Posts Tagged ‘rio de janeiro’

O Brazil de Hontem – e – O Brasil de Hoje

27/09/2013

Ontem:

ELITE BRANCA QUE NÃO DAVA OPORTUNIDADE AOS POBRES DE ESTUDAREM

NÃO DAVAM OPORTUNIDADES

0000r

HOJE – UM PAÍS LIVRE DA ELITE BRANCA:

1375128_523248821097478_1146331577_n

467d1-farc

534341_552073938173357_1665854702_n

O Brasil de joelhos

20/09/2013

Em 18 de Setembro de 2013 o Brasil foi ajoelhado pelo poder da Foice e do Martelo que se instalou nas entranhas da Corte Máxima da nossa Justiça, o Supremo Tribunal Federal.

A falta de esperança na justiça deste país está estampada no semblante de cada brasileiro e brasileira que ficaram mudos quando o defensor obstinado dos bandidos mensaleiros, proferiu, que estes tem direito a um segundo julgamento.

Se a maioria do Supremo Tribunal Federal já está cooptada ao PT, a quem devemos recorrer para nos tirar deste lamaçal, ao Papa Francisco, que nos cobrou uma postura mais revolucionária ou às Forças Armadas Brasileiras ??

554546_4866884370544_441816313_n

Excelentíssimos senhores Enzo Peri – Ministro do Exército, Juniti Saito – Ministro da Aeronáutica e Julio de Moura Neto – Ministro da Marinha, a população ordeira deste país percebe que o bandidismo reina livremente em todos os cantos deste solo pátrio, inclusive no STF,com um agravante, agora estamos desarmados, caso a covardia tenham lhes tomado o corpo, teremos toda a parcimônia e entenderemos, mas pedimos encarecidamente apenas duas coisas :

SEUS SOLDADOS E ARMAS para tirarmos todos os bandidos do poder, serviço este, que os senhores já deveriam ter feito.

A Pátria Amada agradece !

Edson U Curió

Para não perder tempo – Quando falar com um petista – diga de saída: Eu sou reacionário

19/09/2013
Por que a esquerda sempre faz uma oposição histérica a toda e qualquer ínfima medida ou iniciativa que seja por ela tida como “antiprogressista” ou, pior ainda, “reacionária” e contrária ao seu “projeto de poder”?

Os comunistas, ao menos em sua clássica fase leninista, ansiavam por uma revolução violenta e apocalíptica que destruiria o estado capitalista e levaria à ditadura do proletariado. Já os mencheviques — social-democratas ou neoconservadores —, fieis ao seu ideal “democrático”, sempre se sentiram um tanto desconfortáveis com a ideia de revolução, preferindo muito mais a “evolução” gradual produzida pelas eleições democráticas. O estado deve ser totalmente aparelhado por intelectuais partidários e simpatizantes, de modo a garantir a continuidade da longa marcha gramsciana da conquista das instituições culturais e sociais do país.

Daí a desconsideração pelos gulags e pela revolução armada. Por isso o desaparecimento de seus primos (e concorrentes) bolcheviques não ter sido lamentado pelos social-democratas.

A esquerda se torna histérica sempre que percebe a ameaça de uma pequena reversão nesta sua inexorável marcha ao poder total, retrocessos estes que sempre são rotulados, obviamente, de “reações”.

Na visão de mundo tanto de comunistas quanto de social-democratas, a mais alta — desde que “progressista” — moralidade é se mostrar não apenas um defensor, mas também, e principalmente, um entusiasmado fomentador da ‘inevitável próxima fase da história’. É ser a “parteira” (na famosa expressão de Marx) desta fase.

Da mesma forma, a mais profunda, se não a única, imoralidade é ser “reacionário”, ser alguém dedicado a se opor a este inevitável progresso — ou, pior ainda, alguém dedicado a fazer retroceder a maré, a restaurar costumes enraizados, a “atrasar o relógio”.

Quem vai vencer essa guerra? Não se sabe. De que lado está a maioria da população? Certamente perdida, disponível para quem chegar primeiro. A maioria está confusa, vagando de um lado para o outro, dividida entre visões de mundo conflitantes. Ela pode pender para qualquer lado.

