorim (PSC-SE)
  • SIM
    Eduardo Braga (PMDB-AM)
  • SIM
    Eduardo Lopes (PRB-RJ)
  • NÃO
    Elmano Férrer (PTB-PI)
  • SIM
    Eunício Oliveira (PMDB-CE)
  • NÃO
    Fátima Bezerra (PT-RN)
  • SIM
    Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)
  • SIM
    Fernando Collor (PTC-AL)
  • SIM
    Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
  • SIM
    Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)
  • SIM
    Gladson Cameli (PP-AC)
  • NÃO
    Gleisi Hoffmann (PT-PR)
  • SIM
    Hélio José (PMDB-DF)
  • NÃO
    Humberto Costa (PT-PE)
  • SIM
    Ivo Cassol (PP-RO)
  • SIM
    Jader Barbalho (PMDB-PA)
  • SIM
    João Alberto Souza (PMDB-MA)
  • NÃO
    João Capiberibe (PSB-AP)
  • NÃO
    Jorge Viana (PT-AC)
  • SIM
    José Agripino (DEM-RN)
  • SIM
    José Aníbal (PSDB-SP)
  • SIM
    José Maranhão (PMDB-PB)
  • SIM
    José Medeiros (PSD-MT)
  • NÃO
    José Pimentel (PT-CE)
  • NÃO
    Kátia Abreu (PMDB-TO)
  • SIM
    Lasier Martins (PDT-RS)
  • NÃO
    Lídice da Mata (PSB-BA)
  • NÃO
    Lindbergh Farias (PT-RJ)
  • SIM
    Lúcia Vânia (PSB-GO)
  • SIM
    Magno Malta (PR-ES)
  • SIM
    Marta Suplicy (PMDB-SP)
  • SIM
    Omar Aziz (PSD-AM)
  • NÃO
    Otto Alencar (PSD-BA)
  • SIM
    Paulo Bauer (PSDB-SC)
  • NÃO
    Paulo Paim (PT-RS)
  • NÃO
    Paulo Rocha (PT-PA)
  • SIM
    Pedro Chaves (PSC-MS)
  • SIM
    Raimundo Lira (PMDB-PB)
  • NÃO
    Randolfe Rodrigues (REDE-AP)
  • NÃO
    Regina Sousa (PT-PI)
  • SIM
    Reguffe (S/PARTIDO-DF)
  • PRE.
    Renan Calheiros (PMDB-AL)
  • SIM
    Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
  • SIM
    Ricardo Franco (DEM-SE)
  • NÃO
    Roberto Muniz (PP-BA)
  • NÃO
    Roberto Requião (PMDB-PR)
  • SIM
    Roberto Rocha (PSB-MA)
  • SIM
    Romário (PSB-RJ)
  • SIM
    Romero Jucá (PMDB-RR)
  • SIM
    Ronaldo Caiado (DEM-GO)
  • SIM
    Rose de Freitas (PMDB-ES)
  • SIM
    Sérgio Petecão (PSD-AC)
  • SIM
    Simone Tebet (PMDB-MS)
  • SIM
    Tasso Jereissati (PSDB-CE)
  • NÃO
    Telmário Mota (PDT-RR)
  • SIM
    Valdir Raupp (PMDB-RO)
  • NÃO
    Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)
  • SIM
    Vicentinho Alves (PR-TO)
  • SIM
    Waldemir Moka (PMDB-MS)
  • SIM
    Wellington Fagundes (PR-MT)
  • SIM
    Wilder Morais (PP-GO)
  • SIM
    Zeze Perrella (PTB-MG)

Instituições em frangalhos

9 de agosto de 2016

O ESTADAO DE S.PAULO

Editorial publicado em 13 de dezembro de 1968, escrito pelo Dr. Júlio de Mesquita Filho:

“”Das palavras ultimamente pronunciadas pelo sr. presidente da República, infere-se não ser o seu estado de espírito aquele que até há pouco sistematicamente definia a confiança que depositava em si e na sua gestão.

