O Homem Por Trás da Doutrina Política do PT

26 de maio de 2015

QUEM FOI IOSIF VISSARIONOVICH STALIN?

“Por fim, quem foi Iosif Vissarionovich Stalin? Diz-se que era um “georgiano de sangue puro”, nascido em Gori, Caucásia, que era ortodoxo e que algum tempo foi aluno de um seminário, embora existam vários “documentos”, fotografias e xéroxs, que podem ser autênticas ou falsas, já que apareceram depois da Revolução Comunista, as informações apanhadas por oficiais do Serviço Secreto Romeno, na Caucásia mesma, durante a II Guerra Mundial, resolvem pelo menos, para nós, todo o mistério da vida e carreira de Stalin.

Como religião parece que a família de Stalin foi ortodoxa, mas como “raça” Stalin não era georgiano puro. Alguns judeus que vivem isolados dentro da sociedade cristã preferem muitas vezes adotar formalmente nossa religião, por motivo de comodidade, para não serem olhados pelos cristãos como indivíduos perigosos. Mas isto não mudou em nada o caráter desta gente e cada vez que têm a possibilidade se viram contra sua religião adotiva, de cuja proteção não precisam mais, e como bons judeus, procuram destroçar-la. Stalin, o ditador vermelho, foi de origem judaica e há muitíssimas provas.

O nome real de Stalin foi Iosif David Vissarion Djugashvilli, chamado também de Kochba. Os nomes Iosif (José) e Vissarion, ou seja, o de Stalin e seu pai, não são utilizados pela população ortodoxa da Caucásia, e geralmente, ao serem batizados, os ortodoxos não recebem nomes de origem judaica como Iosif, Benjamin, Salomão, Daniel, Miriam, etc., senão mais bem nomes de origem latina, grega e eslava, exceto os locais. Portanto o nome de Stalin mostra desde o princípio que é de origem judaica.

Seu sobrenome, “Djugashvilli”, traduzido do georgiano significa: “filho do judeu”. Na língua georgiana há para a palavra “judeu” a expressão literária “uria”, mas há também a palavra “djuga” sinônimo de “uria”, indicando os judeus da Caucásia segundo sua origem, já que chegaram ali através uma colônia portuguesa. A outra parte do sobrenome de Stalin, ou seja, “villa” significa: “filho”.

O nome de Kochba ou Koba, com o qual era conhecido Stalin como revolucionário na Caucásia, não é outra coisa que o mesmo nome de lendário de outro revolucionário judeu chamado Bar-Kochba, que durante o ano 165 D.C. conduziu uma revolução dos judeus contra os romanos na época do Imperador Adriano. Na ocasião desta revolução, Bar-Kochba foi declarado o “Messias” pelos grandes rabinos judeus, mas sua revolução terminou catastroficamente para a judaria, que foi totalmente disseminada pelos romanos em diversas províncias do Império. O verdadeiro nome de Stalin traía sua origem judaica e, por isso, preferiu mudar para o de José Vissarionovich Stalin, ou seja, um nome “russo”.

A mesma origem judaica estava demonstrado pela fisionomia deste assassino. Os georgianos são geralmente homens altos e bem desenvolvidos de físico, enquanto que Stalin media apenas 1.60cm de altura, fato que o obrigava a subir numa cadeira “invisível” atrás dos muros do Mausoléu de Lênin para ver a “exibição” da mais imponente frente das massas, durante os intermináveis desfiles da Praça Vermelha de Moscou.

A fisionomia da cara de Stalin era tipicamente judaica e talvez por isso, para esconder suas visíveis características, todas as fotografias de Stalin publicadas eram previamente retocadas.

A família ou, melhor dito, as famílias de Stalin, foram puramente judaicas.

A primeira esposa de Stalin foi a judia caucasiana Katy Schwanitz conhecida com o pseudônimo de Katy Svanize. Esta foi a mãe de Jacob Davodovich Dugashvilli (por que Jacob e não um nome autêntico russo ou caucasiano?), o filho mais velho de Stalin, capturado durante a guerra pelos alemães em 16 de Julho de 1941 e depois desaparecido, provavelmente executado no final da guerra.

A segunda esposa de Stalin foi Nadia Alellujah, conhecida com o pseudônimo de Alelujeva. Ex-secretária particular de Stalin, se converteu em sua esposa e é a mãe de Vassily Stalin e de Svetlana Stalin. Nadia Allelujah foi assassinada por seu próprio marido, em 1932 por causa de suas relações amorosas com o judeu Gleitzer, executado no mesmo ano por Stalin, como “Trotskista”. O “suicídio” de Allelujeva é uma mentira difundida pelos comunistas, para camuflar o fato de que Stalin assassinou sua própria esposa.

A terceira esposa do ditador vermelho era, isto é Rosa Kaganovith é, como se sabe, irmã dos famosos Kaganovitch’s, judeus que têm o verdadeiro controle da URSS, já que são os únicos que, apesar das mudanças características do Governo Vermelho, ficaram nos postos chaves e controlam o mais importante ramo da vida comunista: a indústria.