Durante suas inúmeras batalhas faccionárias dentro do movimento marxista, Lênin certa vez escreveu que há dois grupos batalhando, cada um formado pela minoria da população, sendo que a maioria está no centro, e é formada justamente pelas pessoas confusas, às quais ele se referiu como O Brejo. A maioria da população hoje está confusa e constitui O Brejo; estas pessoas estão no terreno no qual a maioria das batalhas será disputada. E a metáfora é corretamente militar. Trata-se de uma batalha de vida e morte pelo formato do nosso futuro.

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1292

Da Série: ANTI POLITICAMENTE CORRETO : 8 besteiras financeiras que os homens fazem por causa de mulher

19/09/2013

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

http://www.vidaruimdepobre.blogspot.com.br/2013/09/8-besteiras-financeiras-que-os-homens.html

1337124313979

O cheiro, o cabelo, a pele macia, esse olhar, esse charme são seu maior inimigo na busca pelo milhão

Vou listar para você, pobretão do meu Brasil, as besteiras financeiras mais comuns que homens cometem devido mulher. Sua independência financeira tem como obstáculo sim as mulheres.

1 – Comprar carrão para impressionar mulher

Você já parou pra colocar na ponta do lápis a quantidade de mulheres que você comeu devido seu carro (seja por impressioná-las quanto pela locomoção) e a quantidade de mulheres que você comeria com o dinheiro do carro? É fácil fazer essa conta: Vamos supor que você seja um retardado brasileiro padrão e vá comprar um carro zero de nível médio pra top e gaste 55.000 reais. Bem, você irá fazer prestações de 1.000 reais com juros elevando o preço pra quase 70.000 reais pagando 15.000 de juros. Você terá por ano IPVA, manutenção e gasolina. Com 1000 reais você come 10 mulheres por 100 reais por mês. Você come 4 mulheres tops por 250 reais por 1 hora. Você come 17 mulheres por 60 reais meia hora. Se você não está comendo ou com ficantes sexuais nesses números você cometeu um grave erro. De fato você está mais pobre e menos rico cada vez que passa com seu carrão depreciando na sua garagem. Carrão como eu quero (Camaro que é meu sonho) só quando você já estiver com muita grana sobrando.

2 – Pagar cursos, faculdade ou sustentar mulheres concurseiras

Este erro é comum com homens mais velhos casados com mulheres mais novas ou casados. É comum que homens paguem a faculdade ou sustentem otárias que querem ficar de boa em casa decorando leis e regras de português para passar em um concurso. É engraçado já que NENHUMA mulher faz isso por um homem (pagar faculdade e sustentar concurseiro) mas o que mais acontece é homem fazendo isso. Este erro é gravíssimo porque? Primeiro você está jogando grana fora num investimento de risco que é dar para sua mulher a chance de:

– Foder alfas na faculdade e se apaixonar por homens mais jovens (sim elas vão dar beijinhos em gatinhos nos happy hours de faculdade);

– Quando formadas ou quando passarem em concurso elas não irão lhe ajudar em casa com as contas. Elas vão pagar uma coisa ou outra mas a merda toda continuará nas suas costas. As que se formarem e irem pra iniciativa privada irão lhe trair com o colega alfa e com o chefe. As concurseiras irão fazer pouco de você e se acharão o máximo caso ganhem próximo, igual ou mais que você. Você se tornará descartável e os milhares de reais gastos com elas terminarão em um divórcio violento ou num adultério humilhante.

Só otários sustentam suas mulheres em faculdade ou concurseiros.

3- Comprar imóveis/comprar imóveis caros/móveis/reformas da casa

“Quem casa quer casa”. O delírio feminino por um apartamento/casa própria de qualidade pressiona homens a imobilizarem sua renda em prestações insanas ou em imóveis caríssimos com condomínios caros. O fazem gastar rios de grana em reformas, móveis, quadros entre outras besteiras pois a mulher o pressiona de forma violenta a gastarem tudo na casa. Esse erro é gravíssimo já que o maior gasto em vida de um homem são dois como já falei aqui: Filhos e imóvel. De fato a compra do imóvel por significar que você não ficará rico nunca mais. Não adianta vir com papo de valorização. Você se vender irá ter que comprar outro lugar tão bom quanto o atual e nenhuma mulher aceita algo pior do que tem hoje.

