Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Cristãos pegam em armas contra os seus inimigos – Só falta a CNBB

02/09/2014

Thousands Of Christians Finally Take Up Arms Against ISIS

iraq-isis

Countless Christians, Yezidis, and even Sunni Muslims have fallen to the gruesome slaughter of the Islamic State in Iraq, Syria, and Iran. ISIS continues to run amok across the Middle East, beheading children, crucifying men, and selling non-Muslim women as sex slaves, all while Obama ignores the genocide and refuses to address eliminate the growing threat against the U.S.

Fed up with the slaughter and desperate for relief, thousands of Assyrian Christian men have united to form a militia to protect the innocent in Iraq:

There are thousands of young Assyrian Christian men that have volunteered to join the protection units we’re planning on establishing in the coming weeks and months… Situations like this need political consensus before anything takes place on the ground. While there are hundreds of individuals that are armed with small weapons at this time, the bulk of the force is yet to be organized. Most of our areas in the Nineveh Plain are still under ISIS control and it doesn’t look like the Kurdish militias will be able to remove them without help from the International community.

There is also another Christian militia called the Syriac Military Council, which consists of Chaldean and Assyrian Christians, and stands with the Peshmerga forces.

At first, Christians were hesitant to perpetrate violence against the vicious Islamists, but needless butchery forced the peaceful civilians to act. One Christian militant explained how the churches sold their cloaks to buy swords:

“We keep talking about Jesus and peace, and now we’ve reached the point where it’s not enough… The age of waiting for the Peshmerga to take back territory while we sit is over. We took the decision that, with our limited abilities, we will try to participate… We’re being killed in our homes, so why not defend ourselves? Then even if we die, we die with dignity… We didn’t want to reach this point – we just want to live in our areas.

“We’re being killed in our homes, so why not defend ourselves? Then even if we die, we die with dignity,” he said. “We didn’t want to reach this point – we just want to live in our areas.”

Perhaps these peaceful Christians remembered Proverbs, which commands, “Rescue those being led away to death; hold back those staggering toward slaughter.” Christians must arm themselves, or cleansing could wipe out the followers of Christ in the Middle East, where they’ve lived for well over 2,000 years.

Christians, however, make up less than 1 percent of Iraq’s population, an easy target for jihadists.

After reclaiming areas once captured by IS, Christians have made it clear that they hope the Peshmerga will allow them to once again govern themselves. And why not? If the Obama Administration can support a “Palestinian State” in Gaza, why can’t Christians have their own territory free from Sharia law?

A melhor hipótese de quem derrubou o avião de Eduardo Campos é de ter sido abatido por um drone

29/08/2014

http://www.folhapolitica.org/2014/08/mpf-trabalha-com-hipotese-de-drone-da.html

Veja reportagem bomba com documentos.

RETRATO FALADO DE UM CAPO MAFIOSO SEM CARÁTER

23/08/2014

Não há neste artigo uma só frase mentirosa. Pelo contrário, todas elas são verdades incontestáveis. Parabéns, Caio Lucas, seja lá você quem for.
Você conseguiu traduzir toda a repudia que sinto por esta figura maligna.

Repasso:

O homem que esteve à frente desta nação e não teve coragem, nem competência, nem vontade para implantar reforma alguma neste país, pois as reformas tributárias e trabalhistas nunca saíram do papel, e a educação, a saúde e a segurança ficaram piores do que nunca.

O homem que mais teve amigos safados e aliados envolvidos, da cueca ao pescoço, em corrupção e roubalheira, gastando com os cartões corporativos e dentro de todos os tipos de esquemas.

O homem que conseguiu inchar o Estado brasileiro e as empresas estatais com tantos e tantos funcio-nários, tão vagabundos quanto ele, e ainda assim fazê-lo funcionar pior do que antes.

O homem que tem uma mulher medíocre, inútil, vulgar e gastadeira, que usava, indevidamente e desbragadamente, um cartão corporativo, ao qual ela não tinha direito constitucional, que ia de avião presidencial para São Paulo “fazer escova” no cabelo e retornar a Brasília.

O homem que ajudou seu filho a enriquecer, tornando-o milionário do dia para a noite, sem esforço próprio algum, só às custas de conchavos com empresas interessadas em mamar nas “tetas” do governo. E depois ainda disse para a nação que “esse garoto é um fenômeno”, e lhe concedeu um passaporte diplomático.

O homem que mais viajou inutilmente, quando presidente deste país, comprando um avião caríssimo só para viajar pelo mundo e hospedar-se às custas da nação brasileira nos mais caros hotéis, tão futilmente e às custas dos impostos que extorquiu do povo.

O homem que aceitou passivamente todas as ações e humilhações contra o Brasil e contra os brasileiros diante da Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai.

O homem que, perdulária e irresponsavelmente, e debochando da nossa inteligência, perdoou dívidas de países também corruptos, cujos mandatários são “esquerdistas”, e enviou dinheiro a título de doação para eles, esquecendo-se que no Brasil também temos miseráveis, carentes de bons hospitais, de escolas decentes e de um lugar digno para viver.

O homem que, por tudo isso e mais um elenco de coisas imorais e absurdas, transformou este país num chiqueiro libertino e sem futuro para quem não está no seu “grande esquema”.

O homem que transformou o Brasil em abrigo de marginais internacionais, FARC’anos etc., negando-se, por exemplo, a extraditar um criminoso vaga-bundo, para um país democrático que o julgou e condenou democraticamente. Esse homem representa o que mais nos envergonha pelo Mundo afora!!

O homem que transformou corruptos e bandidos do passado em aliados de primeira linha.

O homem que transformou o Brasil num país de parasitas e vagabundos, com o Bolsa-Família, com o repasse sem limite de recursos ao MST, o maior latifúndio improdutivo do mundo e abrigo de bandidos e vagabundos e que manipulam alguns ingênuos e verdadeiros colonos.

Para se justificar a estes novos vagabundos, o homem lhes afirma ser desnecessário ESTUDAR e que, para se “dar bem” neste País, basta ser vagabundo, safado, esquerdista e esperto. Aliás, neste caso, o homem fez inverter uma das mais importantes Leis da Física, que é a Lei da Atração e repulsão; significa que força de idênticos sinais se repelem e as de sinais contrários se atraem. Mas esse homem inventou que forças do mesmo sinal se atraem. Por exemplo: ele (o homem) atrai, para sua base, políticos como JOSÉ SARNEY, COLLOR, RENAN… que ficaram amiguinhos de seus comparsas JOSÉ DIRCEU, GENOÍNO, GUSCHIQUEN, e ainda agregaram o apoio de juristas como LEWANDOVSKI, TOFOLI, etc. …

É, homem… Você é o cara… É o cara-de-pau mais descarado que o Brasil já conheceu.

Você é o homem que deveria apanhar na cara, porque envergonha todo brasileiro honesto e trabalhador.

É, homem, você é o cara… É o cara que não tem um pingo de vergonha na cara, não tem escrúpulos, é “o cara” mais nocivo que tivemos a infelicidade de ter como presidente do Brasil!

Mas …como diz o velho ditado popular:
NÃO HÁ MAL QUE SEMPRE DURE…

Caio Lucas Macedo
Advogado-OAB 4536-SPBR

BRASIL, A UM PASSO DO GOLPE COMUNISTA FINAL

23/08/2014

Repasse…

A midia está proibida de divulgar o que o Foro SP, fundado por Lula e Fidel, vem implantando na America Latina.

PNDH-3 – O GOLPE COMUNISTA EM PRATICA – “No momento em que se elimina a liberdade de imprensa estaremos efetivamente no início de uma ditadura… é um decreto preparatório para um regime ditatorial” – Ives Gandra Martins
-O FIM DOS DIREITOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS
-O FIM DA PROPRIEDADE PRIVADA
-O FIM DA FAMÍLIA
-O FIM DE VALORES ÉTICOS E MORAIS
-Decreto 8243 – Plebiscito pela nova constituinte a ser aprovado em Setembro/14
“Novo decreto é Golpe de Estado Totalitário” – Luis Felipe Pondé

Conheça a Capital Mundial do Cinema, Hollywood-California, e seus estúdios – Where is Hollywood´s Studios located Today?

08/03/2014

Academy of Motion Picture Arts and Sciences

8949 Wilshire Blvd

Beverly Hills, CA 90211

Endereço dos Estúdios de Cinema:

4 deles são vizinhos:

Universal, Dreamworks, Warner, e,  Disney,

tres estudios

Where is Hollywood´s Studios located Today?

Endereços de dezenas de Estudios:

http://hollywoodresourcecenter.com/resource/aZ-contacts.html?whatToFind=wilshire

http://www.movielocationsplus.com/homestud.htm

http://www.retroweb.com/tv_studios_and_ranches.html

https://plus.google.com/local/Los%20Angeles%2C%20CA/s/Movie%20Studio?hl=pt-BR&gl=br

Paramount Pictures Corporation – A Viacom Company

http://www.paramount.com/

http://www.viacom.com/

5555 Melrose Avenue

780 Gower, Hollywood

Los Angeles, California 90038

 –

 —

20th Century Fox Studios

Fox Entertainment Group, Inc.

Twenty-First Century Fox, Inc.

http://www.foxstudios.com/

10201 West Pico Boulevard

Los Angeles, CA 90035

Columbia Pictures Industries Inc – Sony Pictures Entertainment

Sony Corporation of America

http://www.sonypictures.com/

10202 West Washington Boulevard

Culver City, CA 9023

 

Warner Bros. Pictures, Inc.

Warner Bros. Pictures Group

Warner Bros. Entertainment, Inc.,

Warner Communications Inc.

Time-Warner Inc.

http://www.warnerbros.com/

http://www.timewarner.com/company/operating-divisions/warner-bros-entertainment

4000 Warner Boulevard

Burbank, CA 91522

 

 –

Universal Studios, Inc.,

NBC Universal, Inc.

NBC Universal Media, LLC,

Comcast Corporation/ General Eletric

http://www.universalstudios.com/

http://www.universalpictures.com/

100 Universal City Plaza

Universal City, CA 91608

Universal Studios Orlando

www.universalorldando.com

6000 Universal Boulevard

Orlando, Florida 32819

 —

 Estão juntas atualmente, 2014, Miramax e Lions Gate

Miramax Film NY, LLC

http://www.miramax.com/

2540 Colorado Avenue, Suite 100E

Santa Monica, California 90404

Lions Gate Entertainment – Summit

www.lionsgate.com

Suite 200
2700 Colorado Avenue

Santa Monica, California 90404

310-314-2000

Summit

Nota: em 2014, foto de 2012, no Google Mapas, o 1630 Stewart Street Santa Mônica ainda é a Summit.

Mas, este endereço, é, atualmente, 2014, da:

SCE Worldwide Studios

http://www.worldwidestudios.net/santamonica

1630 Stewart Street

Main-Studio 100

Santa Monica

CA 90404

Pixar Animation Studios

http://www.pixar.com/

1200 Park Avenue

Emeryville, CA 94608

—-

Disney Studios – Disney Pictures – Buena Vista

http://thewaltdisneycompany.com/

500 South Buena Vista Street

Burbank, CA 91521

818-560-1000

Nickelodeon Animation Studio

http://www.nickanimationstudio.com/inside-the-studio

231 W Olive Ave

Burbank, CA 91502

Cartoon Network Studios

http://www.cartoonnetwork.com/

300 North 3rd Street

Burbank, CA 91502

Metro-Goldwyn-Mayer Inc. – MGM Studios

Spyglass Entertainment Group, LLC.

www.mgm.com

http://www.spyglassentertainment.com/

245 North Beverly Drive,

Beverly Hills, California 90210

(310) 449-3000

 310-443-5800

Fax: 310-443-5912

DreamWorks Studios

http://www.dreamworksstudios.com/

It is located on the Universal Studios lot in Universal City, California.

100 Universal City Plaza

Universal City, CA 91608

 Are DreamWorks Studios and DreamWorks Animation the same company?

No: They are two completely separate companies.

DreamWorks Animation 

http://www.dreamworksanimation.com/company

1000 Flower Street

Glendale, CA 91201

PDI Dreamworks SKG

http://www.dreamworksanimation.com/company

1400 – A Seaport Boulevard

Redwood City, CA 94063

SUNSET GOWER STUDIOS

http://sgsandsbs.com/

1438 N. Gower Street

Hollywood, CA 90028

sgsreception@sgsandsbs.com

f. 323.467.2717

SUNSET BRONSON STUDIOS

http://sgsandsbs.com/

5800 W. Sunset Boulevard

Hollywood, CA 90028

 f. 323.460.3844

sbs.reception@sgsandsbs.com

Hollywood Center Studios

http://www.hollywoodcenter.com/

 Hollywood Center Studios is Centrally located in the heart of the Media District.

1040 North Las Palmas, Los Angeles, CA 90038

General Info & Booking
(323) 860.0000

Mack Sennett Studios:

http://www.macksennettstudios.net/

1215 Bates Ave

Los Angeles, CA 90029

info@macksennettstudios.net

p: 323-660-8466

 –

RKO Pictures

http://www.rko.com/

2034 Broadway
Santa Monica, CA 90404
Phone: 310 277 0707
Fax: 310 566 8940

info@rko.com

 –

New Line Cinema Corporation – Warner Studio

www.newline.com

 116 N Robertson Blvd #200
Los Angeles, CA 90048

Hollywood Studios International

não tem site mais

9107 Wilshire Blvd #600

Beverly Hills, CA 90210

Prospect Studios – Disney

http://studioservices.go.com/prospectstudios/index.html

4151 Prospect Ave Silver Lake

Los Angeles, CA 90027

+1 323-671-5000

Apartheid brasileiro: Dilma prepara nova limpeza étnica de mestiços no Amazonas

11/08/2012

dilma-flexaO governo da presidente Dilma Rousseff (PT) tomou medidas que conduzem à nova limpeza étnica de populações mestiças no Estado do Amazonas. A Fundação Nacional do Índio (Funai) publicou no Diário Ofical da União, do dia 1º de agosto último, diversos despachos com data em 30 de julho e nos quais decide “aprovar as conclusões” do Resumo do Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação e reconhecer os estudos de identificação dos territórios (nomeados  ”Terra Indígena” no despacho) de suposta ocupação indígena mura: “Murutinga/Tracajá”,  localizados no município de Autazes; Ponciano, nos municípios de Autazes e Careiro da Várzea; Sissaíma, no município do Careiro da Várzea; e Vista Alegre, nos municípios do Careiro e Manaquiri, todos no Estado do Amazonas.