O segundo filho de Stalin, isto é, Vassily Iosiphovich Djugashvilli atualmente General de Aviação, chamado o “Falcão da URSS” enquanto vivia seu pai, tem uma das mais típicas caras de judeu que se pode imaginar: cabelo vermelho, cara cheia de sardas, orelhas grandes e lábios grossos. Enquanto Stalin viveu, seu filho morava em Moscou e era um dos personagens mais repugnantes do grupelho do Kremlin.

A filha de Stalin, Svetlana, casou-se em 1951 com o judeu Miguel Kaganovitch, um dos donos atuais da União Soviética. Por que não se casou, Svetlana, com um russo qualquer, mas com um judeu? Naturalmente porque ela é judia e respeita as prescrições do Talmude, que proíbe os judeus de se casar com não-judeus para preservar sua “raça escolhida de Deus”.

Durante os anos 1949-1950, Svetlana Stalin estava de “relações amorosas” com o jornalista judeu Alexey Keplen. Svetlana haveria encontrado bem mais fácil no “paraíso” de seu pai um russo para satisfazer suas necessidades amorosas. Mas os russos de hoje são os escravos da judaria camuflada com os pseudônimos e não podem permitir a “honra” de manter relações com suas “excelências judias”, do calibre de Svetlana Iosophovich Djugashvilli.

Como se explica o fato de que o “georgiano de sangue puro” se ocupe da questão Nacional Judaica, ainda desde 1912? Durante este ano Djugashvilli escrevia um artigo intitulado “O Problema Nacional e a Social-Democracia”, no qual tratava especialmente sobre o problema nacional dos judeus. No mencionado artigo, publicado em Viena nos números 3, 4 e 5 da revista “Prosvecenie” de 1913, Stalin mencionava a existência de um grande número de judeus em Daghestan e Caucásia, isto é, em seu país de origem, e estudava a possibilidade de constituí-los em Nação. Antes de escrever este artigo, Stalin havia estudado inúmeros trabalhos judaicos sobre dita questão, dentre os quais “O Problema Nacional” de Springer e “A Questão Nacional dos Judeus e a Social-Democracia” de Bauer, ambos judeus da Alemanha, inclusive os Protocolos do IV, VI e VII Congresso do Bund (União Judaica “Trabalhista” da Lituânia, Polônia e Rússia, chamada em iídiche de Algemeyner Yidisher Arbeter Bund in Lite, Poyln un Rusland, é um “movimento político” revolucionário judeus, surgido entre os anos de 1890 e 1930) Judaico, que aconteceram respectivamente em Bielostock (Polônia) em Abril de 1901, em Zurich em Abril de 1905 e em Lwov em Dezembro de 1906. Por que tanto interesse de Stalin nas questões judaicas, ainda muito antes da Revolução Comunista?

Que força manteve um criminoso no poder durante 30 anos, num mundo onde os complôs e assassinatos são uma questão diária?

Que força organizada e quase secreta existia na Rússia depois da Revolução, fora da qual havia feito a revolução, ou seja, a judaria?

O povo russo foi transformado desde o princípio numa massa de escravos, sem nenhum direito político e assim continua até hoje, enquanto os judeus e um número limitado de seus agentes recrutados dentre a “gentinha” da sociedade, que é em todos os países a mesma, dominam por completo esse pobre país, apesar do “anti-semitismo” posto na cena política por eles mesmos, por conveniência, para enganar os cristãos do Ocidente. No fundo Stalin não fez nunca anti-semitismo.

O Bund judaico, do qual foi membro Stalin, foi o verdadeiro organizador e governante das massas cristãs inconscientes, treinadas na revolução comunista da Rússia. Este Bund foi criado em 1897, isto é, o mesmo ano da emissão dos 24 Protocolos Secretos do Primeiro Congresso Sionista na Basiléia, e foi a União Geral dos judeus da Rússia, Polônia e Lituânia. Durante o Primeiro Congresso do Partido Social-Democrata da Rússia, partido criado pela judaico-maçonaria local, o Bund judaico aderiu a nesse partido, em 1898. No Segundo Congresso de dito partido que aconteceu no ano 1903, o Bund judaico se separou já que a maioria cristã do Congresso recusou a solicitação dos “bundistas” de serem reconhecidos os únicos representantes do proletariado.

Durante o Congresso que aconteceu em 1905, foi proposto no Bund o problema da reivindicação da Autonomia Nacional e Cultural da judaria dentro do Estado Czarista, e no mesmo ano numerosos judeus participaram na revolução fracassada que se desenvolveu na Rússia.

Em 1906, o Bund se une de novo ao Partido Social Democrata Russo por motivo do IV Congresso deste último efetuado em Estocolmo. Ao mesmo tempo, se formou, secretamente, o Partido Comunista como grupo revolucionário já fundado pelos judeus em 1898.”

“Também Nicolas Lênin, chamado na realidade Ilich Ulan (Ulianov), foi um judeu de linhagem materna. O sobrenome de sua mãe foi Blank, judia de origem alemã. Seu pai era de origem tártara, de Simbirsk Im Volga, (hoje Ulianov). As características mongolóides podem ser facilmente observadas em suas fotografias. A bestialidade mongólica, combinada com o sadismo e a hipocrisia judaica produziram, através do primeiro dos sanguinários, a revolução de Outubro”.