4- Não casar com separação total de bens

Já falei aqui neste post. Resumindo: Você tem que ser muito, mas MUITO burro pra casar com separação parcial de bens. Homens que não concordam normalmente se enquadram nestas categorias: Esquerdistas de merda; Universitários sonhadores; feministas de merda; Sonhadores problemáticas; Homens que não fazem sexo faz muito tempo

5- Namorar à distância

Isso é um erro pois o peso das viagens, hospedagem e locomoção sempre ficam nas costas dos homens. Raro elas fazerem isso e quando o fazem só depois de muito tempo quando as coisas estão firmes. Sem falar nas traições que você irá tomar pelas costas já que toda mulher tem alfas por perto dando em cima querendo dar umazinha com elas e elas não resistem.

1371844776315

6- Dar presentes muito caros (carro, viagens, joiás)

É de matar ver homens dando carros, viagens caras, levando para super restaurantes. São gastos que não voltam e não terão nenhum efeito na mulher por mais de 1 mês. Depois disso ela vai querer mais e os níveis de amor, serotonina, dopamina e felicidade voltarão aos patamares anteriores e você para superar esses sentimentos não terá o que mais fazer. Mulheres são seres extremamente ingratos, interesseiros que estão sempre olhando para o melhor negócio (homens) para fazerem a troca acesso à sua buceta X benefícios financeiros/status/proteção.

7- Sustentar/ter amante

Ter amante é uma burrice. No começo pode ser legal, faz bem pro ego, dá um ânimo na vida pois relembra que você é um homem, com desejos sexuais e sente admirado de novo já que sua esposa caga e anda pra você faz anos. Mas com o tempo você terá 2 mulheres pra sair, 2 pra sustentar, 2 pra aturar, 2 pra dar presentes. É muito melhor para os infiéis que usem putas fixas que com o tempo diminuirão os preços e não necessitarão de presentes ou saídas do que ter uma amante. Amante é coisa do passado e para quem não é rico, burrice.

8- Gastar muito em puteiros

Esse eu cometi demais. É preciso tomar cuidado com o dinheiro gasto com as putas pois o vício pode vir e ele é perigoso. É preciso estabelecer um orçamento específico pra elas e não passar disso.

E aí, quais erros você já cometeu ou vê homens cometendo? Que outros erros financeiros homens cometem por mulher?

Forte abraço!

Patriotas pedem Intervenção Militar-Já – As Forças Armadas Perante a Nação! Convocação: Consulte a sua Consciência!

14/09/2013

dia do soldado 2

Você brasileiro, que ama sua Pátria, e guarda consigo os valores morais aprendidos em casa, independente de ser civil ou militar, tem o dever cívico de ler, anuir, compartilhar e participar com sua família desta convocação.

Como todos sabem, amanhã é o dia do soldado, e nós soldados não temos nada a comemorar. Por esta razão não havia data mais propícia para divulgar esta mensagem, do que na véspera deste glorioso dia.

Que categoria profissional está satisfeita com a política social, previdenciária e de carreira que nos tem sido imposta pelo governo? Quem, em sã consciência, vê com naturalidade a contratação de médicos cubanos, ao arrepio das nossas leis trabalhistas, em regime de semi-escravidão, com o claro propósito de mandar recursos para ajudar a manter o regime comunista de Fidel Castro?

Quem não se estarrece com a parcimônia da chamada “oposição” política brasileira frente a essas aberrações?

Quem não perde a fala ao observar que, não só os 3 Poderes da nossa “República”(???), mas até nossos Comandantes Militares violam a Constituição do país, ao se negarem a submeter-se à aposentadoria compulsória, visto que os três já passaram dos setenta anos de idade?

O que podemos esperar quando, na contramão das melhorias pedidas pelo povo para a Educação, o governo quer adequar o ensino brasileiro à mediocridade cubana, formando zumbis para pensarem e agirem numa única ocupação, cerceando-lhes a livre expressão do pensamento?

Quem consegue educar seus filhos hoje em dia sem sofrer a nefasta influência midiática que a todo instante divulga valores amorais e imorais como familiares?

SE VOCÊ JÁ CANSOU DE TUDO ISSO, E SABE, COMO TODOS NÓS, QUE DAS MANIFESTAÇÕES DE JUNHO NADA RESULTOU A NÃO SER A APROPRIAÇÃO DAS IMAGENS PELOS PARTIDOS POLÍTICOS OPORTUNISTAS (NO CASO, TODOS), NÃO DEIXE DE PARTICIPAR DA GRANDE MANIFESTAÇÃO PÚBLICA E PACÍFICA DE 7 DE SETEMBRO EM TODO O BRASIL.