 

Terra do Mestiço: outras áreas sob risco

Cerca de 1/3 do território do Estado do Amazonas é atualmente ocupado por terras exclusivas para etnias indígenas, mas as demandas por mais territórios exclusivos prosseguem. Segundo informou a Funai ao Movimento Nação Mestiça, em maio, estão também sendo sendo objeto de processo de demarcação as áreas Guapenu, Jauary, Pantaleão e Lago do Limão no município de Autazes. Informou também que não faz registro da presença de mestiços.

Para o secretário geral do Movimento Pardo-Mestiço Brasileiro, Leão Alves, há uma política governamental de implantação do apartheid étnico e racial entre brasileiros e que é hostil à etnia mestiça, “A política étnica da presidente Dilma para com a população mestiça é desumana. Estas populações que ela deseja expulsar para agradar milionárias ONGs da Europa e dos EUA são em sua absoluta maioria compostas por pessoas de baixa renda, quase todas mestiças. Os mestiços brasileiros não são indígenas, mas também são nativos, também têm direito originário. Nossa etnia se originou a partir da mestiçagem entre indígenas e brancos portugueses. Mestiços não são invasores. Há uma ideologia racista, anti-nacional e anti-democrática denominada multiculturalismo. Ela é seguida pela presidente Dilma e pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Ela prega a divisão territorial e que as leis não sejam universais, mas que as pessoas tenham direitos diferentes segundo sua identificação racial, de cor e de etnia. A mestiçagem unifica etnias e por isto a etnia mestiça é discriminada pelo governo federal que busca impor aos mestiços a identidade negra, indígena ou branca”.

A etnia mestiça é reconhecida por lei pelos Estados do Amazonas, Roraima e Paraíba

Admirável Mundo Novo x 1984: Quando as pessoas serão controladas e gostarão disso

09/06/2012

PAS DE DRAPEAU TRICOLEUR CHEZ BASTILLE – LA FETE DES SANS PAPIERS

06/05/2012

6 MAI BASTILLE

A FOTO DO FATO

22/04/2012

=

ISTO SIM É GOSTAR DE PROTESTAR:

=

QUADRILHA DO ZÉ DIRCEU LIVRE E SOLTA

=

MINISTRO TOTALMENTE SEM ARGUMENTO, JOAQUIM BARBOSA ACUSA SEUS COLEGAS DE:

=

NUNCA ESQUECEREMOS QUE A TURMA DA DILMA MATOU O MÁRIO:

=

FIM DAS FAVELAS QUE ABRIGAM CRIME E CRACOLANDIA:

=

DIGA NÃO AO DESARMAMENTO DOS HOMENS DE BENS; CONTRA O MONOPÓLIO DE USO DE ARMAS PELOS BANDIDOS:

=

 

 

Radio host Rush Limbaugh says President Obama and officials in his administration are intentionally stoking racial chaos in America in connection with the Trayvon Martin case.

11/04/2012

by Joe Kovacs

Joe Kovacs, executive news editor for WND, is an award-winning journalist and author of the forthcoming book.

Radio host Rush Limbaugh says President Obama and officials in his administration are intentionally stoking racial chaos in America in connection with the Trayvon Martin case. 

“There’s no question that the White House wants this kind of chaos and unrest in the culture,”

Fastshop.com.br/ListaCasamentoHis comments came moments before the Washington Post reported Florida special prosecutor Angela Corey planned to announce she is charging neighborhood watch volunteer George Zimmerman in the shooting of Martin. 

Limbaugh said the situation is “a powder keg waiting to go off,” and that “nobody that I see is doing anything to try to make sure that powder keg doesn’t explode.” 

He added: “If in the White House they wanted to cool this down, which they should do, they could do it. All it would take … would be Obama addressing the nation to calm this down, and then speaking about it in genuine American terms, not racial terms. If they wanted tot do that, they could. Other presidents have. It’s not happening here.” 

Limbaugh says the White House has determined “it is helpful for Obama’s re-election because they believe that they can tie all of this to the existence of Republicans and conservatives, that the racial problems exist because of never-ending racism of the right, never-ending racism of Republicans. And that’s why George Zimmerman in the New York Times is called a white Hispanic.

 There are people un the race industry who became excited that this event took place because it allowed them to carry forward with their template, that we still are a nation, essentially, with slaves. You couple that with what I think is a chip on Obama’s shoulder about the founding of the country, the engrained discrimination, his anger over it, his opportunity now here to finally make it right.” 

Martin, 17 and unarmed, was shot and killed Feb. 26 by Zimmerman, who said he was acting in self-defense after getting his bashed by Martin. Police in Sanford, Fla., where the shooting took place, initially did not charge Zimmerman, based on the state’s “stand your ground” law.

13/02/2012

Reinaldo Azevedo em texto brilhante. Diga não aos comunistas na Universidade, não deixe que greves estragem o estudo de seus filhos.

11/11/2011

11/11/2011

às 15:19

TAMBÉM A UNIRIO PODE SE LIBERTAR DOS SEUS SEQÜESTRADORES

No dia 30 de novembro, a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) elege a nova diretoria do DCE. Também lá há uma chapa de ESTUDANTES DE VERDADE, a exemplo de muitos que me lêem. O que é um estudante de verdade?
– O estudante de verdade entende que a universidade não deve ser usada para fortalecer partidos.
– O estudante de verdade acredita no pluralismo.
– O estudante de verdade não se impõe na base do berro e da manobra.
– O estudante de verdade estuda.

Isso significa que o ESTUDANTE DE VERDADE não é da esquerda organizada. Ou alguém já viu algum esquerdista na universidade que não transforme a instituição em mero aparelho, não tente silenciar a divergência e não se imponha na base da truculência?

Também os estudantes da Unirio têm a chance de se livrar dos seus algozes VOTANDO NA UNIRIO LIVRE, A CHAPA 3, que expõe seu credo:
“Meritocracia, livre iniciativa, liberdade de pensamento, não ao marxismo farofeiro, contra esta hegemonia de pensamento esquerdista que seqüestrou o ambiente universitário, amordaçou a academia e transformou o ideal de uma ‘zona livre de idéias’ num engodo.”

À maioria silenciosa da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, lembro trecho do Manifesto:

“Eles dizem que “um outro mundo é possível”. Atuam como se, de fato, houvesse dois mundos. E há apenas um: é este em que vivemos. Ele tem de ser transformado, reformado, mudado, aprimorado. E nós sabemos que isso custa dedicação, estudo, esforço, trabalho, talento, dinheiro.
Não, eles não se dedicam!
Não, eles não se esforçam!
Não, eles não trabalham!
Não, eles não têm talento!
Sim, eles desperdiçam dinheiro público!

E NÓS JÁ ESTAMOS COM O SACO CHEIO DELES!”

Decida, aluno da Unirio: liberdade ou sujeição; resolução de problemas ou gritaria histérica e inútil.

Por Reinaldo AzevedoTags:

11/11/2011

às 6:44

UM MANIFESTO DIRIGIDO ÀS MOÇAS E AOS MOÇOS LIVRES DAS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS. A MAIORIA SILENCIOSA COMEÇA A DIZER O QUE QUER

O dia 10 de novembro de 2011 pode entrar para a história do ensino superior no Brasil. Nesse dia, os alunos das Letras da USP se libertaram dos seus algozes, da minoria que tiraniza a maioria, e devolveram aos estudantes o prédio que abriga o seu curso e que havia sido privatizado por seitas e partidos políticos. Publico o vídeo mais uma vez. Ele tem de ser visto, revisto, reproduzido Brasil afora como exemplo. A maioria silenciosa da USP começa a acordar, como já acordou a da Universidade de Brasília. Pode ser o sinal de uma nova aurora da universidade pública brasileira: voltada para o ensino, interessada na pesquisa, dedicada a formar profissionais que têm pela frente a tarefa gigantesca de fazer do Brasil um país mais justo para o seu povo e de exercer com dignidade a profissão que abraçaram. Vejam ou revejam. Volto depois.

Moças e moços das universidades públicas dos Brasil,

– Eles dizem que querem mudar o mundo e que vocês são alienados ou reacionários. Mas que utopia é essa que não reconhece o direito de escolha dos que deles discordam?

– Eles dizem que querem mudar o mundo e que vocês são alienados ou reacionários. Mas como podem falar em nome da justiça se os ídolos que adoram mataram 25 milhões na URSS, 70 milhões na China, 3 milhões no Camboja, 100 mil em Cuba (incluindo os que morreram afogados tentando fugir do “paraíso”)? Como ousam discursar sobre uma montanha espantosa de cadáveres?

– Eles dizem que querem mudar o mundo e que vocês são alienados ou reacionários. Mas como podem falar em fraternidade se fazem pouco caso do esforço de quem estuda, de quem trabalha, de quem se dedica, de quem se esforça? Por que eles os odeiam tanto?

– Eles dizem que querem mudar o mundo e que vocês são alienados ou reacionários. Mas como podem falar em igualdade se, nas assembléias, eles lhes cassam o direito à palavra, ao voto, à opinião?

– Eles dizem que querem mudar o mundo e que vocês são alienados ou reacionários. Mas como podem falar em nome da democracia se reivindicam que a universidade seja considerada um território apartado do Brasil, recendendo ao mais odioso preconceito aristocrático?

Não, moças e moços!

Eles odeiam a Justiça. Ou não fariam o que fazem.
Eles odeiam a fraternidade. Ou não fariam o que fazem.
Eles odeiam a igualdade. Ou não fariam o que fazem.
Eles odeiam a democracia. Ou não fariam o que fazem.
Eles odeiam, em suma, a liberdade, que é, e será sempre, a liberdade de quem pensa diferente, como afirmou, aliás, uma pensadora que eles dizem respeitar.

Tenho a ousadia de, simbolicamente, unir-me a vocês e falar na primeira pessoa do plural. Ficarei aqui no canto, quieto, eu prometo, com os meus 50 anos, aplaudindo a sua juventude! Mas falarei de “nós”.

Nós defendemos o estado democrático e de direito. E, por isso, eles nos chamam “fascistas”.
Nós defendemos a Constituição democrática da República Federativa do Brasil. E, por isso, eles nos chamam “fascistas”.
Nós defendemos o império da lei. E, por isso, eles nos chamam fascistas.

Ao longo dos anos, eles foram se aproveitando de nossas fraquezas, de nossa tolerância, de nossa boa-vontade, de nossa boa-fé, de nosso amor pelo diálogo, de nossa crença na racionalidade, de nossa dedicação ao estudo, de nosso apreço pelo trabalho, de nosso esforço para fazer o que fazem todas as mulheres e os homens livres nos países livres: lutar para melhorar de vida, para realizar sonhos, para crescer profissionalmente.

Para eles, somos “conservadores”, “arrivistas”, “direitistas”, “insensíveis”, “desprezíveis”. Para eles, Felipe de Ramos Paiva, brutalmente assassinado no campus, é que estava no lugar errado. Suas simpatias ideológicas estão com os algozes do morto.

Eles dizem que “um outro mundo é possível”. Atuam como se, de fato, houvesse dois mundos. E há apenas um: é este em que vivemos. Ele tem de ser transformado, reformado, mudado, aprimorado. E nós sabemos que isso custa dedicação, estudo, esforço, trabalho, talento, dinheiro.
Não, eles não se dedicam!
Não, eles não se esforçam!
Não, eles não trabalham!
Não, eles não têm talento!
Sim, eles desperdiçam dinheiro público!

E NÓS JÁ ESTAMOS COM O SACO CHEIO DELES!

Não suportamos mais que nos digam o que fazer das nossas vida se, visivelmente, não sabem o que fazer das suas próprias!
Não suportamos mais que nos digam para onde deve ir a universidade se passam anos ocupando uma vaga na instituição sem concluir o curso.
Não suportamos mais pagar tão caro por suas utopias baratas.

NÃO PODEMOS MAIS SER TIRANIZADOS POR CHUPINS QUE NADA PRODUZEM E QUE VIVEM DO “ESTADO BURGUÊS” QUE DIZEM DETESTAR.

Poder filiar-se a um partido é uma conquista democrática. Mas quem faz de uma instituição aparelho de seu partido gosta é de ditadura.

É preciso deixar claro que essa gente não nos representa.

Não aceitamos mais que nos imponham o seu socialismo!
Não aceitamos mais que nos imponham os seus heróis!
Não aceitamos mais que nos imponham os seus hábitos!
Não aceitamos mais que nos imponham os seus vícios!
Não aceitamos mais que nos imponham suas idiossincrasias!
Não aceitamos mais que nos imponham suas esquisitices!
Não aceitamos mais que privatizem o espaço público em nome de sua causa!

A foto abaixo traz alguns deles, felizes, a caminho da delegacia, na manhã de terça . Vejam com atenção:

VANGUARDA DO RETROCESSO – Maiorias silenciosas da USP e das universidades brasileiras, respondam: vocês se sentem representadas por eles? Você encontram neles a sua ética? Vocês encontram neles a sua estética? Representam eles o futuro? Não lhes parece que eles são a vanguarda da década de… 60? (Foto: Adriano Vizoni, da Folhapress)

A Universidade de São Paulo é um patrimônio de todos os paulistas e dos brasileiros dos demais estados que a escolheram para realizar seus sonhos, seus anseios e suas utopias, sempre respeitando os direitos da comunidade uspiana, garantidos por um Estatuto, pela Constituição do Estado, pela Constituição da República Federativa do Brasil e por outros códigos legais.

Declaramos, assim, que não há diferença entre os que usam a USP — e o mesmo vale para todas as universidades públicas do Brasil — para fortalecer seus próprios partidos e seitas e os larápios da República que estão sendo denunciados pela imprensa.

A malversação do dinheiro público será sempre um roubo, seja para o enriquecimento pessoal, seja para fortalecer grupos ideológicos. Rouba o dinheiro dos paulistas que sustentam a USP aqueles que abusam de sua condição de aluno, de professor ou de funcionário para impor uma pauta política alheia aos objetivos da universidade.

CHEGA! É POR ISSO QUE ESTAMOS DIZENDO A ELES: “NÃO, VOCÊS NÃO PODEM!”

NÃO PODEM MAIS!

É POR ISSO QUE UMA RESPOSTA TEM DE SER DADA NOS CURSOS, COMO FIZERAM OS ALUNOS DAS LETRAS, E NAS URNAS.