TRAIAN ROMANESCU*

“A Grande Conspiração Judaica”

México, 1961

*Professor da Universidade de Bucareste, Romênia, exilado no Ocidente.

Piores Filmes de Todos os Tempos

26 de maio de 2015

1. Battlefield Earth – (2000) (John Travolta)
2. Showgirls – (1995) (Elizabeth Berkley)
3. Howard The Duck – (1986) (Lea Thompson)
4. Glitter – (2001) (Mariah Carey)
5. Baby Geniuses – (1999) (Kathleen Turner, Christopher Lloyd)
6. Maximum Overdrive – (1986) (Emilio Estevez)
7. Swept Away – (2002) (Madonna)
8. Spice World – (1997) (Spice Girls)
9. Valley Of The Dolls – (1967) (Patty Duke)
10. Ishtar – (1987) (Warren Beatty, Dustin Hoffman)
11. Hudson Hawk – (1991) (Bruce Willis)
12. Leonard Part 6 – (1987) (Bill Cosby)
13. Even Cowgirls Get The Blues – (1993) (Uma Thurman)
14. Wild Wild West – (1999) (Will Smith, Kevin Kline)
15. Gigli – (2003) (Ben Affleck, Jennifer Lopez)
16. North – (1994) (Elijah Wood)
17. Heavens Gate – (1980) (Kris Kristofferson)
18. Shanghai Surprise – (1986) (Madonna)
19. Cool As Ice – (1991) (Vanilla Ice)
20. Burn Hollywood Burn-An Allan Smithie Film – (1997) (Ryan O’Neal)
21. Grease 2 – (1982) (Maxwell Caulfield, Michelle Pfeiffer)
22. From Justin To Kelly – (2003) (Kelly Clarkson)
23. The Cat In The Hat – (2003) (Mike Myers)
24. The Adventures Of Pluto Nash – (2002) (Eddie Murphy)
25. Striptease – (1996) (Demi Moore)
26. Freddy Got Fingered – (2001) (Tom Green)
27. The Island Of Dr Moreau – (1996) (Marlon Brando, Val Kilmer)
28. Batman & Robin – (1997) (George Clooney)
29. Look Whos Talking Too – (1990) (John Travolta, Kirstie Alley)
30. Harlem Nights – (1989) (Eddie Murphy, Richard Pryor)
31. The Conqueror – (1956) (John Wayne, Susan Hayward)
32. Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band – (1978) (Peter Frampton, Bee Gees)
33. Balistic: Ecks Vs Sever – (2002) (Antonio Banderas, Lucy Liu)
34. Adrenalin, Fear The Rush – (1996) (Christopher Lambert)
35. Jason X – (2002) (Kane Hodder, Lisa Ryder)
36. Judge Dread – (1995) (Sylvester Stallone)
37. It’s Pat, The Movie – (1994) (Julia Sweeney)
38. Bonfire Of The Vanities – (1990) (Tom Hanks)
39. Pokemon, The First Movie – (1999, Animation)
40. The Forbidden Dance – (1990) (Laura Harring)
41. Popeye – (1980) (Robin Williams)
42. Indecent Proposal – (1993) (Robert Redford, Demi Moore)
43. Red Sonja – (1985) (Brigitte Nielsen)
44. Nothing But Trouble – (1991) (Chevy Chase, Dan Aykroyd)
45. Godzilla – (1998) (Matthew Broderick)
46. The Scarlet Letter – (1995) (Demi Moore, Gary Oldman)
47. Kangaroo Jack – (2003) (Christopher Walken)
48. Best Of The Best – (1989) (Eric Roberts)
49. Weekend At Bernies 2 – (1993) (Andrew McCarthy)
50. Anaconda – (1997) (Jon Voight, Ice Cube, Jennifer Lopez)
51. Mr Magoo – (1997) (Leslie Nielsen)
52. Over The Top – (1987) (Sylvester Stallone)
53. Theodore Rex – (1995) (Whoopi Goldberg, Richard Roundtree)
54. Armegeddon – (1998) (Bruce Willis)
55. Bio-Dome – (1996) (Pauly Shore)
56. Shining Through – (1992) (Michael Douglas)
57. Fatal Beauty – (1987) (Whoopi Goldberg)
58. Inchon – (1981) (Laurence Olivier, Toshiro Mifune)
59. Jury Duty – (1995) (Pauly Shore)
60. Mary Reilly – (1996) (Julia Roberts)
61. The Postman – (1997) (Kevin Costner)
62. Dungeons & Dragons – (2000) (Jeremy Irons)
63. 8 Million Ways To Die – (1986) (Jeff Bridges)
64. Pearl Harbor – (2001) (Ben Affleck, Josh Hartnett)
65. Caddyshack 2 – (1988) (Jackie Mason, Dyan Cannon)
66. Fair Game – (1995) (Cindy Crawford, William Baldwin)
67. Perfect – (1985) (Jamie Lee Curtis, John Travolta)
68. SuperBabies: Baby Geniuses 2 – (2004) (Jon Voight, Scott Baio)
69. Cool World – (1992) (Kim Basinger, Brad Pitt)
70. Barb Wire – (1996) (Pamela Anderson)
71. Problem Child – (1990) (John Ritter)
72. Pet Sematary 2 – (1992) (Anthony Edwards)
73. 1941 – (1979) (John Belushi, Tim Matheson)
74. Xanadu – (1980) (Olivia Newton-John)
75. Son Of The Pink Panther – (1993) (Roberto Benigni)
76. Son Of The Mask – (2005) (Jamie Kennedy, Alan Cumming)
77. Cop And A Half – (1993) (Burt Reynolds)
78. Bad Boys 2 – (2003) (Will Smith, Martin Lawrence)
79. Mannequin – (1987) (Kim Cattrall, Andrew McCarthy)
80. Blood Sucking Freaks – (1976) (Seamus O’Brien, Viju Krem)
81. Haunted Honeymoon – (1986) (Gene Wilder, Gilda Radner)
82. Surf Ninjas – (1993) (Ernie Reyes Jr., Nicolas Cowan)
83. Dirty Love – (2005) (Jenny McCarthy, Carmen Electra)
84. On Deadly Ground – (1994) (Steven Seagal)
85. Catwoman – (2004) (Halle Berry)
86. The Garbage Pail Kids Movie – (1987) (Mackenzie Astin, Anthony Newley)
87. Drop Dead Fred – (1991) (Phoebe Cates, Rik Mayall)
88. Mac And Me – (1988) (Jonathan Ward)
89. Burglar – (1987) (Whoopi Goldberg, Bob Goldthwait)
90. The Omega Code – (1999) (Casper Van Dien, Michael York)
91. House Of The Dead – (2003) (Jurgen Prochnow)
92. The Other Sister – (1999) (Juliette Lewis, Diane Keaton)
93. Larry The Cable Guy: Health Inspector – (2006) (Larry The Cable Guy)
94. King Kong Lives – (1986) (Linda Hamilton)
95. Sheena – (1984) (Tanya Roberts, Ted Wass)
96. Speed 2, Cruise Control – (1997) (Sandra Bullock, Jason Patric)
97. Four Rooms – (1995) (Madonna)
98. Cyborg – (1989) (Jean-Claude Van Damme)
99. Scooby Doo – (2002) (Sarah Michelle Gellar)
100. Ernest Scared Stupid – (1991) (Jim Varney)