NO RIO DE JANEIRO ESTAREMOS ESPECIALMENTE OCUPANDO A ARQUIBANCADA DE FRENTE AO PALANQUE DAS AUTORIDADES as 06:00h DO DIA 07.09, A MESMA ARQUIBANCADA OCUPADA PELOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES EM SETEMBRO DE 2011.

E PARA OS QUE DIZEM QUE NÃO TEMOS OBJETIVOS COMUNS, CLAMEMOS POR:

1) APOSENTADORIA COMPULSÓRIA DOS 3 COMANDANTES MILITARES;

2) IMPEACHMENT DE DILMA E RENÚNCIA DE TODOS OS SEUS INCOMPETENTES MINISTROS;

3) REORGANIZAÇÃO DO ESTADO PELAS FFAA, PREPARANDO-O PARA ELEIÇÕES GERAIS EM 60 DIAS;

4) PRISÃO IMEDIATA DE TODOS OS MENSALEIROS E AFASTAMENTO DE TODOS OS FICHAS SUJAS DOS 3 PODERES E EM TODOS OS NÍVEIS DE CONTRATAÇÃO.

5) VALORIZAÇÃO NÃO SÓ DA CARREIRA MILITAR, MAS SIM DE TODAS, E DA MERITOCRACIA.

COM ESSAS BANDEIRAS O BRASIL REPUDIARÁ DE UMA VEZ POR TODAS O COMUNISMO DE NOSSO SOLO SAGRADO.

VISTAM-SE DE VERDE E AMARELO E VENHAM PARA AS RUAS NESSE DIA. A FESTA É DO POVO BRASILEIRO E NÃO DOS COMUNISTAS QUE ESTÃO NO PODER.

“Só os covardes se omitem”

Att

Marcelo Machado
Presidente da Associação Nacional dos Militares do Brasil – ANMB

Revolução comunista em marcha em Floripa

06/09/2013

sexta-feira, setembro 06, 2013

REVOLUÇÃO BOLIVARIANA NA ILHA DA MAGIA: GRUPOS DE AGITADORES COMUNISTAS ATACAM EM FLORIANÓPOLIS E ESPALHAM O TERROR..

O jornal Ilha Capital traz em sua última edição uma reportagem especial que revela aquilo que a grande imprensa catarinense escamoteia, ou seja, a invasão de Florianópolis, a capital do Estado catarinense, que fica na maior parte sobre a Ilha de Santa Catarina por organizações que podem ser qualificadas de MST urbano. Seus integrantes constituem uma horda de desordeiros ligados ao PT e seus satélites.
Na abertura da reportagem, Ilha Capital anota que em entrevista recente o empresário Hélio Bairros, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil da Grande Florianópolis (Sinduscon), alertou sobre a chegada das Brigadas Populares em Floripa. Para ele essa “é mais uma preocupação e um desafio para o poder público” porque “essa gente vem para o enfrentamento” e “já está ocupando terrenos urbanos”.
Transcrevo na íntegra a excelente reportagem do Ilha Capital que serve para demonstrar que os cidadãos de Florianópolis que se informam por meio dos grandes jornais e emissoras e rádio e televisão, estão muito mal informados. Especialmente a maioria dos empresários e autoridades municipais e estaduais.
Florianópolis é uma panela de pressão pronta para explodir, por conta da incúria das autoridades que permitem a proliferação desse grupos de viés comunista que espalham o terror na capital catarinense agasalhados sob o deletério manto do pensamento politicamente correto. Essas autoridades são as responsáveis pela insegurança em que vivem os cidadãos de Florianópolis que agora também têm as suas propriedades sujeitas a invasões.
Transcrevo na íntegra a matéria do jornal Ilha Capital, que também pode ser lido no site desta publicação clicando no link ao final do texto. Leiam:
O alerta do presidente do Sinduscon se refere às manifestações de protesto promovidas no início de agosto contra a administração Cesar Souza Júnior (PSD). Elas ocorreram porque, depois dos oito anos de omissão conivente da gestão Dário Berger, a equipe de fiscalização da Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis (FLORAM) botou abaixo quatro barracos em construção por invasores – que se identificam pelo codinome de “Ocupação Palmares” -, sobre áreas de proteção ambiental e de alto risco na região da Serrinha, no maciço de favelas do Morro da Cruz. Cerca de 25 outras famílias de migrantes continuam dividindo nove barracos no local. Elas até concordam em não refazer os barracos, desde que os sem-teto sejam indenizados e realocados pela Prefeitura. Mas tem que ser na mesma região. Apoiados por vereadores de esquerda, depois de uma reunião no gabinete do vereador petista Lino Peres, manifestantes ameaçaram e chegaram a “pedir a cabeça” de Elisa Neli Rehn, gerente de Licenciamento e Fiscalização da Floram e responsável pelas operações.
Em novembro do ano passado, tão logo anunciada a vitória de Adeliana Dal Pont (PSD) no município de São José, a futura prefeita passou a ser pressionada por um grupo de representantes de cerca de 200 sem-teto, que semanas antes haviam invadido uma área particular de quase 92 mil metros quadrados no bairro Serraria, desde então identificada pelo codinome de “Ocupação Contestado”.