Entre os dias 22 e 24, haverá eleição para o DCE. A maioria silenciosa que começa a se manifestar pode pôr um fim à ditadura. Mulheres e homens morreram para que o Brasil fosse um país livre. Não vamos permitir que meia-dúzia de aloprados, de “burgueses do capital alheio”, solapem os direitos que garantem a nossa dignidade.

Vamos dizer “não” aos verdadeiros fascistas!NAO REINALDO ELES SÃO COMUNISTAS.

Vamos dizer “sim” à USP e à universidade pública.

Por Reinaldo Azevedo

Tags:

PL – 122 e Marta Suplicy e a Igreja Católica

05/11/2011

Saúde do brasileiro só melhorou na Era Lula

05/11/2011

A destruição planejada da civilização judaico-cristã da Europa e do mundo:

28/10/2011

Porque a CNBB e o Vaticano não se importam com o genocídio de cristãos no mundo?

12/10/2011

12 de outubro de 2011

Nosso Mundo: Os cristãos esquecidos do oriente

Nosso Mundo: Os cristãos esquecidos do oriente

Caroline B. Glick (Jerusalem Post)
É difícil imaginar aonde os governos e as igrejas ocidentais pensam que vão chegar fazendo vista grossa à perseguição de cristãos no mundo islâmico.
Na noite de domingo (09/10/2011), cristãos coptas egípcios organizaram o que era para ser uma vigília pacífica em frente à sede da emissora de TV estatal em Cairo. Os mil manifestantes representavam a antiga comunidade cristã de cerca de 8 milhões de pessoas, cuja presença no Egito precede a dominação islâmica em várias séculos.
Eles se reuniram no Cairo para protestar contra os recentes incêndios criminosos de duas igrejas por quadrilhas de muçulmanos, e contra a rápida ascensão da violência (com apoio do governo) contra cristãos por grupos muçulmanos desde a renúncia do ex-presidente egípcio Hosni Mubarak, em fevereiro.
De acordo com fontes coptas, os manifestantes foram cercados por agressores islâmicos, que rapidamente ganharam suporte de forças militares. Entre 19 e 40 cristãos coptas foram mortos por soldados e agressores muçulmanos. Foram atropelados por veículos militares, linchados, baleados e arrastados pelas ruas do Cairo.
A emissora estatal relatou apenas que três soldados haviam sido mortos. De acordo com a agência Ahram Online, os soldados atacaram os estúdios da emissora de TV al-Hurra na noite de domingo para bloquear a transmissão de informações sobre o ataque militar contra os cristãos coptas.
Ao que parece, a tentativa de controle de informações sobre o que aconteceu funcionou. As notícias na segunda-feira sobre a violência deram poucos sinais da identidade dos mortos ou feridos. É certo que não contaram a história do que realmente aconteceu domingo à noite no Cairo.
Em outro evento, o patriarca católico maronita do Líbano, Bechara Rai, gerou polêmica há duas semanas.
Durante uma visita oficial a Paris, Rai alertou o presidente francês Niolas Sarkozy que a queda do regime de Assad na Síria seria um desastre para os cristãos da Síria e de regiões próximas. Hoje a oposição, que tem apoio do Ocidente, é dominada pela Irmandade Islâmica. Rai alertou que a exoneração do presidente Bashar Assad poderia levar a uma guerra civil e ao estabelecimento de um regime islâmico.
No Iraque, a insurgência patrocinada pelo Irã e pela Síria que se seguiu à derrubada pelos americanos do regime baathista de Saddam Hussein, em 2003, promoveu uma guerra sangrenta contra a população cristã do Iraque. Este mês marca o primeiro aniversário do massacre de 58 fieis em uma igreja católica em Bagdá. Na década passada havia 800 mil cristãos no Iraque. Hoje, são apenas 150 mil.
Sob o antigo império persa, os cristãos tinham mais ou menos liberdade para praticar sua religião.
Hoje os cristãos iranianos estão sujeitos a caprichos de soberanos muçulmanos, que não conhecem outra lei a não ser a da supremacia islâmica.
A situação do pastor evangélico Yousef Nadarkhani é um exemplo. Ele foi preso há dois anos, julgado e condenado à morte por apostasia, por se recusar a renegar sua fé cristã. Não existe lei contra a apostasia no Irã, mas isso não importa. O aiatolá Khomeini é contra a apostasia. A lei islâmica também é.
Depois que a história de Nadarkhani foi publicada no Ocidente, os iranianos mudaram de plano.
Agora eles teriam abandonado a acusação de apostasia e o sentenciado à morte por estupro. O fato de ele nunca ter sido acusado ou condenado por estupro não tem importância.
Cristãos palestinos, igualmente, têm sofrido sob a popularidade dos líderes eleitos.
Quando a Autoridade Palestina foi estabelecida em 1994, os cristãos eram 80% da população de Belém. Hoje correspondem a menos de 20%.
Desde que o Hamas “libertou” Gaza em 2007, a antiga minoria cristã da região tem sofrido ataques constantes. Com apenas 3 mil membros, a comunidade cristã de Gaza teve igrejas, conventos, livrarias e bibliotecas incendiadas por membros do Hamas e seus aliados. Seus membros foram atacados e mortos. Apesar de o Hamas ter prometido a proteção dos cristãos da cidade, ninguém foi preso por violência anticristã.
Da mesma forma que os judeus no mundo islâmico foram expulsos das suas antigas comunidades por governantes árabes com a criação o Estado de Israel em 1948, os cristãos também foram perseguidos e expulsos de suas casas. Regimes populistas islâmicos e árabes usam o supremacismo da religião islâmica e o chauvinismo racial árabe contra cristãos como gritos de guerra para os seus propósitos. Esses chamados, por sua vez, levaram à dizimação das populações cristãs no mundo árabe e islâmico.
Por exemplo, quando o Líbano obteve sua independência da França em 1946, a maioria dos libaneses era cristã. Hoje os cristãos são menos de 30% da população. Na Turquia, a população cristã foi reduzida de 2 milhões no fim da Primeira Guerra Mundial para menos de 100 mil hoje. Na Síria, na época da independência, os cristãos representavam quase metade da população. Hoje 4% dos sírios são cristãos. Na Jordânia, há meio século, 18% da população era cristã. Hoje apenas 2% dos jordanianos são cristãos.
Os cristãos são proibidos de praticar sua religião na Arábia Saudita. No Paquistão, a população cristã está sendo sistematicamente destruída por grupos islâmicos apoiados pelo regime. Incêndios a igrejas, conversões forçadas, estupros, assassinatos, sequestros e perseguição legal de cristãos paquistaneses se tornaram ocorrências diárias.
Infelizmente, para os cristãos do mundo islâmico, sua causa não está sendo defendida por governos ou igrejas do Ocidente. A França, em vez de impor como condição para seu apoio à oposição síria o compromisso com a liberdade religiosa para todos por parte dos seus líderes, seu Ministério das Relações Exteriores reagiu com irritação às advertências de Rai sobre o que provavelmente acontecerá aos cristãos sírios, caso o presidente Bashar Assad e seu regime seja derrubado. O Ministério das Relações Exteriores da França publicou uma declaração afirmando que estava “surpreso e desapontado” com as declarações de Rai.
O governo de Obama foi menos solidário ainda. Rai está viajando pelos EUA e pela América Latina em uma visita de três semanas a comunidades de imigrantes maronitas. A existência dessas comunidades é consequência direta da perseguição árabe e islâmica aos cristãos maronitas do Líbano.
A visita de Rai aos Estados Unidos deveria começar com uma visita a Washington e um encontro com altos funcionários do governo americano, incluindo o presidente Barack Obama. No entanto, após as declarações de Rai em Paris, o governo americano cancelou todas as reuniões marcadas com ele. Ou seja, em vez de considerar o perigo alertado por Rai e usar a influência americana para aumentar o poder dos cristãos, curdos e outras minorias em qualquer governo sírio pós Assad, o governo Obama decidiu boicotá-lo por chamar atenção para o perigo.
Com exceção dos evangélicos, a maioria das igrejas ocidentais está igualmente desinteressada em defender os direitos de co-religiosos no mundo islâmico. A maioria das principais denominações protestantes, da Igreja Anglicana e suas várias filiais dentro e fora dos EUA à metodista, batista, menonita e outras, não fez esforço algum para proteger ou defender os direitos dos cristãos no mundo islâmico.
Em vez disso, na última década, essas igrejas e suas filiais internacionais buscaram repetidas vezes atacar o único país do Oriente Médio em que a população cristã aumentou nos últimos 60 anos: Israel.
Quanto ao Vaticano, nos cinco anos desde que o Papa Bento XVI, no seu discurso em Regensburg, lançou um desafio aos muçulmanos para que agissem com bom senso e tolerância ao lidar com outras religiões, o Vaticano abandonou a posição anteriormente adotada. Um diálogo entre iguais se tornou uma súplica ao islã em nome de uma compreensão ecumênica.
No ano passado o papa organizou um sínodo sobre os cristãos do Oriente Médio que não mencionou a perseguição anticristã por forças e regimes islâmicos e populistas. Israel, por outro lado, foi o principal alvo de críticas.
A diplomacia do Vaticano se estendeu até o Irã, para onde enviou um representante para participar de uma falsa conferência antiterrorista de Mahmoud Ahmadinejad. Conforme relata Giulio Meotti para a agência israelense Ynet, enquanto todos os embaixadores da União Europeia saiam no meio do discurso de negação do Holocausto de Ahmadinejad na segunda conferência das Nações Unidas em Durban, o embaixador do Vaticano ficou sentado. O Vaticano abraçou líderes da Irmandade Islâmica na Europa e no Oriente Médio.
É difícil imaginar aonde os governos e as igrejas ocidentais pensam que vão chegar fazendo vista grossa à perseguição e dizimação de comunidades cristãs no mundo islâmico. Como mostram os acontecimentos de domingo passado no Egito e os ataques diários de muçulmanos contra cristãos na região, as atitudes do Ocidente não estão aplacando ninguém. Mas fica bastante claro que eles irão colher o que plantaram.
caroline@carolineglick.com

Traduzido por: Luis Gustavo Gentil

Título Original: Our World: The forgotten Christians of the East

Fonte em português: www.juliosevero.com

Despedida de Nancy Iriarte (ex-esposa de Hugo Chávez) de seu ex-marido que está com um pé no inferno

29/09/2011

Despedida de Nancy Iriarte (ex-esposa de Hugo Chávez) de seu ex-marido
29 de setembro de 2011

Impressionante, muito profunda a despedida precoce de Nancy Iriarte Díaz (sua ex-esposa) a Hugo Chávez, que foi publicada em 9 de agosto de 2011 num dos jornais venezuelanos de maior circulação: o “El Universal”.
Hugo, algumas considerações sobre a tua morte que se aproxima:

Não quero que partas desta vida sem antes nos despedirmos, porque tens feito um mal imenso a muita gente, tens arruinado famílias inteiras, tens obrigado legiões de compatriotas a emigrar para outras terras, tens enlutado um número incontável de lares, aos que achavas que eram teus inimigos os perseguistes sem quartel, os aprisionastes em cubículos indignos até para animais, os insultastes, os humilhastes, os enganastes, não só porque te achavas poderoso, mas também imortal… Porque o fim dos tempos não te alcançaria.

Mas a tua hora chegou, os prazos se esgotaram, o teu contrato chega ao seu fim, teu “ciclo vital” se apaga pouco a pouco e não da melhor maneira; provavelmente morrerás numa cama, rodeado de tua família, assustada, porque vais ter que prestar contas uma vez que das teu último alento, te vás desta vida cheio de angustia e de medo, lá vão estar os padres a quem perseguistes e insultastes, os representantes dessa Igreja que ultrajastes por prazer, claro que te vão dar a extrema unção e os santos óleos, não uma, mas muitas vezes, mas tu e eles sabem que não servirão para nada, mas só para acalmar o pânico a que está presa a tu alma ante o momento que tudo define.

Morres enfermo, padecendo do despejo, das complicações imunológicas, dos terríveis efeitos secundários das curas que prometeram alongar a tua vida, teus órgãos vão se deteriorando, uma a um, tuas faculdades mentais vão perdendo o brilho que as caracterizava, teus líquidos e fluidos são coletados em bolsas plásticas com esse fedor de morte que tanto te repugna.

Diga-me, neste momento, antes que te apliquem uma nova injeção para acalmar as dores insuportáveis de que padeces, vale a pena que me digas que não te possam tirar a dança – ah! – as viagens pelo mundo, os maravilhosos palácios que te receberam, as paradas militares em tua honra, as limusines, os títulos honoríficos, os pisos dos hotéis cinco estrelas, as faustosas cenas de estado… Diga-me agora que vomitas o mingau de abóbora que as enfermeiras te dão na boca, se era sobre isso que se tratava a vida, pois os brilhos e as lantejoulas já não aprecem nos monitores e máquinas de ressuscitação que te rodeiam, as marchas e os aplausos agora são meros bipes e alarmes dos sensores que regulam teus sinais vitais que se tornam mais débeis.

===

Chávez é internado de emergência, segundo jornal de Miami
29 de setembro de 2011
Terra Notícias
O presidente venezuelano, Hugo Chávez, foi internado de emergência no Hospital Militar de Caracas com insuficiência renal, informou o jornal El Nuevo Herald de Miami na noite desta quarta-feira.
Chávez teria sido levado na manhã de terça-feira ao Hospital Militar e os médicos analisariam sua transferência ao Hospital das Clínicas de Caracas, revela o jornal, citando fontes ligadas ao caso que pediram para não ser identificadas. “Seu estado geral está comprometido. Chegou em situação bastante grave e foi trazido de emergência”, revelaram as fontes ao jornal de Miami.

100 melhores deputados e senadores do Brasil 2011, Onde estarão os cabeças do Congresso em 2021?