dishonerable mentions

101. Warriors Of Virtue
102. Earthquake
103. Mom And Dad Save The World
104. Jingle All The Way
105. Simon Sez
106. 2001: A Space Travesty
107. Crossroads (The Britney one)
108. Cutthrought Island
109. Little Man
110. Tunnelvision
111. Santa Claus Conquers the Martians
112. The Hunter
113. Garfield
114. Supernova
115. Cocktale
116. Kazzam
117. Bless The Child
118. Phat Girlz
119. Dumb And Dumberer
120. The Brown Bunny
121. The Alamo
122. Police Acadamy 2
123. Deuce Bigalo, Male Gigolo
124. Red Dawn
125. The League Of Extraordinary Gentlemen
126. Charlies Angels, Full Throttle
127. Juwanna Mann
128. Man In The Iron Mask
129. Alone in the Dark
130. Corky Ramano
131. Masters Of The Universe
132. The Golden Child
133. Chairman Of The Board
134. Car 54 Where Are You?
135. The Jazz Singer (the one with Neil Diamond)
136. Sphere
137. Stop Or My Mom Will Shoot
138. Ghosts Can’t Do It
139. Street Fighter
140. Under The Cherry Moon
141. The Master Of Disguise
142. Lust In The Dust
143. Rollerball (remake)
144. No Holds Barred
145. Superman IV
146. Joe Dirt
147. Newsies
148. Color Of Night
149. Next Best Thing
150. Pinocchio (the one with Roberto Benigni)
151. Down To You
152. Wired
153. Cant Stop The Music
154. Highlander 2
155. The Care Bears Movie 2: A New Generation
156. Who’s That Girl
157. Christopher Columbus: The Discovery
158. The Crow: City Of Angels
159. Thank God Its Friday
160. Moment By Moment
161. Erik The Viking
162. The Apple
163. Tarzan The Ape Man (the one with Bo Derek)
164. Driven
165. Eddie And The Cruisers II: Eddie Lives!
166. I Spy
167. Rhinestone
168. Mr Nanny
169. Home Alone 3
170. Bolero
171. Half Past Dead
172. Going Overboard
173. The Blue Lagoon
174. Heartbeeps
175. 3000 Miles To Graceland
176. The Tuxedo
177. Chain Reaction
178. Best Defense
179. Inspector Gadget
180. Freejack
181. Last Action Hero
182. Dune
183. Boat Trip
184. The Avengers
185. Krull
186. John Q
187. The Pirate Movie
188. Pet Sematary
189. Christmas With The Kranks
190. Turbo: A Power Rangers Movie
191. 200 Cigarettes
192. Mr Deeds
193. Neighbors
194. Road House
195. The Lonely Lady
196. Toys
197. Dude Where Is My Car
198. Spun
199. Double Take
200. Superman III
Z Movies
You may have noticed missing in the list above a movie usually cited as the “worst movie ever made”, Ed Wood’s ‘Plan 9 from Outer Space’ (1959).The reason being that the list above are graded A movies and B movies. In other words they at least tried to be good but failed. On the other hand, Z movies are a class of their own. Made from outside the established film industry with extremely low budgets, nonprofessional actors, minimal scripts, bad editing, sound, lighting, etc., usually combining horror, sex, or violence to give cheap filler for ‘Drive-in’ theaters, popular in the ’50s and ’60s that often showed 3 or 4 movies back to back in an evening. This is not to say that “bad” films can’t be fun. Look at the cult popularity of ‘Mystery Science Theater 3000′ that ran from 1988 to 1999, poking wisecracks and funny dialogue at poorly made movies. But Edward D. Wood Jr. still holds the crown for creating the “worst movie ever made”.