Polícia intertita e desmonta barraco erguida em propriedade particular. A ocupação de propriedades privadas afeta também áreas de preservação, mas os ecochatos calam acumpliciados com as organizações comunistas que infestam Florianópolis

Em vias de explusão, eles exigiam “uma solução para o seu problema de falta de moradia digna”. Segundo os militantes, a invasão só ocorreu porque o então prefeito Djalma Berger teria prometido que, se reeleito, desapropriaria o terreno para transformá-lo em um loteamento de baixa renda. Então, toda aquela gente de bem resolveu que era melhor invadir logo de uma vez para garantir o seu quinhão, furando a fila dos trouxas que optam por obter os seus direitos na forma da legislação. Não bastasse isso, passadas as eleições, eles exigem que a eleita cumpra uma suposta promessa do candidato derrotado. São os tempos sombrios em que vivemos…

Esses furdunços são organizados e orquestrados por um movimento político-ideológico com matriz em Belo Horizonte, que se identifica como Brigadas Populares/SC. Elas já atuam em outros três estados – Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro – sempre se articulando com movimentos revolucionários afinados com os círculos bolivarianos. Em Florianópolis, agem em parceiras com denominações como Bandeira Negra, Passe Livre e Ponta do Coral 100% Pública entre tantas outras, além de gabinetes de políticos esquerdistas.
Os brigadistas se tratam como “camaradas” e seu objetivo “é formar uma militância revolucionária caracterizada por sua disciplina consciente, compromisso, capacidade de iniciativa e compreensão da análise materialista, dialética e histórica da realidade”, porque “a forma de organização deve sempre atender às necessidades da luta de classes”. É que a intenção dos valentes – veja só! – é a “transformação revolucionária”, pela constituição de uma “unidade aberta”, que impulsione o surgimento de “uma nova maioria política e social (…) de caráter nacional, popular e socialista”, na qual “os trabalhadores se estabelecem como força dirigente”. A “Revolução Brasileira para um Brasil Socialista (…) como a aspiração mais elevada das massas populares (…) será obra do povo (…) em sintonia com o movimento internacional dos trabalhadores e trabalhadoras”, diz o manifesto das Brigadas Populares, em novembro de 2011.
O Jornal Ilha Capital teve acesso a uma cópia dos roteiros que as lideranças da Ocupação Palmares receberam das Brigadas Populares, com as instruções de alinhamento do discurso dos manifestantes, principalmente frente à imprensa. O documento expressa claramente o projeto de “outras ocupações e novos movimentos de reivindicação” que levem à criação de um “poder popular” na luta pela “revolução social” de “um mundo sem divisão entre classes sociais ou qualquer outro tipo deopressão” (negritos no original).
O brigadista responsável pela Ocupação Palmares, no Morro da Cruz é o paulista graduado em Economia pela UFSC, Vitor Hugo Tonin. Ele diz que “trabalha na UFSC” e nas férias passou um mês na Venezuela. O brigadista da Ocupação Contestado é o paulista Jonathan Henri Sebastião Jaumont, o “Jojo”, graduado em Serviço Social pela UFSC. Eles integram a Frente de Trabalho pela Reforma Urbana em Florianópolis, que já se articula com invasões mais antigas para ampliar suas atividades, aumentar a visibilidade e ampliar a notoriedade. A imprensa trata de forma vaga e casual a presença desse ente de agitação, como se fosse algo tão natural e inocente, que a opinião pública não precisa preocupar-se em saber mais e melhor sobre o assunto.
O Jornal Ilha Capital se encarrega de cobrir essa lacuna com informações consistentes. Aqui não há jornalistas jovenzinhos recém diplomados nos antros marxistas da UFSC. Conhecemos o método desses movimentos, nos quais supostos pacíficos de cara limpa e baderneiros de balaclava são estratégias de um mesmo plano de ação: suas pequenas intervenções para constranger autoridades são só o aperitivo. O banquete deles é a democracia estraçalhada: atrapalhar a vida da população ordeira, tumultuar a rotina das pessoas de bem, paralisar a cidade, provocar a polícia até o intolerável. Tudo em nome da revolução socialista para a implantação da tirania comunista.
Terrorismo em Florianópolis ocorrido recentemente com destruição de centenas de ônibus
Sempre na UFSC
No sábado, 3 de novembro de 2012, foi realizada uma reunião para tratar sobre moradia popular, regularização fundiária e função social da propriedade nesta Capital. Por trás do verniz politicamente correto dessas expressões, o verdadeiro propósito era formar uma rede de apoio à reestruturação do Movimento Sem Teto na Grande Florianópolis, fomentando a organização de ações diretas, em paralelo com o fortalecimento das articulações coletivas. O movimento perdeu muita força em Florianópolis, porque aqui ninguém precisa de “movimento organizado” para invadir ou ocupar propriedades, públicas ou privadas. A Ilha de Santa Catarina virou uma prostituta cercada de gigolôs, alcoviteiros e rufiões por todos os lados. Eles a oferecem a qualquer um, para ser penetrada, estuprada. Quem tentar fazer carinho, beijar na boca ou fazer amor com ela, provoca polêmica e escândalo e é escorraçado!
O local da reunião só poderia ter sido um: o auditório do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFSC. Público alvo: os sem-teto massa de manobra. Compareceram ao evento apenas cerca de 50 membros de grupos invasores de áreas públicas e privadas, moradores em situação precária, em áreas de risco ou despejados: da favela do Siri, Papaquara, Vila União, Kartódromo, favela do Mosquito, Nova Esperança, Panaia Aeroporto, Caieira do Saco dos Limões, Mont Serrat, Maciço do Morro da Cruz e Monte Cristo. A ocupação José Nitro, do bairro Jardim Zanelatto, em São José, também mandou representante.