19/09/2011

Lista dos 100 “Cabeças” do Congresso Nacional 2011:

Cargo Nome/Partido Profissão Habilidade

Acre

Senador Jorge Viana – PT Engenheiro Florestal Articulador

Alagoas

Senador Fernando Collor – PTB Empresário Articulador
Senador Renan Calheiros – PMDB Produtor rural Articulador

Amazonas

Deputado Pauderney Avelino – DEM Empresário Debatedor
Senador Eduardo Braga – PMDB Empresário Debatedor
Senadora Vanessa Grazziotin – PCdoB Professora Debatedor

Amapá

Senador José Sarney – PMDB Empresário Formador de Opinião
Senador Randolfe Rodrigues – PSOL Professor Debatedor

Bahia

Deputada Alice Portugal – PCdoB Farmacêutica Bioquímica Debatedora
Deputado Antonio Carlos Magalhães Neto – DEM Advogado Debatedor
Deputado Daniel Almeida – PCdoB Técnico Industrial Articulador
Deputado Jutahy Júnior – PSDB Advogado Debatedor
Deputado Nelson Pellegrino PT Advogado Debatedor
Deputado Sérgio Barradas Carneiro – PT Advogado Articulador
Senador Walter Pinheiro – PT Técnico em Telecomunicações Negociador

Ceará

Deputado André Figueiredo – PDT Advogado Articulador
Deputado José Guimarães – PT Advogado Articulador
Senador Eunício Oliveira – PMDB Empresário Articulador
Senador Inácio Arruda – PCdoB Servidor Público Debatedor
Senador José Pimentel – PT Advogado Formulador

Distrito Federal

Senador Cristovam Buarque – PDT Professor Debatedor
Senador Gim Argello – PTB Empresário Articulador
Senador Rodrigo Rollemberg – PSB Servidor Público Articulador

Espírito Santo

Deputada Rose de Freitas – PMDB Produtora rural Articuladora

Goiás

Deputado Jovair Arantes – PTB Cirurgião-Destista Articulador
Deputado Ronaldo Caiado – DEM Empresário rural Debatedor
Deputado Sandro Mabel – PR Empresário Formulador
Senador Demóstenes Torres – DEM Promotor de Justiça Formulador
Senadora Lúcia Vânia – PSDB Jornalista Articuladora

Maranhão

Deputado Sarney Filho – PV Empresário Articulador

Minas Gerais

Deputado Gilmar Machado – PT Professor Formulador
Deputado Odair Cunha – PT Advogado Articulador
Deputado Paulo Abi-Ackel – PSDB Advogado Debatedor
Senador Aécio Neves – PSDB Economista Articulador

Mato Grosso do Sul

Senador Delcídio Amaral – PT Engenheiro Articulador

Mato Grosso

Senador Pedro Taques – PDT Procurado da República Debatedor

Pará

Deputado Giovanni Queiroz – PDT Médico Negociador
Senador Flexa Ribeiro – PSDB Empresário Debatedor

Pernambuco

Deputada Ana Arraes – PSB Advogada Formuladora
Deputado Bruno Araújo – PSDB Advogado Articulador
Deputado Fernando Ferro – PT Engenheiro Formulador
Deputado Inocêncio Oliveira – PR Empresário Articulador
Deputado Paulo Rubem Santiago – PDT Professor Debatedor
Deputado Sérgio Guerra – PSDB Pecuarista Articulador
Senador Armando Monteiro – PTB Industrial Negociador
Senador Humberto Costa – PT Médico Articulador
Senador Jarbas Vasconcelos – PMDB Advogado Debatedor

Piauí

Deputado Osmar Júnior – PCdoB Professor Articulador
Senador Wellington Dias – PT Bancário Formulador

Paraná

Deputado Abelardo Lupion – DEM Empresário rural Negociador
Deputado André Vargas – PT Comerciante Debatedor
Deputado Dr. Rosinha – PT Médico Debatedor
Deputado Osmar Serraglio – PMDB Advogado Articulador
Deputado Rubens Bueno – PPS Professor Articulador
Senador Álvaro Dias – PSDB Professor Debatedor
Senador Roberto Requião – PMDB Advogado Debatedor

Rio de Janeiro

Deputado Brizola Neto – PDT Servidor Público Debatedor
Deputado Chico Alencar – Psol Professor Debatedor
Deputado Eduardo Cunha – PMDB Economista Debatedor
Deputado Miro Teixeira – PDT Jornalista Debatedor
Deputado Otávio Leite – PSDB Advogado Debatedor
Deputado Rodrigo Maia – DEM Analista financeiro Debatedor
Senador Francisco Dornelles – PP Advogado Formulador
Senador Lindberg Faria – PT Servidor Público Debatedor

Rio Grande do Norte

Deputado Henrique Eduardo Alves – PMDB Empresário Articulador
Senador José Agripino – DEM Empresário Debatedor

Rondônia

Senador Valdir Raupp – PMDB Administrador de Empresas Negociador

Roraima

Deputado Luciano Castro – PR Economista Articulador
Senador Romero Jucá – PMDB Economista Formulador

Rio Grande do Sul

Deputada Manuela D´ávila – PCdoB Jornalista Articuladora
Deputado Darcísio Perondi – PMDB Médico Debatedor
Deputado Henrique Fontana – PT Médico Debatedor
Deputado Marco Maia – PT Metálurgico Articulador
Deputado Onyx Lorenzoni – DEM Empresário Debatedor
Deputado Pepe Vargas – PT Médico Formulador
Deputado Vieira da Cunha – PDT Procurador de Justiça Debatedor
Senador Paulo Paim – PT Metálurgico Formulador
Senador Pedro Simon – PMDB Advogado Debatedor

Sergipe

Senador Antonio Carlos Valadares – PSB Advogado Articulador

São Paulo

Deputada Luiza Erundina – PSB Assistente social Articuladora
Deputado Aldo Rebelo – PCdoB Jornalista Articulador
Deputado Antônio Carlos Mendes Thame – PSDB Professor Formulador
Deputado Arlindo Chinaglia – PT Médico Negociador
Deputado Arnaldo Faria de Sá – PTB Contabilista Debatedor
Deputado Arnaldo Jardim – PPS Engenheiro Civil Formulador
Deputado Cândido Vaccarezza – PT Médico Negociador
Deputado Duarte Nogueira – PSDB Engenheiro Agrônomo Articulador
Deputado João Dado – PDT Engenheiro Articulador
Deputado João Paulo Cunha – PT Metálurgico Articulador
Deputado Paulo Pereira da Silva – PDT Metálurgico Formulador
Deputado Paulo Teixeira – PT Advogado Negociador
Deputado Ricardo Berzoini – PT Bancário Debatedor
Deputado Roberto Freire – PPS Advogado Formador de Opinião
Deputado Roberto Santiago – PV Comerciário Articulador
Deputado Vicentinho – PT Metálurgico Debatedor
Senador Aloysio Nunes Ferreira – PSDB Advogado Articualdor
Senador Eduardo Suplicy – PT Economista Formador de Opinião
Senadora Marta Suplicy – PT Psicóloga Articuladora

Tocantins

Deputado Eduardo Gomes – PSDB Empresário Articulador
Senadora Kátia Abreu – DEM Empresária rural Debatedora

*Os parlamentares em negrito e itálico são os novos ou os que mudaram de Casa Legislativa “Cabeças” 2011

O pensamento vivo do Partido dos Trabalhadores

14/08/2011

Important Quotations Explained

1. war is peace
freedom is slavery
ignorance is strength

Explanation for Quotation 1 >>These words are the official slogans of the Party, and are inscribed in massive letters on the white pyramid of the Ministry of Truth, as Winston observes in Book One, Chapter I. Because it is introduced so early in the novel, this creed serves as the reader’s first introduction to the idea of doublethink. By weakening the independence and strength of individuals’ minds and forcing them to live in a constant state of propaganda-induced fear, the Party is able to force its subjects to accept anything it decrees, even if it is entirely illogical—for instance, the Ministry of Peace is in charge of waging war, the Ministry of Love is in charge of political torture, and the Ministry of Truth is in charge of doctoring history books to reflect the Party’s ideology.

That the national slogan of Oceania is equally contradictory is an important testament to the power of the Party’s mass campaign of psychological control. In theory, the Party is able to maintain that “War Is Peace” because having a common enemy keeps the people of Oceania united. “Freedom Is Slavery” because, according to the Party, the man who is independent is doomed to fail. By the same token, “Slavery Is Freedom,” because the man subjected to the collective will is free from danger and want. “Ignorance Is Strength” because the inability of the people to recognize these contradictions cements the power of the authoritarian regime.

2. Who controls the past controls the future. Who controls the present controls the past.

This Party slogan appears twice in the novel, once in Book One, Chapter III, when Winston is thinking about the Party’s control of history and memory, and once in Book Three, Chapter II, when Winston, now a prisoner in the Ministry of Love, talks to O’Brien about the nature of the past. The slogan is an important example of the Party’s technique of using false history to break down the psychological independence of its subjects. Control of the past ensures control of the future, because the past can be treated essentially as a set of conditions that justify or encourage future goals: if the past was idyllic, then people will act to re-create it; if the past was nightmarish, then people will act to prevent such circumstances from recurring. The Party creates a past that was a time of misery and slavery from which it claims to have liberated the human race, thus compelling people to work toward the Party’s goals.

The Party has complete political power in the present, enabling it to control the way in which its subjects think about and interpret the past: every history book reflects Party ideology, and individuals are forbidden from keeping mementos of their own pasts, such as photographs and documents. As a result, the citizens of Oceania have a very short, fuzzy memory, and are willing to believe anything that the Party tells them. In the second appearance of this quote, O’Brien tells Winston that the past has no concrete existence and that it is real only in the minds of human beings. O’Brien is essentially arguing that because the Party’s version of the past is what people believe, that past, though it has no basis in real events, has become the truth.

3. In the end the Party would announce that two and two made five, and you would have to believe it. It was inevitable that they should make that claim sooner or later: the logic of their position demanded it. Not merely the validity of experience, but the very existence of external reality was tacitly denied by their philosophy.

This quote occurs in Book One, Chapter VII, as Winston looks at a children’s history book and marvels at the Party’s control of the human mind. These lines play into the theme of psychological manipulation. In this case, Winston considers the Party’s exploitation of its fearful subjects as a means to suppress the intellectual notion of objective reality. If the universe exists only in the mind, and the Party controls the mind, then the Party controls the universe. As Winston thinks, “For, after all, how do we know that two and two make four? Or that the force of gravity works? Or that the past is unchangeable? If both the past and the external world exist only in the mind, and if the mind itself is controllable—what then?” The mathematical sentence 2 + 2 = 5 thus becomes a motif linked to the theme of psychological independence. Early in the novel, Winston writes that “Freedom is the freedom to say that two plus two make four.” The motif comes full circle at the end of the novel after the torture Winston suffers in the Ministry of Love breaks his soul; he sits at the Chestnut Tree Café and traces “2 + 2 = 5” in the dust on his table.

4. And when memory failed and written records were falsified—when that happened, the claim of the Party to have improved the conditions of human life had got to be accepted, because there did not exist, and never again could exist, any standard against which it could be tested.

This quote from Book One, Chapter VIII, emphasizes how one’s understanding of the past affects one’s attitude about the present. Winston has just had a frustrating conversation with an old man about life before the Revolution, and he realizes that the Party has deliberately set out to weaken people’s memories in order to render them unable to challenge what the Party claims about the present. If no one remembers life before the Revolution, then no one can say that the Party has failed mankind by forcing people to live in conditions of poverty, filth, ignorance, and hunger. Rather, the Party uses rewritten history books and falsified records to prove its good deeds.

5. And perhaps you might pretend, afterwards, that it was only a trick and that you just said it to make them stop and didn’t really mean it. But that isn’t true. At the time when it happens you do mean it. You think there’s no other way of saving yourself and you’re quite ready to save yourself that way. You want it to happen to the other person. You don’t give a damn what they suffer. All you care about is yourself.

Julia speaks these lines to Winston in Book Three, Chapter VI, as they discuss what happened to them in Room 101. She tells him that she wanted her torture to be shifted to him, and he responds that he felt exactly the same way. These acts of mutual betrayal represent the Party’s final psychological victory. Soon after their respective experiences in Room 101, Winston and Julia are set free as they no longer pose a threat to the Party. Here, Julia says that despite her efforts to make herself feel better, she knows that in order to save herself she really did want the Party to torture Winston. In the end, the Party proves to Winston and Julia that no moral conviction or emotional loyalty is strong enough to withstand torture. Physical pain and fear will always cause people to betray their convictions if doing so will end their suffering.

Winston comes to a similar conclusion during his own stint at the Ministry of Love, bringing to its culmination the novel’s theme of physical control: control over the body ultimately grants the Party control over the mind. As with most of the Party’s techniques, there is an extremely ironic strain of doublethink running underneath: self-love and self-preservation, the underlying components of individualism and independence, lead one to fear pain and suffering, ultimately causing one to accept the principles of anti-individualist collectivism that allows the Party to thrive.

 

Desarmamento Já-Mais

11/07/2011

=

=

03/07/2011

Quando o ser humano está com a razão,
Deus é o seu advogado.
Ninguém vence o ser humano quando ele tem razão.
Quando o ser humano não está com a razão,
Deus é o juiz, e o demônio é o advogado de quem está sem razão.
Quem tem razão, forte ou fraco, vence sempre.
O bem sempre vence o mal.
O mal vence por alguns minutos, por algum tempo,
Mas o bem sempre vence o mal.
E não teríamos razão para viver,
Mesmo que esta vida termine no pó,
Não teríamos nenhuma razão para viver,
Se o mal vencesse o bem.

luto, morre a grande lenda, o grande astro de gunsmoke, que ficou 20 anos no ar.

03/06/2011

http://ofuxico.terra.com.br/noticias-sobre-famosos/ator-james-arness-morre-aos-88-anos/2011/06/03-109993.html

13/05/2011

HINO NACIONAL BRASILEIRO PATROCINADO

Num posto da Ipiranga, às barragens plásticas,
De um Volvo heróico Brahma desodorante
Skol da liberdade em Ríder fulgido
Brilhou no Shell da Parker nesse calmante

!

Se o Knorr dessa igualdade
Conseguimos driblar com Aço Ford
Em teu PCSeiko, ó faculdade
Desafia nosso peito à Microsoft

!
Ó Parmalat, Mastercard, Sharp, Sharp
Amil um sonho incenso, um rádio Philips
!
De amor e de Lufthansa o Serra desce
Intel formoso gel risonho Olympicus
A filmagem do Bradesco resplandesce
!
Gillete pela própria natureza
És BBBelo Escort impávido TV Colosso
E a TV Futura espelha essa Grendene
Cerpa gelada!
!
Entre outras Amil é Suvinil, Compaq amada.
Do Philco deste Sollo és mãe Doril
Coca Cola, Bombril!