O otimismo, de resto inconsistente, que transpirava de todas as suas atitudes, acabou por ceder lugar a uma inquietação crescente, na qual são evidentes os sinais de que admite s. exa. que as coisas venham a piorar – não porque elas se tenham em si mesmas deteriorado, mas em conseqüência dos erros praticados por s. exa.

É que, com o correr do tempo e o contacto com a realidade, vai s. exa. percebendo que governar uma nação de mais de 80 milhões de habitantes e que acaba de dar, com a vitória de 64 – que, embora s. exa. a considere como obra das Forças Armadas, se deve ao próprio esforço da coletividade -, uma demonstração viva de fé democrática, é coisa muito diferente do comando de uma divisão ou de um exército.

Ao assumir as funções de presidente da República, imaginou o sr. marechal Costa e Silva que para essa dificílima missão estava perfeitamente capacitado, tanto mais que na profissão que adotara havia galgado com facilidade toda a escala hierárquica, dando sempre provas de aptidão e de descortino.

Ao deixar os quartéis para bruscamente se investir das responsabilidades de supremo mandatário do Estado Brasileiro – e isso nas condições que ele e seu antecessor estabeleceram, de comum acordo e prescindindo das advertências que lhes dirigiam cotidianamente os que haviam encanecido na vida pública – fê-lo s. exa. de ânimo leve, na convicção de que, no novo terreno que pisava, bastar-lhe-ia empregar a experiência adquirida na carreira militar e devotar aquele mesmo respeito que sempre demonstrara pelos regulamentos disciplinares ao sistema legal que juntamente com o sr. marechal Castelo Branco tinha encomendado ao sr. Carlos Medeiros Silva e aos autores de seus complementos naturais, as leis de Imprensa e de Segurança Nacional.

No decorrer das primeiras etapas do seu governo tudo parecia sorrir-lhe, pois que, além de saber contar discricionariamente com a força dos regimentos, das brigadas e das divisões, dava ainda por certa a passividade da Câmara e do Senado, ambos constituídos pelos dois conglomerados que ele, como o seu antecessor, acreditava representarem a substância popular.

Já nessa altura, para aqueles que através dos tempos afinaram aquela sensibilidade sem a qual ninguém será capaz de perceber os sinais precursores dos grandes terremotos, se mantinha s. exa. acima dos acontecimentos, na ilusória suposição de que tudo ia pelo melhor e que, se algumas vozes se levantavam em dissonância, não correspondiam ao sentir das camadas profundas da nacionalidade. Pouco tempo durou, porém, a euforia presidencial.

Umas após as outras, começaram a manifestar-se as contradições do artificialismo institucional que pela pressão das armas foi o País obrigado a aceitar.

A desordem passou a campear nos arraiais estudantis, ao mesmo tempo em que, ante o mal-estar geral, o clero revoltoso fazia sentir a sua presença até mesmo nas praças públicas.

Dentro dos próprios limites do feudo aparentemente submisso à vontade do Palácio da Alvorada, não se passava dia sem que se manifestassem sintomas da insurreição latente.

A Arena aderia à rebeldia geral com tamanha evidência que o próprio MDB sentiu que era chegado o momento da desforra.

Resolveu então, com uma ousadia que a todos espantou, enfrentar a ditadura militar em que vivemos desde 1964 ferindo na sua suscetibilidade as Forças Armadas brasileiras.

Já agora, a ordem que julgava s. exa. o sr. presidente da República dever a Nação às instituições que ele lhe impôs revela-se uma vã aparência, pois que, ao apelar para os que considerava correligionários seguros das acutiladas da oposição contra os seus companheiros de armas, se vê s. exa. totalmente desamparado.