Por mais de cinco horas eles ouviram a velha discuseira sobre “inclusão social”, “direito à moradia digna” e “cidades para todos”, que disfarça a doutrinação em luta de classes de pobres contra ricos. Falaram os cabeças dos principais entes articuladores da “luta por moradia popular digna” (a propósito: barraco mal enjambrado sobre propriedade alheia e área de risco é “moradia digna”?), inclusive aqueles professores universitários, arquitetos e urbanistas filiados a diferentes partidos políticos de esquerda – os de sempre, que o leitor deste nanico já sabe quais, de cor e salteado. Além dos sargentos das Brigadas Populares, estavam presentes representantes do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM), da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), do Movimento Sem Terra em Santa Catarina (MST-SC), do Coletivo Anarquista Bandeira Negra, do Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFSC, o ectoplasma da União Florianopolitana de Entidades Comunitárias (UFECO), Sintrajusc, Sindiprevs, CUT, Central Sindical e Popular (CSP – Conlutas), Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares (RENAP). Repare bem: todas sãoorganizações sustentadas por muita grana que arrancam do povo, de forma direta ou indireta, para professar coletivismo e marxismo e combater o capitalismo, tentando expulsá-lo da alma da nação.
Origem universitária
O movimento Brigadas Populares teve origem em um Núcleo de Estudos Marxistas, formado por estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais para dissecar as ideias de pensadores revolucionários. Em 2005 o Núcleo se dissolveu e seus membros partiram para aplicar as teorias na prática, dedicando-se à articulação popular das favelas da periferia de Belo Horizonte, atuando como uma ferramenta a serviço da necessidade de organização da classe trabalhadora para a transformação social: a revolução das massas. Tempos depois foi realizado um seminário em que o movimento passou a ser estruturado para atuar de acordo com a linha politico-ideológica de sua origem. As Brigadas comandam oito ocupações em Belo Horizonte.
As Brigadas Populares são, tipo assim, um MST urbano: sua existência é praticamente virtual, só visualisada em diversos sites e blogs. Ela não tem existência formal, não tem estatuto, registro ou CNPJ, nem fisponibiliza qualquer informação de contato físico, como endereço ou telefone. As únicas peças de sua materialidade são os “profissionais de universidades” que coordenam as ações.
Na prática, os núcleos executivos de militantes orgânicos das Brigadas Populares surgem depois de articulações prévias com lideranças de grupos em áreas invadidas ou de pretendentes a tornar-se invasores de alguma propriedade já em vista. O movimento também recebe indicação de instituições, como as defensorias públicas, sobre a necessidade de apoio a algum grupo. Os brigadistas atuam pelo método de assembleias populares para identificar as pautas de cada grupo, estabelecer o direcionamento político dos embates, organizar as pessoas, prepará-las para as lutas e atividades necessárias, doutrinando-as para a elevação dos níveis de “consciência social” e fortalecimento das convicções pessoais para o enfrentamento. São eles que garantem o recrutamento de novas lideranças e a sua permanente formação e treinamento nas práxis revolucionárias.
Frente antiprisional
As Ocupações Palmares e Contestado, são brigadas territoriais que integram a Frente pela Reforma Urbana das Brigadas Populares. Além dela, em Santa Catarina está ativa desde o final de dezembro de 2011 a Frente Antiprisional, que antes só existia em Minas Gerais. Com o slogan “Nenhuma Vaga a Mais! Por uma sociedade sem prisões!”, a sua principal atividade é coordenar o Grupo de Amigos e Familiares de Pessoas em Privação de Liberdade, que articula e organiza as reivindicações coletivas dos parentes de presos da Penitenciária de São Pedro de Alcântara. A penitenciária é aquela onde ficavam os líderes do Primeiro Grupo Catarinense (PGC) acusados pelo assassinato da esposa do diretor que impunha regime severo no cumprimento das penas. A agente prisional Deise Alves foi fuzilada por engano quando chegava em casa dirigindo o carro do marido, em São José, em outubro de 2012. A aplicação ainda mais rigorosa das regras na prisão, depois da morte de Deise, foi o estopim para duas ondas de violentos atentados terroristas comandado de dentro da cadeia. As ações de guerrilha varreram Santa Catarina entre novembro e fevereiro últimos. Os principais acusados foram transferidos para uma penitenciária de segurança máxima, em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Segundo as investigações policiais, as famílias dos presos já estão se estabelecendo na cidade.
Nos outros quatro estados onde as Brigadas Populares atuam (Minas Gerais, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro), já funcionam também frentes de Formação (de quadros), Comunicação e Cultura e de Juventude.
Aprofundando-se, é possível perceber a existência de uma indústria de sem-teto, uma espécie de agência de tráfico de migrantes de uns locais para outros – entre municípíos e estados -, numa constante realimentação de fogueiras do movimento pelo “direito à moradia digna”, que fundamenta as pressões político-ideológicas pela implantação da “reforma urbana” de cunho marxista. Do site do jornal Ilha Capital