Nomes das 12 crianças que morreram no Rio de Janeiro Escola no Realengo Tasso da Silveira

07/04/2011

A Polícia Civil divulgou uma lista de vítimas fatais identificadas. São elas:

1- Karine Lorraine Chagas de Oliveira, 14 anos
2- Rafael Pereira da Silva, 14 anos
3- Milena dos Santos Nascimento, 14 anos
4- Mariana Rocha de Souza, 12 anos
5- Larissa dos Santos Atanázio, 13 anos
6- Bianca Rocha Tavares, 13 anos
7- Luiza Paula da Silveira Machado, 14 anos
8- Laryssa Silva Martins, 13 anos
9- Géssica Guedes Pereira, 15 anos
10- Samira Pires Ribeiro, 13 anos
11- Ana Carolina Pacheco da Silva, 13 anos

12-Igor Moraes da Silva, 13 anos

==

http://g1.globo.com/Tragedia-em-Realengo/noticia/2011/04/policia-divulga-nome-e-idade-de-oito-vitimas-do-tiroteio-em-escola-do-rio.html

 

Veja depoimento da menina JADE, na íntegra e a repórter chorando:

http://www.youtube.com/watch?v=tAlzOkTsSH0

FALAM MUITO EM PSICOLOGO E ASSISTENTE SOCIAL e não vi nada, não apareceu nenhum PADRE, PASTOR ou Rabino.

veja fotos das vítimas:

http://extra.globo.com/noticias/rio/conheca-cada-uma-das-vitimas-do-ataque-escola-municipal-tasso-da-silveira-1543832.html

=

Assassino que cometeu chacina no Rio era conhecido como Bin Laden e queria jogar avião contra Cristo Redentor no Rio

Julio Severo
O que foi que matou 12 crianças numa escola do Rio? Foi uma arma? Foi a violência? Foi o preconceito?
De acordo com o jornal Zero Hora, o autor da chacina, Wellington Menezes de Oliveira, tinha preferência pelo islamismo e era fascinado pelo ataque terrorista islâmico contra os EUA em 11 de setembro de 2001.
O sonho dele? Jogar um avião no Cristo Redentor.
Qual foi sua motivação principal para chacinar tantas meninas? Ele era homossexual e odiava mulheres? Embora ele tivesse no passado sido testemunha-de-jeová, religião herética não aceita por católicos e evangélicos, e a confusão religiosa fosse patente nele, é inegável, porém, a influência religiosa predominante que inspirava sua violência e sonhos de destruição por meio de um avião.
As testemunhas-de-jeová, por mais heréticas que sejam, não têm nenhum histórico de usar aviões para ataques terroristas contra prédios. Nenhum dos terroristas que atacaram os EUA há dez anos era dessa religião. Mas todos eles eram muçulmanos.
O próprio primo do chacinador afirmou que “ele se dizia fundamentalista muçulmano e treinava pilotar aviões, num jogo de computador.”
E o jornal Zero Hora confirma: “Por ter deixado uma longa barba crescer, alguns vizinhos o chamavam de Bin Laden”.
Evidentemente, os progressistas e outros marxistas taparão esse escândalo com outras explicações. Tudo, menos terrorismo islâmico.
E os pais e mães que estão sofrendo nunca mais poderão recuperar seus filhos queridos. Não porque simplesmente a escola estava sem proteção, mas porque o Brasil está entregue a uma covarde ideologia politicamente correta, que ordena a saída das escolas de Deus e seus valores e introduz uma tolerância que traz homossexualismo, em nome da diversidade sexual; islamismo, em nome da diversidade religiosa; e bruxaria africana, em nome da diversidade cultural.
Tira-se Deus, e entra todo tipo de ideologia de tolerância para o mal. Entra o próprio demônio.
Nos EUA, depois que se proibiram orações e leitura da Bíblia nas escolas, essas instituições se tornaram palcos de chacinas, um show macabro que parece que nunca mais vai acabar.
O Brasil acabou de entrar no show macabro, com a ajuda de um homem inspirado pelo terrorismo islâmico.
Como deter as chacinas? Colocando policiais nas escolas? E quando surgir o problema de um policial fanático islâmico atacando as escolas? Aí recorreremos ao quê?
O que o Brasil precisa é buscar a Deus. O Brasil precisar chutar a doutrinação homossexual para fora das salas de aula. O Brasil precisa chutar a doutrinação de prostituição para fora das escolas. E precisa enxotar a bruxaria também.
O maior símbolo do Rio de Janeiro é o Cristo Redentor, que é odiado pelo diabo. Talvez fosse por isso que o terrorista islâmico brasileiro o quisesse destruir.
Convidemos o Cristo Redentor — não o de pedra, mas o Vivo — para entrar em nossas escolas. Ele é a nossa única esperança e proteção.
Atualizado em 9 de abril de 2011, às 8h45min.
Fonte: www.juliosevero.com

Católicos perseguidos por mulçumanos e comunistas, Apelo desesperado pelos cristãos do oriente ignorados pelos direitos humanos

23/12/2010

http://lesalonbeige.blogs.com/my_weblog/2010/12/100-parlementaires-lancent-un-appel-pour-les-chr%C3%A9tiens-dorient.html

=

23 décembre 2010

100 parlementaires lancent un appel pour les chrétiens d’Orient

A l’initiative du député Dominique Souchet (MPF), 100 députés, sénateurs et députés européens demandent au Ministre des Affaires étrangères «d’intervenir auprès des autorités des pays du Moyen Orient concernés, pour leur demander de prendre des mesures de sécurité toutes particulières autour des lieux fréquentés par les chrétiens pendant la période de Noël, afin que ce jour de fête ne devienne pas un nouveau jour de deuil».

V “personne n’a intérêt à voir disparaître les minorités religieuses, car elles sont des éléments irremplaçables d’équilibre social et des vecteurs de paix permanents. Œuvrer pour le maintien de leur présence, c’est œuvrer pour la paix”.

Nous rappelons qu’il est dans la tradition diplomatique de la France de porter la voix des chrétiens d’Orient.”

La France doit user de son influence pour que les pays dont la législation est inspirée de la charia reconnaissent le droit de chaque personne humaine à exercer sa liberté de conscience. Notre pays, qui s’est toujours donné pour mission la défense des droits fondamentaux, ne peut plus rester sourd devant les intimidations, les conversions forcées, les appels au meurtre, les enlèvements et les attentats qui rythment chaque jour la vie des chrétiens dans un nombre croissant de pays.”

“la France doit jouer un rôle majeur en faveur de  la protection des minorités chrétiennes d’Orient”.

Valeurs actuelles consacre un dossier de 14 pages aux chrétiens d’Orient avec les contributions de Max Gallo, Jean-Claude Guillebaud, Jacques Julliard, Bernard-Henri Lévy, Jean Raspail, Frigide Barjot, Mgr Sako, Marc Fromager (AED), du père Gollnisch (Œuvre d’Orient) et du prince Jean de France.

Túmulo de Araceli Cabrera Sanchez Crespo no Cemitério de Serra- Séde

18/12/2010

http://www.youtube.com/watch?v=bAfKgIv4dFg

conheça a nova nota de 100 cem dólares

07/12/2010

http://www.elpais.com/fotografia/economia/nuevo/billete/dolares/elpdiaeco/20100421elpepueco_1/Ies/

O bom e velho bang bang no faroeste

07/12/2010

Como o Rio lida com assassinos.

Como o Velho Oeste lidava com eles.

Julio Severo
Apesar do título, a cidade do Rio de Janeiro nada tem a ver com o Velho Oeste americano. Não que não houvesse violência no Velho Oeste. Havia, mas não tanto quanto se vê no Rio em pleno século XXI.

A injustiça que abunda no Rio não abundava no Velho Oeste. Tal qual no Rio, todos os criminosos do Velho Oeste portavam armas para seus crimes. Mas, muito diferente do Rio, no Velho Oeste TODOS portavam armas, de modo que para atacar o inocente, o criminoso precisava ser bastante astuto para não acabar liquidado.

Os criminosos do Rio atacam suas vítimas na confiança de que o Estado tenha feito seu trabalho sujo de desarmar a população, garantindo assim total insegurança para as vítimas e total segurança para os assassinos.
No Rio moderno, o assassino escapa muitas vezes impune. Para o criminoso do Velho Oeste, o Rio seria um lugar verdadeiramente maravilhoso, pois a impunidade que reina no Rio não reinava no Velho Oeste. O assassino americano era rapidamente julgado e enforcado.
Quando fugia, era perseguido pelo xerife e cidadãos prontos para garantir que o assassino pagasse com sua vida a vida que ele tirou. Quando o criminoso fugia para lugar desconhecido, sua cabeça era colocada a prêmio, que significava que qualquer pessoa que o achasse ou matasse receberia um prêmio em dinheiro.

A ética de defesa pessoal para o cidadão e pena capital para os assassinos era no Velho Oeste sustentada nos princípios da Bíblia. A ética protestante (ou evangélica) governava majoritariamente a sociedade americana no século XIX. Os inocentes tinham a Bíblia numa mão e o revólver na outra.

No Rio, embora o número de evangélicos e cristãos seja enorme, não existe ética que influencie as leis a dar aos cidadãos o direito de se defender nem tire do criminoso sua existência de atividades assassinas. No Brasil em geral e no Rio em particular, na mão os inocentes só podem ter a Bíblia, ficando nas mãos de todos os assassinos os revólveres, fuzis, metralhadoras, etc.
No Velho Oeste, os criminosos eram enfrentados a bala pelos próprios cidadãos, que tinham seus rifles prontos para fazer feroz resistência ao crime.
No Rio, os cidadãos se escondem das balas quando conseguem. Quando não conseguem, são atingidos, até mesmo por balas perdidas.
No Velho Oeste, bastava apenas um assassinato para o criminoso — fosse adulto ou adolescente — ganhar forca. Não havia ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) nem defensores dos direitos dos bandidos.
No Rio, os criminosos disputam quem mata mais, e assassinos adolescentes nunca ganham cadeia, tendo garantidos seus direitos pelo ECA de matarem quantos cidadãos quiserem. Aos 18 anos, o ECA lhes garante soltura da instituição de reabilitação, com ficha totalmente limpa, como se eles nunca tivessem matado uma mosca em toda a vida.
É de estranhar então que no Rio haja muitos defensores dos direitos dos bandidos, fartamente pagos com dinheiro de impostos?
No Velho Oeste, o bandido tinha de pensar duas vezes antes de atacar um inocente, para não acabar ele próprio com uma bala no meio da testa.
No Rio, o bandido não precisa pensar, pois só suas vítimas acabam com uma bala no meio da testa.
No Velho Oeste, a forca era o destino certo do assassino.
No Rio, a morte é o destino das vítimas dos assassinos, que podem optar por forca, torturas e quaisquer outros sadismos que desejem aplicar às vítimas.
Entre o Velho Oeste e o Rio, eu preferiria o Velho Oeste. Lá pelo menos eu poderia me defender.
E tenho certeza de que ninguém do Velho Oeste escolheria o Rio, uma cidade verdadeiramente maravilhosa para todos os tipos de crimes.
O americano do Velho Oeste no Rio perderia automaticamente sua arma e seu direito de se defender e defender sua família, ficando completamente exposto aos criminosos muito bem armados. Se num caso de agressão criminosa contra sua vida ele por “infelicidade” conseguisse tirar do criminoso sua arma e o executasse, ele seria automaticamente condenado pelos grupos de direitos humanos, sempre prontos a castigar qualquer ação dos cidadãos que conseguem despachar um criminoso.
Há também as redes de televisão, que denunciam qualquer atitude indelicada contra os criminosos, garantindo assim a segurança e os “direitos humanos” deles.

No Velho Oeste, havia igualdade. O bandido andava armado e atirava. Mas todos os cidadãos também andavam armados. Eram criminosos armados contra cidadãos armados.

No Rio, a desigualdade é total. Para imensa alegria dos bandidos, só eles andam armados. São criminosos fortemente armados contra uma população fortemente desarmada, onde o assassino se sente como raposa a solta no galinheiro. Esse galinheiro se chama Rio. Esse galinheiro também se chama Brasil.
Enquanto os assassinos do Rio torturam e matam inocentes, a vítima que consegue retribuir dez por cento ao criminoso é condenada como violadora de direitos humanos. O Rio assim virou um inferno.
Se o Velho Oeste fosse como o Rio, seria um inferno para os inocentes, e um lugar maravilhoso para os assassinos.
Contudo, o Velho Oeste não era como o Rio, de modo que os caubóis diriam: Ainda bem que não estamos no Rio!
Por amor à justiça e aos inocentes, eu diria: Que pena que o Rio não é como o Velho Oeste!

Nota: Esse texto foi revisto por um amigo cujos antepassados viviam no Velho Oeste. Por gerações, sua família tem tido armas. Ele próprio teve um AK-47, mas como cristão ele me disse que não o usaria para se defender, mas para defender sua família e outros. Os cidadãos brasileiros não têm permissão de ter um AK-47 ou armas menos potentes. Contudo, os criminosos do Brasil têm armas muito mais potentes do que um AK-47!

Pais suecos são presos por aplicar disciplina. Governo lhes tira os filhos

07/12/2010
Hilary White
 
KARLSTAD, Suécia, 30 de novembro de 2010 (Notícias Pró-Família) —
Um tribunal regional da Suécia sentenciou um casal a nove meses de cadeia para cada um e os multou o equivalente a 10.650 dólares depois que eles confessaram que batiam em três de seus quatro filhos como parte normal de seus métodos de educar e disciplinar filhos. Em 1979, a Suécia tornou crime os pais aplicarem castigo físico nos filhos, uma medida que foi o primeiro passo, de acordo com um advogado de direitos dos pais nos EUA, para o Estado sueco praticamente se apoderar de toda a autoridade e direitos dos pais.

Documentos do tribunal, citados pela Televisão Sveriges, disseram que os pais, cujos nomes não foram divulgados na imprensa, “explicaram que haviam usado o que eles mesmos descreviam como bater e castigo físico como parte de seus métodos de criar os filhos”.

Os documentos disponibilizados não dão nenhuma indicação de que os pais cometiam abusos, e o tribunal ainda comenta que os pais “tinham um relacionamento de amor e cuidado com os filhos”.
Apesar disso, os pais foram mandados para a prisão e multados em 25.000 coroas suecas para cada um dos “filhos afetados”. Os filhos foram enviados para um orfanato sustentado pelo Estado, onde estão desde junho deste ano, e Mike Donnelly, diretor de relações internacionais da Associação de Defesa Legal da Educação Escolar em Casa (ADLEEC), que tem sede nos EUA, disse para LifeSiteNews.com que é “extremamente improvável” que os filhos sejam devolvidos para sua família.
Donnelly disse que esse caso é típico dos casos de muitas famílias com valores tradicionais na Suécia: “Na área de direitos da família na Suécia, as coisas realmente não estão indo bem ali”.
Embora a ADLEEC não defenda uma posição oficial sobre o uso de castigo físico, Donnelly disse que claramente cabe aos pais decidirem se o castigo físico é uma forma apropriada de disciplina.
“Os pais se tornaram meros funcionários do governo, tendo o Estado sueco se apossado diretamente da função deles”, Donnelly disse. “E esses pais foram presos por fazerem o que nos EUA seria perfeitamente normal”.