Sob o cansaço das humilhações sofridas, aquilo que s. exa. supunha ser a maioria parlamentar, lembra-se enfim de que pela própria Constituição que passivamente aceitara lhe assistia o direito de afirmar as suas prerrogativas, como lhe assistia a autoridade moral suficiente para discutir as razões com que tanto as Classes Armadas como o Executivo Nacional pretendiam ditar-lhe a pena a aplicar a um deputado faltoso.

É então que o ex-general de exército, habituado a não admitir que lhe discutam as ordens, se viu na pouco edificante posição de deixar de lado aqueles escrúpulos que o tinham levado a afirmar que jamais transgrediria um milímetro sequer as linhas da legislação que ele mesmo traçou para cometer uma série de desmandos contra a Lei e o regulamento interno do Congresso, tentando arrancar da Comissão de Justiça da Câmara, sob o protesto do seu digno presidente e o sentimento de nojo do País, a licença para processar o autor das injúrias aos militares.

Conforme o havia decidido, a sua vontade foi obedecida naquela Comissão, mas à custa da confiança que s. exa. depositava em si mesmo e da excelência das instituições vigentes. E é diante desse quadro, todo ele feito de tonalidades sombrias, que nos achamos.

Até aqui as coisas pareciam suscetíveis de uma recomposição. Apesar de tudo, a passividade do Congresso Nacional, aliada à disciplina militar, poderia ainda fazer as vezes do apoio da opinião pública.

Agora, porém, que são claros os sinais da desagregação irredutível da maioria parlamentar, como o comprova a estrondosa derrota sofrida ontem pelo governo, quando mais de 70 deputados da Arena votaram contra a concessão de licença para processar o deputado Marcio Moreira Alves, pergunta-se: que é que poderá resultar de um estado de coisas que tanto se assemelha ao desmantelamento total do regime que o sr. presidente da República julgava fosse o mais conveniente àquele delicadíssimo e frágil arquipélago de grupos sociais a que se referia ainda ontem, cuja integridade, é s. exa. o primeiro a reconhecê-lo, está por um fio?””

O livro escolar dos nossos sonhos – pesadelo de qualquer político

9 de agosto de 2016

GUERRILHEIRA COMEÇA A SER CAÇADA E CASSADA

Senado Agora

CovEKAfVIAAp9CK

CpYL5ZwXEAALnQL

10393933_10204203689324970_3437142364543549484_n

13880152_1242412635777342_5469914140218848718_n

13566992_631471843666870_6079176608813015165_n

13532857_264989207203402_6051650117818457572_n

FUNDAÇÃO DO PT

PARTIDO SEM PATRÃO

SÓ QUE HOJE ESTÁ COM OS MAIORES PATRÕES,

O ESTADO E AS EMPREITEIRAS.

13754550_1745391239076564_9182884068306232202_n

CAMPANHA

BORRACHA NELES

13726567_1375113732504092_1515077500093229976_n

O que os homens pensam da Chapeuzinho Vermelho

8 de agosto de 2016

Os jornais do Brasil são todos tendenciosos pró-feminazis.

13729109_1816807038539698_5354493543092674853_n

Dans 9 mois, jour pour jour, Marine Le Pen sera élue présidente de la République

7 de agosto de 2016

Dans 9 mois, jour pour jour, Marine Le Pen sera élue présidente de la République

CpRKrNxWYAAiCOq

CpE9LQhWcAAJ0xq

Olimpíadas Rio-16 manda a PQP o politicamente correto e escolhe branca como mulher símbolo das brasileiras

6 de agosto de 2016

img-732450-gisele-bundchen20160805201470441305

Na abertura da Rio-16, a mensagem subliminar das pedaladas em frente a todas as delegações foi escandalosa

6 de agosto de 2016

Mundo todo vê as pedaladas fiscais

MUSA DAS PEDALADAS FISCAIS

20160805224027439990o_1200x800

What the fuck is that?

6 de agosto de 2016

20160805_...prliciais

Onde a religião é importante

6 de agosto de 2016

CZdeJfxVIAApibc


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 269 outros seguidores