Governo brasileiro importará 600 filósofos franceses, ingleses e alemães

29/08/2013

Após a polêmica contratação de 4.000.000 de médiuns cubanos para incorporarem em massa o Dr. Fritz e todos os chiliques bairristas e corporativistas oriundas do fato, o governo petralha, em mais uma ação afirmativa, acaba de anunciar a importação livre de impostos de 600 filósofos de nacionalidade francesa, inglesa e alemã.

O objetivo é suprir a ausência de intelectuais de pensamento genuinamente nacional.

Como se sabe, o país carece de filósofos no sentido mais puro da expressão.

Como filósofo europeu de hoje em dia ainda é como Sócrates que vivia de favor, os gringos não cobrarão nada por suas palestras ao ar livre.

O primeiro grupo, de 200 profissionais do pensamento, estará no Brasil Varonil já no próximo mês para participar do primeiro período de treinamento do curso online que lhes ensinará a língua portuguesa clássica com textos de Camões, Eça, Gil Vicente, Bernardes, Vieira, Tobias Barreto e Rui (ainda que só se possa filosofar em alemão), e, a detectar o possível defeito no ethos local que bloqueia a possibilidade de um pensamento tupiniquim.

Todos serão alocados em parte das 701 cidades, vilas, bibocas e malocas não colocadas como opção por nenhum filósofo brasileiro, uma vez que não se animam a saírem das cidades universitárias com todas as marolas que rolam por lá.

Um segundo grupo virá em outubro, e, até novembro, se Deus Quiser, todos deverão tentar dar aulas de filosofia nas universidades federais, se os alunos deixarem, compondo comitês de ética nos hospitais, dando palestras e lançando livros nas Livrarias Cultura (eu não quis dizer que vão depredar a Livraria Cultura – é lançar em outro sentido, imbecil!), publicando artigos em língua geral, em revistas com qualificação A1 no CNPQ, e, filosofando acerca do Complexo de Macunaíma Nacional.