Père François Mourad : le patriarche syro-catholique invite à la prière

26 de maio de 2015
patriarche younan

Une demande de prière bien nécessaire que nous avons, en quelque sorte, anticipée àL’Observatoire de la Christianophobie en lançant, dès samedi dernier une neuvaine aux intentions du Père Mourad et de Boutros Hanna – dont l’Agence Fides semble confirmer qu’il est bien diacre de l’Église syriaque catholique. Près d’une centaine de lecteurs participent à cette neuvaine qui s’achèvera dimanche 31 mai prochain. J’invite, bien sûr, ceux qui ne sont pas encore inscrits à le faire et à s’engager à prier chaque jour une dizaine de Je Vous salue Marie aux intentions des otages dont il ne faut pas se cacher qu’ils sont en grand péril. Si vous souhaitez rejoindre notre chaîne de prière, signalez-le moi ici. Merci.

Au cours de la journée d’hier, 24 mai, dans toutes les églises syro-catholiques du monde, les fidèles ont prié pour demander au Seigneur la libération du Père Jacques Mourad, le prêtre syrien enlevé par des inconnus vendredi dernier en compagnie du Révérend Diacre Boutros Hanna au Monastère Mar Elian, dont il est le Prieur. On est actuellement sans nouvelle d’eux depuis leur enlèvement. Déjà vendredi dernier, le patriarche d’Antioche des syro-catholiques, S.B. Ignace Youssef III Younan, avait invité tous les fidèles syro-catholiques du monde à exprimer par la prière et par d’autres actes de dévotion et de pénitence leur communion spirituelle avec les deux séquestrés. « Offrons des prières, des Messes, des supplications et des jeûnes – peut-on lire dans le message envoyé par le patriarche à toutes les communautés syro-catholiques de par le monde – dans l’espoir que le Père Mourad soit libéré et revienne bientôt dans sa paroisse ». Dans le texte, parvenu à l’Agence Fides, le patriarche invite tous les fidèles à « être fermes dans la foi, dans l’espérance et dans la confiance dans le Seigneur et dans les promesses qui ne déçoivent pas, en suppliant la Mère de Dieu et tous les saints martyrs et confesseurs pour la libération du Père Mourad. En la solennité de la Pentecôte, demandons à ce que l’Esprit Saint nous illumine, nous console et nous garde ».

Source : Agence Fides (25 mai)

A Fraude chamada Mário Soares

24 de maio de 2015

ABRA O PDF ABAIXO:

mario soares farsa

Como um cristão responde a repórter comunista defensor de homossexual aqui e omisso quanto a morte de homossexual em países muçulmanos

22 de maio de 2015

Deve ser mais uma das milhares de notícias falsas – bom demais pra ser verdade

22 de maio de 2015

10628609_644018515700145_3287367745185120062_n

Satanismo e Genocídio de Cristãos corre frouxo na Síria

22 de maio de 2015

Les premières photos de nous parviennent…

CFmhDqCWAAApxPx

Aborto Forçado, Trabalhos Forçados, corte marcial, recrutamento de menores – As Farcs do PT

21 de maio de 2015
Publicado em 21/05/2015 às 10:05 – Atualizado em 21/05/2015 às 10:05

FARC realizam até mil abortos forçados por ano, apontam investigações

A maioria dos abortos são realizados em acampamentos da guerrilha no meio da selva por médicos improvisados

Guerrilheira das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - FARC (Reprodução)

Guerrilheira das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – FARC (Reprodução)

Informações obtidas a partir de e-mails e documentos internos das FARC em computadores apreendidos por autoridades colombianas e das confissões dos próprios guerrilheiros revelam um número elevado de abortos forçados entre as mulheres guerrilheiras.

Em um ano, a média de abortos forçados no grupo rebelde gira em torno de mil, afirma um artigo publicado no jornal colombiano El Espectador, que declara ter tido acesso a vários e-mails que contém relatórios internos das FARC em que são registradas as curetagens e os nomes dos médicos que os praticaram, bem como depoimentos das guerrilheiras que se atreveram a deixar registrar os abortos.

Leia também:
As FARC e suas vítimas mulheres
Parlamentar e juízes colombianos são ameaçados pelas FARC
Farc usam redes da Al Qaeda para contrabandear cocaína em Sahel

O artigo explica que a maioria dos abortos são realizados em acampamentos da guerrilha no meio da selva por médicos improvisados que ministram misoprostol com “dois comprimidos a cada quatro horas até que ocorra o aborto.”