Noventa por cento das crianças suecas estão em creches financiadas pelo governo desde idades bem novas, até mesmo bebês de um ano e meio, disse ele. É a posição do Estado que os pais sejam dominados pelo Estado em áreas de criação de crianças, disse ele.

Donnelly disse, porém, que os melhores interesses das crianças não são a prioridade mais elevada do Estado. “Daí, eles pegam essas crianças que têm um relacionamento de amor e carinho com seus pais e as mandam para orfanatos, e jogam os pais na cadeia por nove meses”.
Donnelly citou o caso agora famoso de Domenic Johansson, o menino que foi arrancado dos pais por funcionários do governo porque seus pais estavam lhe dando aulas escolares em casa, um ato que também é ilegal na Suécia.
“Moral da história: não vá para a Suécia. Não mude para lá, se quiser ter uma família normal”.
Informações de contato:
Embaixada da Suécia no Brasil
SES, Avenida das Nações, Qd 807, Lt 29
70419-900, Brasília – DF
Tel:+55-61-3442 52 00
Tel emergência:+55- 61-8127 42 69
Fax:+55-61-3443 11 87
Email: ambassaden.brasilia@foreign.ministry.se
Embaixada da Suécia em Portugal
Rua Miguel Lupi 12-2°-Dto
1249-077 Lisboa
Telefone:+351-213 942 260
Fax:+351-213 942 261
Email: ambassaden.lissabon@foreign.ministry.se
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/news/swedish-parents-jailed-for-spanking-children-seized
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

Papa Bento XVI fala de eleições no Brasil, CNBB e aborto, íntegra do discurso carta

28/10/2010

Caros amigos, faltam 3 dias para o segundo turno. Chamo a atenção de todos os católicos, verdadeiros católicos, para este importante pronunciamento do Papa, sobre a situação política do Brasil!

http://www.ipco.org.br/home/noticias/importantissimo-papa-bento-xvi-acaba-de-pronunciar-discurso-sobre-a-situacao-politica-brasileira

Hoje às 7 horas da manhã (horário de Brasília) o Papa Bento XVI recebeu em Roma os bispos da Regional Nordeste 5 (Bispos do Maranhão) e tratou da defesa da vida e do dever dos bispos de, sempre que necessário, se pronunciarem sobre eleições.

O que nos enche de alento é que o Sumo Pontífice –  sem mencionar nomes – atacou projetos de direitos humanos (leia-se PNDH-3) que ferem o direito fundamental à vida:

Portanto, seria totalmente falsa e ilusória qualquer defesa dos direitos humanos políticos, econômicos e sociais que não compreendesse a enérgica defesa do direito à vida desde a concepção até à morte natural (cf. Christifideles laici, 38).

Outro trecho importante:

Em determinadas ocasiões, os pastores devem mesmo lembrar a todos os cidadãos o direito, que é também um dever, de usar livremente o próprio voto para a promoção do bem comum (cf. Gaudium et Spes, 75).

E também:

Ao defender a vida não devemos temer a oposição e a impopularidade, recusando qualquer compromisso e ambigüidade que nos conformem com a mentalidade deste mundo. (cf. Evangelium vitæ, 82).

Por fim, o Papa considera a questão dos símbolos religiosos:

Queria ainda recordar que a presença de símbolos religiosos na vida pública é ao mesmo tempo lembrança da transcendência do homem e garantia do seu respeito. Eles têm um valor particular, no caso do Brasil, em que a religião católica é parte integral da sua história. Como não pensar neste momento na imagem de Jesus Cristo com os braços estendidos sobre a baía da Guanabara (…)?

Leia abaixo a íntegra do discurso:

Amados Irmãos no Episcopado,
Para vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo» (2 Cor 1, 2). Desejo antes de mais nada agradecer a Deus pelo vosso zelo e dedicação a Cristo e à sua Igreja que cresce no Regional Nordeste 5. Lendo os vossos relatórios, pude dar-me conta dos problemas de caráter religioso e pastoral, além de humano e social, com que deveis medir-vos diariamente. O quadro geral tem as suas sombras, mas tem também sinais de esperança, como Dom Xavier Gilles acaba de referir na saudação que me dirigiu, dando livre curso aos sentimentos de todos vós e do vosso povo.

Como sabeis, nos sucessivos encontros com os diversos Regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, tenho sublinhado diferentes âmbitos e respectivos agentes do multiforme serviço evangelizador e pastoral da Igreja na vossa grande Nação; hoje, gostaria de falar-vos de como a Igreja, na sua missão de fecundar e fermentar a sociedade humana com o Evangelho, ensina ao homem a sua dignidade de filho de Deus e a sua vocação à união com todos os homens, das quais decorrem as exigências da justiça e da paz social, conforme à sabedoria divina.

Entretanto, o dever imediato de trabalhar por uma ordem social justa é próprio dos fiéis leigos, que, como cidadãos livres e responsáveis, se empenham em contribuir para a reta configuração da vida social, no respeito da sua legítima autonomia e da ordem moral natural (cf.Deus caritas est, 29). O vosso dever como Bispos junto com o vosso clero é mediato, enquanto vos compete contribuir para a purificação da razão e o despertar das forças morais necessárias para a construção de uma sociedade justa e fraterna. Quando, porém, os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas (cf. GS, 76).

Ao formular esses juízos, os pastores devem levar em conta o valor absoluto daqueles preceitos morais negativos que declaram moralmente inaceitável a escolha de uma determinada ação intrinsecamente má e incompatível com a dignidade da pessoa; tal escolha não pode ser resgatada pela bondade de qualquer fim, intenção, conseqüência ou circunstância. Portanto, seria totalmente falsa e ilusória qualquer defesa dos direitos humanos políticos, econômicos e sociais que não compreendesse a enérgica defesa do direito à vida desde a concepção até à morte natural (cf. Christifideles laici, 38).

Além disso no quadro do empenho pelos mais fracos e os mais indefesos, quem é mais inerme que um nascituro ou um doente em estado vegetativo ou terminal? Quando os projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia, o ideal democrático – que só é verdadeiramente tal quando reconhece e tutela a dignidade de toda a pessoa humana – é atraiçoado nas suas bases (cf. Evangelium vitæ, 74). Portanto, caros Irmãos no episcopado, ao defender a vida «não devemos temer a oposição e a impopularidade, recusando qualquer compromisso e ambigüidade que nos conformem com a mentalidade deste mundo» (ibidem, 82).

Além disso, para melhor ajudar os leigos a viverem o seu empenho cristão e sócio-político de um modo unitário e coerente, é «necessária — como vos disse em Aparecida — uma catequese social e uma adequada formação na doutrina social da Igreja, sendo muito útil para isso o “Compêndio da Doutrina Social da Igreja”» (Discurso inaugural da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, 3). Isto significa também que em determinadas ocasiões, os pastores devem mesmo lembrar a todos os cidadãos o direito, que é também um dever, de usar livremente o próprio voto para a promoção do bem comum (cf. GS, 75).

Neste ponto, política e fé se tocam. A fé tem, sem dúvida, a sua natureza específica de encontro com o Deus vivo que abre novos horizontes muito para além do âmbito próprio da razão. «Com efeito, sem a correção oferecida pela religião até a razão pode tornar-se vítima de ambigüidades, como acontece quando ela é manipulada pela ideologia, ou então aplicada de uma maneira parcial, sem ter em consideração plenamente a dignidade da pessoa humana» (Viagem Apostólica ao Reino Unido, Encontro com as autoridades civis, 17-IX-2010).

Só respeitando, promovendo e ensinando incansavelmente a natureza transcendente da pessoa humana é que uma sociedade pode ser construída. Assim, Deus deve «encontrar lugar também na esfera pública, nomeadamente nas dimensões cultural, social, econômica e particularmente política» (Caritas in veritate, 56). Por isso, amados Irmãos, uno a minha voz à vossa num vivo apelo a favor da educação religiosa, e mais concretamente do ensino confessional e plural da religião, na escola pública do Estado.

Queria ainda recordar que a presença de símbolos religiosos na vida pública é ao mesmo tempo lembrança da transcendência do homem e garantia do seu respeito. Eles têm um valor particular, no caso do Brasil, em que a religião católica é parte integral da sua história. Como não pensar neste momento na imagem de Jesus Cristo com os braços estendidos sobre a baía da Guanabara que representa a hospitalidade e o amor com que o Brasil sempre soube abrir seus braços a homens e mulheres perseguidos e necessitados provenientes de todo o mundo? Foi nessa presença de Jesus na vida brasileira, que eles se integraram harmonicamente na sociedade, contribuindo ao enriquecimento da cultura, ao crescimento econômico e ao espírito de solidariedade e liberdade.

Amados Irmãos, confio à Mãe de Deus e nossa, invocada no Brasil sob o título de Nossa Senhora Aparecida, estes anseios da Igreja Católica na Terra de Santa Cruz e de todos os homens de boa vontade em defesa dos valores da vida humana e da sua transcendência, junto com as alegrias e esperanças, as tristezas e angústias dos homens e mulheres da província eclesiástica do Maranhão. A todos coloco sob a Sua materna proteção, e a vós e ao vosso povo concedo a minha Benção Apostólica.

Fonte: http://press.catholica.va/news_services/bulletin/news/26281.php?index=26281&lang=po (Os grifos são nossos).

Ivete Sangalo possuída? Influências malígnas para jovens e crianças? Show inocente? evoca exu, modelo a ser seguida? veja video

21/10/2010

=

http://www.youtube.com/watch?v=u63TS-m6a8Q

3 de outubro de 2010 – 80 anos da Revolução de 3 de outubro de 1930

02/10/2010

The Washington Post, em editorial, cita José Serra e fala do apoio de Lula às Farcs.

30/07/2010

Colombia proves again that Venezuela is harboring FARC terrorists http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2010/07/29/AR2010072905211.html

Friday, July 30, 2010

COLOMBIA’S PRESENTATION to the Organization of American States about Venezuela’s hosting of the FARC terrorist movement prompted a flurry of speculation about the motives of Álvaro Uribe, Colombia’s outgoing president. Why, it was asked, did he want to end his eight years in office in another confrontation with Venezuelan strongman Hugo Chávez? Could he be trying to sabotage his successor, Juan Manuel Santos, who is due to take office on Aug. 7?

Allow us to offer a simple explanation: Mr. Uribe, who has devoted his presidency to rescuing Colombia from armed gangs of both the left and the right, is deeply frustrated by Venezuela’s continuing support for the FARC — and by the failure of the international community to hold Mr. Chávez accountable for it. Before leaving office, Mr. Uribe felt compelled to make one more effort to call attention to a problem that, were it occurring in the Middle East, would surely be before the U.N. Security Council.

That Venezuela is backing a terrorist movement against a neighboring democratic government has been beyond dispute since at least 2008, when Colombia recovered laptops from a FARC camp in Ecuador containing extensive documentation of Mr. Chávez’s political and material support. Colombia’s presentation to the OAS last week contained fresher and more detailed intelligence. Ambassador Luis Alfonso Hoyos supplied precise map coordinates for several of the 75 FARC camps that he said had been established on Venezuelan territory and that harbor some 1,500 militants. He showed photos and videos, including one of a top commander from another Colombian terrorist organization, ELN, sipping Venezuelan beer on a popular Venezuelan beach.

Mr. Chávez responded with predictable bluster, breaking off relations with Bogota and threatening (not for the first time) to cease oil exports to the United States. Another crisis with Colombia probably benefits the caudillo, who is desperate to distract attention from his country’s imploding economy and soaring violence.

Nevertheless, the question remains: Will other democracies support Colombia against this flagrant violation of international law? The Obama administration is characteristically lukewarm. The State Department, which has designated the FARC a terrorist organization, said it found Colombia’s allegations “persuasive” but limited itself to supporting “a transparent international process” to investigate them. Perhaps more consequentially, one of the leading candidates in Brazil’s presidential election campaign, José Serra, said “it is undeniable that Chávez is sheltering these FARC” militants. Under outgoing president Luiz Inácio Lula da Silva, Brazil has been one of Mr. Chávez’s chief apologists and enablers. Were that support to be withdrawn, Mr. Chávez might have to rethink his terrorist alliance.

Agora é oficial: Dilma planeja o fim da propriedade privada e registra no TSE.

05/07/2010

 LEIA NO FINAL deste artigo a INTEGRA (e esfregue na cara do filho da puta que duvidar) o decretão comunista de Dilma de 23/maio/14

Fala-se muito na internet, e não mostram: Nós mostramos:

AQUI TERMINA O DIREITO DE PROPRIEDADE NO BRASIL:

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2009.

 

Aprova o Programa Nacional de Direitos Humanos – PNDH-3 e dá outras providências.

Eixo Orientador I:

Interação democrática entre Estado e sociedade civil

 

Diretriz 17: Promoção de sistema de justiça mais acessível, ágil e efetivo, para o conhecimento, a garantia e a defesa dos direitos.

Objetivo estratégico VI:

Acesso à Justiça no campo e na cidade.

Ações programáticas:

 

d) Propor projeto de lei para institucionalizar a utilização da mediação nas demandas de conflitos coletivos agrários e urbanos, priorizando a oitiva do INCRA, institutos de terras estaduais, Ministério Público e outros órgãos públicos especializados, sem prejuízo de outros meios institucionais para solução de conflitos.  (Redação dada pelo Decreto nº 7.177, de 2010)

E PARA COMPLETAR, ESTÁ NO CONGRESSO PARA SER VOTADO, UMA LEI QUE VAI TAXAR UM IMPOSTO DE 5% AO ANO SOBRE AS GRANDES FORTUNAS, NÃO SE ESQUEÇA, NO BRASIL FORTUNA É QUEM TEM ACIMA DE 100.000 REAIS.

Consta do Plano de Governo de Dilma Rousseff(PT), registrado hoje,no TSE, uma meta que, na prática, acaba com a propriedade urbana ou rural. O dono do imóvel não poderá pedir reintegração de posse, caso ela seja invadida.  Pelo Plano de Governo de Dilma Rousseff o proprietário terá que enfrentar uma audiência pública, da qual participarão os movimentos sociais para analisar os “direitos humanos” envolvidos. O juiz ficará sujeito à decisão dessa audiência. É fácil imaginar como crescerão o número de invasões e a desordem no campo e nas cidades! Por exemplo: se você tem um apartamento e ele estiver desocupado, pois está em processo de aluguel, e o mesmo sendo invadido você não terá mais direito a ele, se os “movimentos sociais” assim decidirem. É o fim da propriedade privada no Brasil. E a  coletivização do País.