No Brasil não há filósofos: há professores de história, jornalistas engajados, ideólogos, marqueteiros ou sofistas por profissão”, dizem os gringos que por aqui passam. Na foto, Marilena Chuái, famosa professora de História da Filosofia Spinoziana.

O Ministério da Educação pediu, e teria conseguido, filósofos que tivessem experiência internacional em Filosofia Analítica, Filosofia Medieval e Antiga e Arcaica, Fenomenologia do Espírito da Revolução Francesa Contemporânea, Ontologia, Metafísica, Realidade do Cinema Novo, Lógica, Positivismo e Bioética e nada de Teologia da Libertação.

Todos eles têm residência em várias universidades da Europa e América do Norte. Cerca de 30% têm também outras especializações, como Sociologia e Ciência Política, e possuem, no mínimo, 16 anos de experiência comprovada.

Pretendemos, assim, expor ao Brasil que figuras como Arnaldo Jabor, Rachel Sheherazade, Reinaldo Azevedo, Emir Sartre, Marinela Chuái, Luiz Felipe Pondé, Massa Sofrida, Sílvio Grimaldo, Mário Sergio Cortella, Marcia Tiburi, Ernildo Stein, Juca Soares, Cavaleiro Conde, Pedro de Lara, Bruna Surfistinha, Caio Fernando de Abreu, entre outros, não são filósofos brasileiros e não atendem à demanda de um LOGOS nacional ou de uma hermenêutica suficientemente potente para o pensamento de si da nação brasileira. São tão somente marqueteiros, professores de história ou sofistas por profissão”, afirmou o ministro da educação Aloízio Mercadante que começou a vida em Santos-SP como Capitão de Areia.

Procurada pela reportagem, Marilena Chuái retrucou afirmando que o seu pensamento é tão autêntico quanto o de Macunaíma e que essa importação de talentos vai fazer o Brasil voltar ao tempo do Fradique Mendes que dizia que tudo no Brasil era copiado da França, e aquele papo besta dele de Mucana e tudo mais.

Os PeTralhas PT Dilma Governo vão acabar com a Polícia Federal !! Vejam a reportagem !!!

28/08/2013

http://videos.r7.com/policiais-denunciam-cupula-da-pf-de-minas/idmedia/521d42e90cf20ab9b131f502.html

Cultura dos pretos, mulatos e cabras do Brasil

27/08/2013

Cultura negra? Cultura negra para mim é o Aleijadinho, é Gonçalves Dias, é Machado de Assis, é Capistrano de Abreu, é Cruz e Sousa, é Lima Barreto. Quer Vossa Senhoria me explicar como esses negros e mulatos puderam subir tão alto, numa sociedade escravocrata, enquanto seus netos e bisnetos, desfrutando das liberdades republicanas, paparicados pela intelligentzia universitária, não conseguem hoje produzir senão samba, funk e macumba, e ainda se gabam de suas desprezíveis criações como se fossem elevadíssima cultura?” (WILSON MARTINS, História da inteligência brasileira)

Em sentido horário:

1012437_10151881125331874_1033844660_n

MACHADO DE ASSIS (1839-1908)
Escritor, poeta, dramaturgo, jornalista e crítico literário
Rio de Janeiro-RJ

LIMA BARRETO (1881-1922)
Escritor
Rio de Janeiro-RJ

ALEIJADINHO (1730-1814)
Escultor, entalhador e arquiteto
Ouro Preto-MG.

CRUZ E SOUSA (1861-1898)
Poeta
Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis-SC

CAPISTRANO DE ABREU (1853-1927)
Historiador
Maranguape-CE

GONÇALVES DIAS (1823-1864)
Poeta, advogado, jornalista, etnógrafo e teatrólogo
Caxias-MA

O Papa no Brasil – Trago Jesus Cristo – Nem Ouro nem Prata – Medo de ser roubado por Políticos

23/07/2013

Dilma não teve coragem ainda de sancionar a PLC-3/2013 do Aborto:

Vai esperar o Papa ir embora:

Papa bota fé nos Jovens mas não em Dilma que tem uma outra fé, em suas próprias palavras

21396_459127857452784_1014838786_n

1005441_202205503278874_299022_n