Um pesquisador consultado pelo jornal afirma que aproximadamente a cada 36 horas uma guerrilheira é forçada a ter relações sexuais com um líder das Farc e que em alguns casos tiveram de fazer até cinco curetagens, e “aquela que se recusa a fazer é submetida a uma corte marcial e a fuzilam ou lhe impõem trabalhos forçados para obrigá-la a abortar”.

A mesma fonte afirma que “para cada guerrilheira estima-se que entre cinco e sete guerrilheiros podem ter relações sexuais com ela durante sua militância.”

Em um e-mail endereçado a Mono Jojoy e interceptado em 2006, o então comandante das operações militares declarou: “O planejamento é obrigatório e nos casos de gravidez (tem que) fazer a curetagem. Deve-se manter em segredo as áreas dos hospitais urbanos para evitar que as pacientes saibam onde estão. Apenas em casos de extrema gravidade, pode-se levá-las à cidade. ”

Em outros e-mails se falava com muita naturalidade sobre esta prática: “Nós propomos fazer curetagem em duas guerrilheiras de 40 anos e uma de Juan José Rondón”, ou “Camarada Jorge, saudação fraterna: a curetagem de Sofia foi realizada. Ela estava grávida de três meses” ou “camarada Manuel (Marulanda), Sandra assustou uma guerrilheira que estava grávida e não aceitava a curetagem. O nervosismo fez com que abortasse e então ela escapou de uma corte marcial. Que tal?”.

Uma ex-guerrilheira das FARC contou que apenas as companheiras do comandante tem privilégios e a possibilidade de ter filhos. “Todas as outras são obrigadas a fazer abortos forçados. Se elas se recusam, eles as obrigam a fazer trincheiras ou carregar lenha. ”

Geralmente, as guerrilheiras abusadas não fazem denúncias, elas têm medo. Algumas não denunciam porque dizem que não têm como provar um ou dois abortos de anos atrás. Algumas acabam infectadas com AIDS ou doenças sexualmente transmissíveis, publicou o El Espectador.

“A questão é se alguma delas está disposta a falar. Aquelas que confessam terem feito um aborto podem sofrer consequências penais no âmbito da legislação em vigor”, declarou Pilar Rueda, defensora dos direitos das crianças, da juventude e das mulheres, ao jornal.

“Ao recrutar meninas, inclusive de 12 ou 13 anos, eles as doutrinam dizendo que é parte da causa revolucionária. É uma farsa. Isto é um crime e temos que torná-lo visível. A questão do aborto é um mito dentro da guerrilha”, concluiu um agente de inteligência consultado pelo El Espectador.

O SILÊNCIO DOS OMISSOS

21 de maio de 2015
Haitianos já tem título de eleitor e foram instruídos a votar no PT

HAITIANOS JÁ TEM TÍTULO DE ELEITOR E FORAM INSTRUÍDOS A VOTAR NO PT

O país escancarou suas fronteiras para 50 mil haitianos entre abril e maio desse ano. Pessoas sem qualificação ou estudo vieram buscar oportunidades no Brasil. Tudo muito estranho. Qual o interesse do Brasil em receber essa gente e qual o interesse dessa gente no Brasil? O Repórter da TV Amazônia News, Roberto Oliveira, foi atrás desse mistério e descobriu, após pesquisar no cartório e nos registros do Tribunal Regional Eleitoral do Acre que esses imigrantes possuem dupla cidadania e puderam fazer o título de eleitor, dentro do prazo legal para votarem nas eleições de outubro de 2014, que terminava em 5 de maio.

O PT previu que a disputa eleitoral será muito acirrada, e que qualquer voto a mais poderá fazer a diferença. No caso de uma derrota petista (que é muito provável), sabemos que haverá uma guerra civil, pois o PT irá declarar fraude e não irá entregar o poder. O repórter conversou com um desses imigrantes, que confirmou que veio ao Brasil após ser abordado por “gente do governo” que esteve no Haiti atrás de homens que topassem votar no partido em troca de abrigo, mas dispostos a lutar em caso de guerra.

O incrível racismo do travesti Michelle Obama

21 de maio de 2015

By TPIWriter | 316,458 views

1michelle-bet

Liberals are the ones that claim conservatives are racists. But what must they think of First lady Michelle Obama who spoke at an event hosted by Black Entertainment Television (BET), proclaiming “Black girls rock!”

What does that mean? What about Hispanic women? Or Asian women? Or White women? Why is Michelle using her platform to single out a race this way? This doesn’t seem appropriate:

NEWARK, N.J. (AP) — First Lady Michelle Obama celebrated the beauty, power and tenacity of black women while spreading her own message of education for girls at Black Girls Rock!, an annual event honoring trailblazing women of color from all walks of life.

“No matter who you are, no matter where you come from, you are beautiful,” Obama told the crowd, which included many young black girls.

“I am so proud of you. My husband, your president, is so proud of you,” she added. “We have so much hope and dreams for you.”[…]

Obama got arguably the night’s loudest ovation as she came on stage and declared “Black girls rock!” — the slogan and name of the organization founded by Beverly Bond. It is designed to uplift young black girls, a group that often has difficulty finding positive and reaffirming images of themselves in the world.

As BizPacNews said:

Imagine former first lady Laura Bush standing on stage, saying, “White girls rock!”