Repasse…

A midia está proibida de divulgar o que o Foro SP, fundado por Lula e Fidel, vem implantando na America Latina.

PNDH-3 – O GOLPE COMUNISTA EM PRATICA – “No momento em que se elimina a liberdade de imprensa estaremos efetivamente no início de uma ditadura… é um decreto preparatório para um regime ditatorial” – Ives Gandra Martins
-O FIM DOS DIREITOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS
-O FIM DA PROPRIEDADE PRIVADA
-O FIM DA FAMÍLIA
-O FIM DE VALORES ÉTICOS E MORAIS
-Decreto 8243 – Plebiscito pela nova constituinte a ser aprovado em Setembro/14
“Novo decreto é Golpe de Estado Totalitário” – Luis Felipe Pondé

LEIA O QUE É O PNDH 3 citado.

Na integra:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D7037.htm

VAMOS REPASSAR OS TRECHOS absurdos. O Texto é longo e a primeira parte genérica.

 

 

 

 

Fala Romeu Tuma Jr contra o Decreto Federal n° 8.243 de 23/05/2014

Prezados, informo que estarrecido com a edição do Decreto 8.243 de 26/05/2014, o qual representa uma afronta aos princípios Constitucionais do Regime Democrático Brasileiro e uma afronta ao Estado de Direito, solicitei ao PTC – Partido Trabalhista Cristão, que busque e adote as medidas cabíveis para firmar sua inconstitucionalidade, enterrando-o por ser fruto de um Governo encantado pelo totalitarismo.

 

Íntegra do Decreto 8.243 de 23/05/2014:

http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2014/Decreto/D8243.htm

 

 

DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014

  Institui a Política Nacional de Participação Social – PNPS e o Sistema Nacional de Participação Social – SNPS, e dá outras providências.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, caput, incisos IV e VI, alínea “a”, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 3º, caput, inciso I, e no art. 17 da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003,

DECRETA:

Art. 1º  Fica instituída a Política Nacional de Participação Social – PNPS, com o objetivo de fortalecer e articular os mecanismos e as instâncias democráticas de diálogo e a atuação conjunta entre a administração pública federal e a sociedade civil.

Parágrafo único.  Na formulação, na execução, no monitoramento e na avaliação de programas e políticas públicas e no aprimoramento da gestão pública serão considerados os objetivos e as diretrizes da PNPS.

Art. 2º  Para os fins deste Decreto, considera-se:

I – sociedade civil – o cidadão, os coletivos, os movimentos sociais institucionalizados ou não institucionalizados, suas redes e suas organizações;

II – conselho de políticas públicas – instância colegiada temática permanente, instituída por ato normativo, de diálogo entre a sociedade civil e o governo para promover a participação no processo decisório e na gestão de políticas públicas;

III – comissão de políticas públicas – instância colegiada temática, instituída por ato normativo, criada para o diálogo entre a sociedade civil e o governo em torno de objetivo específico, com prazo de funcionamento vinculado ao cumprimento de suas finalidades;

IV – conferência nacional – instância periódica de debate, de formulação e de avaliação sobre temas específicos e de interesse público, com a participação de representantes do governo e da sociedade civil, podendo contemplar etapas estaduais, distrital, municipais ou regionais, para propor diretrizes e ações acerca do tema tratado;

V – ouvidoria pública federal – instância de controle e participação social responsável pelo tratamento das reclamações, solicitações, denúncias, sugestões e elogios relativos às políticas e aos serviços públicos, prestados sob qualquer forma ou regime, com vistas ao aprimoramento da gestão pública;

VI – mesa de diálogo – mecanismo de debate e de negociação com a participação dos setores da sociedade civil e do governo diretamente envolvidos no intuito de prevenir, mediar e solucionar conflitos sociais;

VII – fórum interconselhos – mecanismo para o diálogo entre representantes dos conselhos e comissões de políticas públicas, no intuito de acompanhar as políticas públicas e os programas governamentais, formulando recomendações para aprimorar sua intersetorialidade e transversalidade;

VIII – audiência pública – mecanismo participativo de caráter presencial, consultivo, aberto a qualquer interessado, com a possibilidade de manifestação oral dos participantes, cujo objetivo é subsidiar decisões governamentais;

IX – consulta pública – mecanismo participativo, a se realizar em prazo definido, de caráter consultivo, aberto a qualquer interessado, que visa a receber contribuições por escrito da sociedade civil sobre determinado assunto, na forma definida no seu ato de convocação; e

X – ambiente virtual de participação social – mecanismo de interação social que utiliza tecnologias de informação e de comunicação, em especial a internet, para promover o diálogo entre administração pública federal e sociedade civil.

Parágrafo único.  As definições previstas neste Decreto não implicam na desconstituição ou alteração de conselhos, comissões e demais instâncias de participação social já instituídos no âmbito do governo federal.

Art. 3º  São diretrizes gerais da PNPS:

I – reconhecimento da participação social como direito do cidadão e expressão de sua autonomia;

II – complementariedade, transversalidade e integração entre mecanismos e instâncias da democracia representativa, participativa e direta;

III – solidariedade, cooperação e respeito à diversidade de etnia, raça, cultura, geração, origem, sexo, orientação sexual, religião e condição social, econômica ou de deficiência, para a construção de valores de cidadania e de inclusão social;

IV – direito à informação, à transparência e ao controle social nas ações públicas, com uso de linguagem simples e objetiva, consideradas as características e o idioma da população a que se dirige;

V – valorização da educação para a cidadania ativa;

VI – autonomia, livre funcionamento e independência das organizações da sociedade civil; e

VII – ampliação dos mecanismos de controle social.

Art. 4º  São objetivos da PNPS, entre outros:

I – consolidar a participação social como método de governo;

II – promover a articulação das instâncias e dos mecanismos de participação social;

III – aprimorar a relação do governo federal com a sociedade civil, respeitando a autonomia das partes;

IV – promover e consolidar a adoção de mecanismos de participação social nas políticas e programas de governo federal;

V – desenvolver mecanismos de participação social nas etapas do ciclo de planejamento e orçamento;

VI – incentivar o uso e o desenvolvimento de metodologias que incorporem múltiplas formas de expressão e linguagens de participação social, por meio da internet, com a adoção de tecnologias livres de comunicação e informação, especialmente, softwares e aplicações, tais como códigos fonte livres e auditáveis, ou os disponíveis no Portal do Software Público Brasileiro;

VII – desenvolver mecanismos de participação social acessíveis aos grupos sociais historicamente excluídos e aos vulneráveis;

VIII – incentivar e promover ações e programas de apoio institucional, formação e qualificação em participação social para agentes públicos e sociedade civil; e

IX – incentivar a participação social nos entes federados.

Art. 5º  Os órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta deverão, respeitadas as especificidades de cada caso, considerar as instâncias e os mecanismos de participação social, previstos neste Decreto, para a formulação, a execução, o monitoramento e a avaliação de seus programas e políticas públicas.

§ 1º  Os órgãos e entidades referidos no caput elaborarão, anualmente, relatório de implementação da PNPS no âmbito de seus programas e políticas setoriais, observadas as orientações da Secretaria-Geral da Presidência da República.

§ 2º  A Secretaria-Geral da Presidência da República elaborará e publicará anualmente relatório de avaliação da implementação da PNPS no âmbito da administração pública federal.

Art. 6º  São instâncias e mecanismos de participação social, sem prejuízo da criação e do reconhecimento de outras formas de diálogo entre administração pública federal e sociedade civil:

I – conselho de políticas públicas;

II – comissão de políticas públicas;

III – conferência nacional;

IV – ouvidoria pública federal;

V – mesa de diálogo;

VI – fórum interconselhos;

VII – audiência pública;

VIII – consulta pública; e

IX – ambiente virtual de participação social.

Art. 7º  O Sistema Nacional de Participação Social – SNPS, coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, será integrado pelas instâncias de participação social previstas nos incisos I a IV do art. 6º deste Decreto, sem prejuízo da integração de outras formas de diálogo entre a administração pública federal e a sociedade civil.

Parágrafo único.  A Secretaria-Geral da Presidência da República publicará a relação e a respectiva composição das instâncias integrantes do SNPS.

Art. 8º  Compete à Secretaria-Geral da Presidência da República:

I – acompanhar a implementação da PNPS nos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta;

II – orientar a implementação da PNPS e do SNPS nos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta;

III – realizar estudos técnicos e promover avaliações e sistematizações das instâncias e dos mecanismos de participação social definidos neste Decreto;

IV – realizar audiências e consultas públicas sobre aspectos relevantes para a gestão da PNPS e do SNPS; e

V – propor pactos para o fortalecimento da participação social aos demais entes da federação.

Art. 9º  Fica instituído o Comitê Governamental de Participação Social – CGPS, para assessorar a Secretaria-Geral da Presidência da República no monitoramento e na implementação da PNPS e na coordenação do SNPS.

§ 1º  O CGPS será coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, que dará o suporte técnico-administrativo para seu funcionamento.

§ 2º  Ato do Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República disporá sobre seu funcionamento.

Art.10.  Ressalvado o disposto em lei, na constituição de novos conselhos de políticas públicas e na reorganização dos já constituídos devem ser observadas, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – presença de representantes eleitos ou indicados pela sociedade civil, preferencialmente de forma paritária em relação aos representantes governamentais, quando a natureza da representação o recomendar;

II – definição, com consulta prévia à sociedade civil, de suas atribuições, competências e natureza;

III – garantia da diversidade entre os representantes da sociedade civil;

IV – estabelecimento de critérios transparentes de escolha de seus membros;

V – rotatividade dos representantes da sociedade civil;

VI – compromisso com o acompanhamento dos processos conferenciais relativos ao tema de sua competência; e

VII – publicidade de seus atos.

§ 1º  A participação dos membros no conselho é considerada prestação de serviço público relevante, não remunerada.

§ 2º  A publicação das resoluções de caráter normativo dos conselhos de natureza deliberativa vincula-se à análise de legalidade do ato pelo órgão jurídico competente, em acordo com o disposto na Lei Complementar nº 73, de 10 de fevereiro de 1993.

§ 3º  A rotatividade das entidades e de seus representantes nos conselhos de políticas públicas deve ser assegurada mediante a recondução limitada a lapso temporal determinado na forma dos seus regimentos internos, sendo vedadas três reconduções consecutivas.

§ 4º  A participação de dirigente ou membro de organização da sociedade civil que atue em conselho de política pública não configura impedimento à celebração de parceria com a administração pública.

§ 5º  Na hipótese de parceira que envolva transferência de recursos financeiros de dotações consignadas no fundo do respectivo conselho, o conselheiro ligado à organização que pleiteia o acesso ao recurso fica impedido de votar nos itens de pauta que tenham referência com o processo de seleção, monitoramento e avaliação da parceria.

Art. 11.  Nas comissões de políticas públicas devem ser observadas, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – presença de representantes eleitos ou indicados pela sociedade civil;

II – definição de prazo, tema e objetivo a ser atingido;

III – garantia da diversidade entre os representantes da sociedade civil;

IV – estabelecimento de critérios transparentes de escolha de seus membros; e

V – publicidade de seus atos.

Art. 12.  As conferências nacionais devem observar, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – divulgação ampla e prévia do documento convocatório, especificando seus objetivos e etapas;

II – garantia da diversidade dos sujeitos participantes;

III – estabelecimento de critérios e procedimentos para a designação dos delegados governamentais e para a escolha dos delegados da sociedade civil;

IV – integração entre etapas municipais, estaduais, regionais, distrital e nacional, quando houver;

V – disponibilização prévia dos documentos de referência e materiais a serem apreciados na etapa nacional;

VI – definição dos procedimentos metodológicos e pedagógicos a serem adotados nas diferentes etapas;

VII – publicidade de seus resultados;

VIII – determinação do modelo de acompanhamento de suas resoluções; e

IX – indicação da periodicidade de sua realização, considerando o calendário de outros processos conferenciais.

Parágrafo único.  As conferências nacionais serão convocadas por ato normativo específico, ouvido o CGPS sobre a pertinência de sua realização.

Art. 13.  As ouvidorias devem observar as diretrizes da Ouvidoria-Geral da União da Controladoria-Geral da União nos termos do art. 14, caput, inciso I, do Anexo I ao Decreto nº 8.109, de 17 de setembro de 2013.

Art. 14.  As mesas de diálogo devem observar, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – participação das partes afetadas;

II – envolvimento dos representantes da sociedade civil na construção da solução do conflito;

III – prazo definido de funcionamento; e

IV – acompanhamento da implementação das soluções pactuadas e obrigações voluntariamente assumidas pelas partes envolvidas.

Parágrafo único.  As mesas de diálogo criadas para o aperfeiçoamento das condições e relações de trabalho deverão, preferencialmente, ter natureza tripartite, de maneira a envolver representantes dos empregados, dos empregadores e do governo.

Art. 15.  Os fóruns interconselhos devem observar, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – definição da política ou programa a ser objeto de debate, formulação e acompanhamento;

II – definição dos conselhos e organizações da sociedade civil a serem convidados pela sua vinculação ao tema;

III – produção de recomendações para as políticas e programas em questão; e

IV – publicidade das conclusões.

Art. 16.  As audiências públicas devem observar, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – divulgação ampla e prévia do documento convocatório, especificado seu objeto, metodologia e o momento de realização;

II – livre acesso aos sujeitos afetados e interessados;

III – sistematização das contribuições recebidas;

IV – publicidade, com ampla divulgação de seus resultados, e a disponibilização do conteúdo dos debates; e

V – compromisso de resposta às propostas recebidas.

Art. 17.  As consultas públicas devem observar, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – divulgação ampla e prévia do documento convocatório, especificando seu objeto, metodologia e o momento de realização;

II – disponibilização prévia e em tempo hábil dos documentos que serão objeto da consulta em linguagem simples e objetiva, e dos estudos e do material técnico utilizado como fundamento para a proposta colocada em consulta pública e a análise de impacto regulatório, quando houver;

III – utilização da internet  e de tecnologias de comunicação e informação;

IV – sistematização das contribuições recebidas;

V – publicidade de seus resultados; e

VI – compromisso de resposta às propostas recebidas.

Art. 18.  Na criação de ambientes virtuais de participação social devem ser observadas, no mínimo, as seguintes diretrizes:

I – promoção da participação de forma direta da sociedade civil nos debates e decisões do governo;

II – fornecimento às pessoas com deficiência de todas as informações destinadas ao público em geral em formatos acessíveis e tecnologias apropriadas aos diferentes tipos de deficiência;

III – disponibilização de acesso aos termos de uso do ambiente no momento do cadastro;

IV – explicitação de objetivos, metodologias e produtos esperados;

V – garantia da diversidade dos sujeitos participantes;

VI – definição de estratégias de comunicação e mobilização, e disponibilização de subsídios para o diálogo;

VII – utilização de ambientes e ferramentas de redes sociais, quando for o caso;

VIII – priorização da exportação de dados em formatos abertos e legíveis por máquinas;

IX – sistematização e publicidade das contribuições recebidas;

X – utilização prioritária de softwares e licenças livres como estratégia de estímulo à participação na construção das ferramentas tecnológicas de participação social; e

XI – fomento à integração com instâncias e mecanismos presenciais, como transmissão de debates e oferta de oportunidade para participação remota.

Art. 19.  Fica instituída a Mesa de Monitoramento das Demandas Sociais, instância colegiada interministerial responsável pela coordenação e encaminhamento de pautas dos movimentos sociais e pelo monitoramento de suas respostas.

§ 1º  As reuniões da Mesa de Monitoramento serão convocadas pela Secretaria-Geral da Presidência da República, sendo convidados os Secretários-Executivos dos ministérios relacionados aos temas a serem debatidos na ocasião.

§ 2º  Ato do Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República disporá sobre as competências específicas, o funcionamento e a criação de subgrupos da instância prevista no caput.

Art. 20.  As agências reguladoras observarão, na realização de audiências e consultas públicas, o disposto neste Decreto, no que couber.

Art. 21.  Compete à Casa Civil da Presidência da República decidir sobre a ampla divulgação de projeto de ato normativo de especial significado político ou social nos termos do art. 34, caput, inciso II, do Decreto nº 4.176, de 28 de março de 2002.

Art. 22.  Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 23 de maio de 2014; 193º da Independência e 126º da República.

DILMA ROUSSEFF
Miriam Belchior
Gilberto Carvalho
Jorge Hage Sobrinho

Este texto não substitui o publicado no DOU de 26.5.2014

O Horror do MST em versos

04/08/2008
*****CAMPO MINADO *****Assisti um vídeo sobre os sem terra
E fiquei muito revoltada
Por ver que esse ‘bando’ de terrorista
Com a terra não quer nada
Pois eles não plantam nem colhem
A qualquer vagabundo acolhem
Para fazer a luta armada.
Espalham o terror e a baderna
Estupram , matam, depredam
Destroem plantações, queimam florestas
Casas, fazendas produtivas incendeiam
E o pior; são patrocinados
Esse bando de alucinados
Por um presidente aloprado
Que as nossas liberdades cerceiam.

Devem usar muita droga
Não consigo acreditar
Pois até os pobres animais
Eles ousam torturar
Quebram suas pernas e as deixam morrer
Muitas horas ficam a sofrer
Com dor até agonizar.

Destroem casas de colonos
E propriedades rurais
Enfim; qual o objetivo
Desses elementos infernais
Que espalham o terror
Deixando tristeza e dor
Para o homem trabalhador
Que vive em busca de paz!
 

 

Como o PT vai implantar o comunismo no Brasil

04/08/2008

http://www.oquintopoder.com.br/

Vítimas dos terroristas do Brasil , esquecidos, enquanto os terroristas estão no atual des governo lula.

04/08/2008
1 12/11/64 Paulo Macena Vigia – RJ
2 27/03/65 Carlos Argemiro Camargo Sargento do Exército – Paraná
3 25/07/66 Edson Régis de Carvalho Jornalista – PE
4 25/07/66 Nelson Gomes Fernandes Almirante – PE
5 28/09/66 Raimundo de Carvalho Andrade Cabo PM – GO)
6 24/11/67 José Gonçalves Conceição (Zé Dico) Fazendeiro – SP
7 15/12/67 Osíris Motta Marcondes Bancário – SP
8 10/01/68 Agostinho Ferreira Lima (Marinha Mercante – Rio Negro / AM)
9 31/05/68 Ailton de Oliveira Guarda Penitenciário – RJ
10 26/06/68 Mário Kozel F ilho Soldado do Exército – SP
11 27/06/68 Noel de Oliveira Ramos Civil – RJ
12 27/06/68 Nelson de Barros Sargento PM – RJ
13 01/07/68 Edward E. T. O. M. Von Westernhagen Maj Exército Alemão – RJ
14 07/09/68 Eduardo Custódio de Souza Soldado PM – SP
15 20/09/68 Antônio Carlos Jeffery Soldado PM – SP
16 12/10/68 Charles Rodney Chandler Capitão do Exército dos Estados Unidos – SP
17 24/10/68 Luiz Carlos Augusto Civil – RJ
18 25/10/68 Wenceslau Ramalho Leite Civil – RJ
19 07/11/68 Estanislau Ignácio Correia Civil – SP
20 07/01/69 Alzira Baltazar de Almeida Dona de casa – Rio de Janeiro / RJ
21 11/01/69 Edmundo Janot -Lavrador – Rio de Janeiro / RJ
22 29/01/69 Cecildes Moreira de Faria Subinspetor de Polícia – BH/ MG
23 29/01/69 José Antunes Ferreira Guarda Civil-BH/MG
24 14/04/69 Francisco Bento da Silva Motorista – SP
25 14/04/69 Luiz Francisco da Silva Guarda bancário – SP
26 08/05/69 José de Carvalho Investigador de Polícia – SP
27 09/05/69 Orlando Pinto da Silva Guarda Civil – SP
28 27/05/69 Naul José Montovani Soldado PM – SP
29 04/06/69 Boaventura Rodrigues da Silva Soldado PM – SP
30 22/06/69 Guido Boné Soldado PM – SP
31 22/06/69 Natalino Amaro Teixeira Soldado PM – SP
32 11/07/69 Cidelino Palmeiras do Nascimento Motorista de táxi – RJ
33 24/07/69 Aparecido dos Santos Oliveira Soldado PM – SP
34 20/08/69 José Santa Maria Gerente de Banco / RJ
35 25/08/69 Sulamita Campos Leite Dona de casa / PA
36 31/08/69 Mauro Celso Rodrigues Soldado PM – MA
37 03/09/69 José Getúlio Borba Comerciário – SP
38 03/09/69 João Guilherme de Brito Soldado da Força Pública/SP
39 20/09/69 Samuel Pires Cobrador de ônibus – SP
40 22/09/69 Kurt Kriegel Comerciante – Porto Alegre/RS
41 30/09/69 Cláudio Ernesto Canton Agente da Polícia Federal – SP
42 04/10/69 Euclídes de Paiva Cerqueira Guarda particular – RJ
43 06/10/69 -Abelardo Rosa Lima Soldado PM – SP
44 07/10/69 Romildo Ottenio Soldado PM – SP
45 31/10/69 Nilson José de Azevedo Lins Civil – PE
46 04/11/69 Estela Borges Morato Investigadora do DOPS – SP
47 04/11/69 Friederich Adolf Rohmann Protético – SP
48 07/11/69 Mauro Celso Rodrigues Soldado PM – MA
49 14/11/69 Orland Girolo Bancário – SP
50 17/11/69 Joel Nunes Sub-Tenente PM – RJ
51 18/12/69 Elias dos Santos Soldado do Exército – RJ
52 17/01/70José Geraldo Alves Cursino – Sargento PM – São Paulo / SP
53 20/02/70 Antônio Aparecido Posso Nogueró Sargento PM – São Paulo
54 11/03/70 Newton de Oliveira Nascimento Soldado PM – Rio de Janeiro
55 31/03/70 Joaquim Melo Investigador de Polícia – Pernambuco
56 02/05/70 João Batista de Souza Guarda de Segurança – SP
57 10/05/70 Alberto Mendes Junior 1º Tenente PMESP – S
58 11/06/70 Irlando de Moura Régis Agente da Polícia Federal – RJ
59 15/07/70 Isidoro Zamboldi Guarda de segurança – SP
60 12/08/70 Benedito Gomes Capitão do Exército SP
61 19/08/70 Vagner Lúcio Vitorino da Silva Guarda de segurança / RJ
62 29/08/70 José Armando Rodrigues Comerciante – CE
63 14/09/70 Bertolino Ferreira da Silva Guarda de segurança – SP
64 21/09/70 Célio Tonelly Soldado PM – SP
65 22/09/70 Autair Macedo Guarda de segurança – RJ
66 27/10/70 Walder Xavier de Lima Sargento da Aeronáutica – BA
67 10/11/70 José Marques do Nascimento Civil – SP
68 10/11/70 Garibaldo de Queiroz Soldado PM – SP
69 10/11/70 José Aleixo Nunes Soldado PM – SP
70 10/12/70 Hélio de Carvalho Araújo Agente da Polícia Federal – RJ
71 07/01/71 Marcelo Costa Tavares Estudante – MG
72 12/02/71 Américo Cassiolato Soldado PM – São Paulo
73 20/02/71 Fernando Pereira Comerciário – Rio de Janeiro
74 08/03/71 Djalma Peluci Batista Soldado PM – Rio de Janeiro
75 24/03/71 Mateus Levino dos Santos Tenente da FAB – Pernambuco
76 04/04/71 José Julio Toja Martinez Major do Exército – Rio de Janeiro
7707/04/71 Maria Alice Matos Empregada doméstica – Rio de Janeiro
78 15/04/71 Henning Albert Boilensen Industrial – São Paulo
79 10/05/71 Manoel da Silva Neto Soldado PM – SP
80 14/05/71 Adilson Sampaio Artesão – RJ
81 09/06/71 Antônio Lisboa Ceres de Oliveira Civil – RJ
82 01/07/71 Jaime Pereira da Silva Civil – RJ
83 02/09/71 Gentil Procópio de Melo Motorista de praça – PE
84 02/09/71 Jayme Cardenio Dolce Guarda de segurança – RJ
85 02/09/71 Silvâno Amâncio dos Santos Guarda de segurança – RJ
86 02/09/71 Demerval Ferreira dos Santos Guarda de segurança – RJ
87 –/10/71 Alberto da Silva Machado Civil – RJ
88 22/10/71 José do Amaral Sub-oficial da reserva da Marinha ? RJ
89 01/11/71 Nelson Martinez Ponce Cabo PM – SP
90 10/11/71 João Campos Cabo PM – SP
91 22/11/71 José Amaral Vilela Guarda de segurança – RJ
92 27/11/71 Eduardo Timóteo Filho Soldado PM – RJ
93 13/12/71 Hélio Ferreira de Moura Guarda de Segurança – RJ
94 18/01/72 Tomaz Paulino de Almeida Sargento PM – São Paulo / SP
95 20/01/72 Sylas Bispo Feche Cabo PM São Paulo / SP)
96 25/01/72 Elzo Ito Estudante – São Paulo / SP
97 01/02/72 Iris do Amaral Civil – Rio de Janeiro
98 05/02/72 David A. Cuthberg Marinheiro inglês – Rio de Janeiro
99 15/02/72 Luzimar Machado de Oliveira Soldado PM – Goiás
100 18/02/72 Benedito Monteiro da Silva Cabo PM – São Paulo
101 27/02/72 Napoleão Felipe Bertolane Biscaldi Civil – São Paulo
102 06/03/72 Walter César Galleti Comerciante – São Paulo
103 12/03/72 Manoel dos Santos Guarda de Segurança – São Paulo

Hino de Santana do Parnaíba – berço dos bandeirantes

04/08/2008

Santana de Parnaíba
Berço de heróis consagrados
Cidade dos Bandeirantes
Deste solo muito amado
Com orgulho festejamos
O dia dos Bandeirantes!
SALVE! ANHANGUERA, BORBA GATO,
FERNÃO e SUZANA DIAS
BRAVOS HERÓIS DO PASSADO.
Daqui partiram as bandeiras
Por rincões ignorados
Levando no peito a cruz
Nos lábios o nome amado
De Santana de Parnaíba
Essa terra alvissareira.
VIVA! ESSES HOMENS DESTEMIDOS
TODOS QUE ENGRANDEÇAM
NOSSA TERRA BRASILEIRA!

Morreu o homem que denunciou o horror dos gulags soviéticos

03/08/2008

“‘Fallece Alexandr Solzhenitsin

El escritor y disidente ruso, premio Nobel de Literatura en 1970, ha muerto este domingo a los 89 años””

A luta armada no Brasil – Relatório Orvil

03/08/2008

Conhece?
http://www.averdadesufocada.com/images/orvil/orvil_completo.pdf

A história da União Soviética e do comunismo

03/08/2008

http://www.nemersonlavoura.blogspot.com/

Diga não ao revanchismo que o desgoverno de ex terroristas está querendo

02/08/2008

acordem militares do brasil, lembrái-vos de 1935.

Des governo petista espiona blogs democráticos

01/08/2008

O centro da questão – des Governo de Lula apóia Farc!

31/07/2008

“Não se sabe com exatidão quanta e quão detalhada foi a informação que o presidente Uribe deu ao presidente ‘Lula’, mas o que poderia chamar-se “O dossiê Brasileiro” teria implicações mais sérias que as derivadas da informação relacionada com a Venezuela e Equador. Cambio conheceu 85 correios eletrônico que, entre fevereiro de 1999 e fevereiro de 2008, circularam entre ‘Tirofijo’, ‘Raul Reyes’ ‘el Mono Jojoy’, ‘Oliverio Medina’ – delegado das FARC no Brasil – e dois homens identificados como ‘Hermes’ e ‘José Luis’. A julgar pelo conteúdo das mensagens, a presença das FARC no Brasil chegou até as mais altas esferas do governo de Lula, o Partido dos Trabalhadores (PT) – o partido do Presidente -, a direção política e a administração da Justiça. Neles são mencionados cinco ministros, um procurador geral, um assessor especial do Presidente, um vice-ministro, cinco deputados, um conselheiro e um juiz superior”. 

Lula e Farc – primeira vez que a Folha de S. Paulo admite:

31/07/2008

http://www.cambio.com.co/portadacambio/787/ARTICULO-WEB-NOTA_INTERIOR_CAMBIO-4418592.html

Cultura da boa!

30/07/2008

http://gropius.org/2008/03/07/ortodoxia/