Of course, Laura Bush would never say something so terrible, as she is classy and respectful.

What do you think of Michelle’s racial comments? Please tell us in the comments section.

Read more: http://www.thepoliticalinsider.com/michelle-obama-just-said-something-incredibly-racist-at-the-bet-awards-not-classy/#ixzz3anXB5rnM

Rui Barbosa fala de Corrupção – Não era ainda CorruPTção

16 de maio de 2015

“Regimens há, que são verdadeiras senzalas morais, onde as almas corruptas de servir se nutrem da corrupção, no ar corrompido que as envolve. No ambiente livre não há exalações, que perdurem. A luz, o vento, o oxigênio tudo levam, ou limpam, tudo regeneram, ou depuram. Mas debaixo das telhas, onde vegeta a mirra a servidão, não há miasma, que não pegue, não vingue, não se eternize. Cada um dos que vão chegando, se aduba dos outros; com eles se cruza, e recruza; novas espécies lhes surgem do coito sutil; de hibridação em hibridação, de multiplicação em multiplicação, um mundo incalculável de malignidades se enxameia, coalha o ar, o desoxigena, e acaba por o tornar irrespirável.”

“Todos têm notícia de que o Código Penal pune, em artigos distintos, o furto e o suborno. Todos conhecem que o suborno e o furto são crimes de cadeia. Todos vêem o que tirando o alheio, para subornar, se junta com o suborno do furto. Ninguém ignorará, pois, que subtraindo valores da nação, para corromper, se cai, a um tempo, em corrupção e litrocínio. Se o corrompido não é funcionário, não chega a ser suborno a corrupção. Mas, se o funcionário é o corruptor, e corrompe, roubando o Estado, não escapa do peculato, que vem a ser, ao mesmo, corrupção e patrocínio.”

“Na publicidade, lado a lado com os grandes órgãos onde se guarda a herança do pudor, o sagrado fogo de Vesta, abriram-se as casas de mancebia política, teúda e manteúda com o dinheiro público, donde saem à praça, tais quais messalinas transfiguradas, no carnaval, em gênios, anjos e deidades, as mais feias culpas do governo, engalanadas, com as mais finas jóias da palavra, em atos meritórios e rasgos exemplares. É a corrupção das consciências, exercida, não à penumbra das alcovas, como os vícios pudendos, nos alcoices, pelos libertinos, mas à luz da publicidade, justamente com aliciação da publicidade e em prostituição da publicidade. Todo o mundo conhece, nomeia, censura os que compram e os que vendem. Mas o abuso passa a uso, a ignomínia se torna em gala, a condescendência acaba, afinal, por envolver com os honestos e limpos os prostituidores e prostituídos.”

“A corrupção gravemente perniciosa é a que assume o carácter subagudo, crônico, impalpável, poupando cuidadosamente a legalidade, mas sentindo-se em toda a parte por uma espécie de impressão olfativa, e insinuando-se penetrantemente por ação fisiológica no organismo, onde vai determinar diáteses, irremediáveis.”

“O que aumenta ainda o meu espanto, é que, sendo apenas um beca [O Doutor Francia, presidente do Paraguay cuja mãe nasceu em Mariana-MG] este homem capitaneou soldados com o pulso de um rijo cabo de guerra, e, para adquirir tamanha ascendente sobre eles, o seu meio não foi a avidez, mas a disciplina. Não encanou o tesoiro para a algibeira dos batalhões; não adiantou soldos; não os dobrou, ou triplicou; não choveu gratificações e graças sobre a massa armada; não desviou os militares da fileira para os mais apetecíveis cargos civis: pôs-lhes as armas na mãos, exercitou-os, aguerreou-os, preparou-os, para combaterem o estrangeiro e o selvagem, o crime e a invasão. Não quis acompadrar-se com os quartéis: dominou-os. Imaginou que se aviltaria, se se acamaradasse pela corrupção com os que deviam obedecer-lhe pelo respeito. Supôs que o soldado era mais dúctil aos impulsos do dever e da honra do que aos do vício e da cobiça. Quis manter na altura dos sentimentos desinteressados os defensores profissionais do território e da autoridade. Acreditou que o suborno envilece tanto a mão que o paga, como a que o recebe. Teve mais medo à lama que às balas. Que insensato espécimen de anomalias morais este produto paraguaio! Sob uma ditadura militar vasada em finos moldes, aposto que esse Marechal de toga não teria as honras de major.”

“Quer-se curar a crise econômica, a crise financeira, a crise administrativa, e se descura a verdadeira crise: a crise do carácter, da consciência e do pudor, a crise moral, social e humana. Esta não se alcançará sanar, senão saneando o ambiente, ozonando a atmosfera, isto é, acabando com os governos da força e da incapacidade, que, pelo seu princípio mesmo, pela necessidade ingênita à sua natureza, têm de ser, inevitavelmente, governos de injustiça, mentira e corrupção.”

“Partidos sem princípios geram estadistas sem fé, os quais por sua vez constituem governos sem unidade moral, cujo interesse consiste em alimentarem a corrupção das suas maiorias, com quem vivem da permuta de favores, sem a fadiga da luta pelas idéias, pelo progresso e pela honra.”

“O processo de elaboração dos nossos orçamentos degenerou numa verdadeira orgia. Como remediar essa corrupção do regímen, até onde, ao menos, a ação das leis pode suprir a moral dos seus executores? Haverá mal de mais urgente cura, exigência de atualidade mais palpitante? Nos países onde essa enfermidade é menos sensível, menos adiantada, menos escandalosa que entre nós , aí mesmo, como nos Estados Unidos, políticos, financeiros e constituicionalistas já se unem e empenham no intuito de encontrar e fixar a medida reparadora.”

“Há esperança e […] esperanças, Sr. Presidente. A esperança cristã, a esperança do homem forte deve residir na confiança de seu espírito em si mesmo, no seu trabalho, em sua energia moral, no valor de sua individualidade em associação com seus semelhantes. A outra é a esperança dos degradados, dos fatalistas, dos miseráveis, dos aniquilados pela corrupção de sua natureza!”

“Preguei, demonstrei, honrei a verdade eleitoral, a verdade constitucional, a verdade republicana. Pobres clientes estas, entre nós, sem armas, nem oiro, nem consideração, mal achavam, em uma nacionalidade esmorecida e indiferente, nos títulos rotos do seu direito, com que habilitar o mísero advogado a sustentar-lhes com alma, com dignidade, com sobrançaria, as desprezadas reivindicações. As três verdades não podiam alcançar melhor sentença no tribunal da corrupção política do que o Deus vivo no de Pilatos.”

“De todas as liberdades, a do pensamento é a maior e a mais alta. Dela decorrem todas as demais. Sem ela todas as demais deixam mutilada a personalidade humana, asfixiada a sociedade, entregue à corrupção o governo do Estado.”

“Nenhum país salva a sua reputação com os abafos, capuzes e mantilhas da corrupção encapotada.”

“A obsessão dos nossos adversários e a sua moral está em se incrustarem, de todo modo, nas posições, donde agenciam a sua fortuna, traindo o país com o exercício da mentira habitual e da prostituição convencida. E isso há de ser a perdição deles. A nossa lei, pelo contrário, e a nossa idéia constante é desprezar as situações onde não se ganhe a prosperidade senão a expensas da vergonha, e, praticar a todo o transe a intransigência no culto da verdade, na guerra à corrupção. E daqui esperamos a salvação para nós, como para a nossa terra. Tudo porque eles não crêem no Deus da verdade, que é o único Deus; e nós pomos nesse Deus toda a confiança.”

  • O Brasil não é ‘isso’. É ‘isto’. O Brasil, senhores, sois vós. O Brasil é esta assembléia. O Brasil é este comício imenso, de almas livres. Não são os comensais do erário. Não são as ratazanas do Tesoiro. Não são os mercadores do Parlamento. Não são as sanguessugas da riqueza pública. Não são os falsificadores de eleições. Não são os compradores de jornais. Não são os corruptores do sistema republicano. Não não os oligarcas estaduais. Não são os ministros da tarraxa. Não são os presidentes de palha. Não são os publicistas de aluguer. Não são os estadistas de impostura. Não são os diplomatas de marca estrangeira. São as células ativas da vida nacional. É a multidão que não adula, não teme, não corre, não recua, não deserta, não se vende. Não é a massa inconsciente, que oscila da servidão à desordem, mas a coesão orgânica das unidades pensantes, o oceano das consciências, a mole das vagas humanas, onde a Providência acumula reservas inesgotáveis de calor, de força e de luz para a renovação das nossas energias. É o povo, num desses movimentos seus, em que se descobre toda a sua majestade.”

“Em um Estado corrupto não se pode manter um exército são e obediente. O pretorianismo é a conseqüência necessária do cesarismo.”

“A benemerência que se granjeia, defendendo ou restaurando o território da nação, não confere a ninguém o privilégio de lhe transgredir as instituições fundamentais. A mesma reverência filial não me obrigaria a encobrir, ou dissimular, as minhas convicções, em matérias que interessem às leis orgânicas do país. A escola que nos ensina a sacrificá-las aos heróis, ou aos beneméritos é uma escola de moral degenerada, espúria e corruptora.”

“Os inimigos mais eficazes e perniciosos da União são os gestores interesseiros e infiéis do seu patrimônio, os ministros incapazes, as administrações arbitrárias, os governos inconsiderados, caprichosos ou corruptos, cujos atos imorais a lesam, cujas concessões escandalosas a arruinam, cujos golpes de força contra direitos, legais ou contratuais, de toda a ordem, contra ela, criam responsabilidades, autorizando essas reivindicações, essas restituições, de que depois se queixam os seus causadores. Que fazem, pois, senão advogar, positivamente, contra a União, os que não advogam, na Câmara e no Senado, senão os seus próprios interesses, a manutenção dos seus lugares, pactuando com todos esses governos, todas essas administrações, todos esses ministros, em todos os seus abusos e excessos, em vez de lhes oporem os embargos da lei, e da Constituição e do interesse nacional?”

ACREDITE SE QUISER

15 de maio de 2015

Fidel Castro Rúz está morto há muitos anos.

Seu irmão Ramón é quem está se passando por Fidel.

CFFIsTLWYAEAj7y