Posts Tagged ‘mst’

O maior lixo humano do Planeta – O MST

23/11/2013

1450256_429911957110803_807483020_n

PT perde a paciência com os terroristas do MST

11/09/2013

1234757_548231921890892_1847712912_n

Manual de Guerrilha do MST – Para professor comunista mostrar em sala de aula

20/08/2013

Desabafo de uma vítima esquecida do lixo humano sem-terra

28/07/2013

MINHA FAMÍLIA FOI VÍTIMA DO MST, MATARAM O GADO DESNECESSARIAMENTE, SAQUEARAM E QUEIMARAM A CASA, SÓ NÃO NOS MATARAM POR QUE FUGIMOS, A FAZENDA ERA PEQUENA, ENTRETANTO ERA A MAIS PERTO DELES (ESSE É O CRITÉRIO: PROXIMIDADE E NÃO TAMANHO) AO LADO À PROPÓSITO TINHA FAZENDA MUITO MAIORES, MAS QUE, TALVEZ POR TEREM APOIO POLÍTICO, SÃO POUPADAS DA “REFORMA AGRÁRIA”. FICO PENSANDO O QUE SERIA A “REFORMA POLÍTICA” JÁ QUE CONHEÇO A AGRÁRIA.
Ahh e antes que um comuna atente: Não, meus ancestrais não receberam uma capitania hereditária, nem foram grileiros, nem invadiram terras indígenas. Foram pessoas que venderam as poucas terras que tinham no RS (compradas com muito trabalho) para comprar no MT mais hectares em uma época em que não havia lá estradas, luz elétrica, água encanada(q ainda não tem) e serviços. Aprendi que em terra com tendências de comunistas não vale a pena investir nada, pois 25 anos de muito trabalho e dedicação podem ser destruídos em apenas 1 dia, ou no nosso caso, em algumas horas. A Constituição Brasileira é uma piada na medida em que está escrito em vão. Olha o Lula com o chapéu do MST, porque esse lado os comunas não vêem?

Tive vários professores de história, todos comunistas assumidos, porém as idéias deles só existiam na teoria, na prática vemos coisas como http://pesadelochines.blogspot.com.br/, ou como vi hoje mesmo em reportagem sobre a China Comunista: a doação compulsória de órgãos seguida de morte para religiosos e opositores da ditadura – fonte abaixo. Os crimes que os nazistas cometeram aos judeus estão de repetindo ainda pior na China, em Cuba e na Coréia do Norte e ninguém faz nada. Acho importante respeitar crenças, religiões alheias e até mesmo ideologias. Por isso, eu até respeitaria as idéias comunistas se elas na prática respeitassem primeiro os direitos humanos básicos como a vida, a liberdade, o direito a ter uma religião ou ideologia, entre muitos outros direitos violados. Infelizmente é um rio de sangue + escravidão moderna, o qual o PT cego faz questão de seguir, só vêem um lado e isso é perigoso. Afinal não queremos que os massacres nazistas, cubanos ou chineses se repitam.

Desabafo de criminoso arrependido – Porque saímos da organização terrorista MST

09/05/2013
PORQUE SAÍMOS DO MST – Trechos da carta

“Considerando a crítica aberta, quando ainda estava dentro do MST, sentia por parte dos intelectuais e professores(as) que o apoiam a ausência dessa crítica; e aqueles que ousaram em alguns momentos expressá-la foram considerados como inimigos do movimento”

“Perdeu muitos militantes que hoje (alguns mesmo continuando no movimento) estão acomodados por ser mais confortável, pois, em algumas destas instâncias do MST, existem regalias que, fora delas, não se encontram – como, por exemplo, fazer um curso superior ou conhecer outro país e até estudar lá, como os que estudaram e estudam em Cuba e na Venezuela.”

“…lembrando a referência marxista do trabalho voluntário que aparece nos contextos dos processos revolucionários, que sempre tentamos resgatar, como os sábados comunistas da Revolução Russa, o trabalho voluntário da Revolução Cubana”
“Nesta unidade imposta, quem fazia a crítica estava “queimando” o movimento e, por conta da relação de poder hierarquizada, havia e ainda há muita hipocrisia, expressando assim grandes contradições do MST”

“Entre tantos valores é lembrado o que diz Fidel: “Um revolucionário pode perder tudo: a família, a liberdade, até a vida. Menos a moral”. E foi isso que o movimento perdeu, para nós, entre outras coisas: a moral.”

“…sentidos hoje por muitas pessoas que dedicaram toda a sua vida a esse movimento e não conseguem acreditar que o projeto que defenderam com suas vidas, investindo sua juventude e pelo qual muitos(as) companheiros(as) foram assassinados, esteja dependente do capital e do seu Estado.”

“Existe uma militância que já estava perdida, por não conhecer a essência da crítica, e porque seus dirigentes maiores, em sua arrogância e autoritarismo, nunca abriram o debate”

“Também não podia deixar de compartilhar, enquanto militante cristã, porque minha formação de militante nasceu a partir do Projeto de Jesus Cristo, no auge da Teologia da Libertação, dentro das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base) e da PJMP (Pastoral da Juventude do Meio Popular), em 1984.”

http://www.correiocidadania.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=7907%3Asocial071212&catid=71%3Asocial&Itemid=180

Vamos comunistas do Brasil – Alistem-se no Exército da Coréia do Norte

12/04/2013

72648_359679130803037_781075402_n

Qual parte do Brasil é uma merda: Culpa de Quem? Toda merda no Brasil apóia a Coréia do Norte

06/04/2013

63577_611649838865185_1371881381_n

529103_570271906339275_2111319448_n

558842_612318102131692_592282116_n

0000

604066_357946824309601_951098990_n

536905_487889211258497_1474463377_n

564204_445920142153287_1501873247_n

O que a Falha de S. Paulo não diz é que Haddad é COMUNISTA

14/10/2012

Impunidade e imunidade ao MST:

04/01/2012

LEI Nº 14.680,
DE 29 DE DEZEMBRO DE 2011
( Projeto de lei nº 588/11,
do Deputado Adriano Diogo – PT)
Institui o “Dia Estadual de Luta Contra a
Criminalização dos Movimentos Sociais”
O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:
Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e
eu promulgo a seguinte lei:
Artigo 1º – Fica instituído o “Dia Estadual de Luta
Contra a Criminalização dos Movimentos Sociais”.
Artigo 2º – O evento de que trata esta lei será
comemorado, anualmente, em 5 de abril, passando a
fazer parte do Calendário Oficial de Eventos.
Artigo 3º – As despesas decorrentes da execução
desta lei correrão à conta de dotações orçamentárias
próprias, suplementadas se necessário.
Artigo 4º – Esta lei entra em vigor na data de sua
publicação.
Palácio dos Bandeirantes, 29 de dezembro de 2011.
GERALDO ALCKMIN
Eloisa de Sousa Arruda
Secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania
Sidney Estanislau Beraldo
Secretário-Chefe da Casa Civil
Publicada na Assessoria Técnico-Legislativa, aos 29
de dezembro de 201

Chávez (chaves) expropria terras, fazendas, agronegócio, Chavez apoia Dilma, a guerrilheria tão comunista quanto ele

05/10/2010

http://www.noticias24.com/actualidad/noticia/175119/funcionarios-de-poliaragua-toman-la-agencia-de-agroislena-en-turmero/

Ocupan sedes de la expropiada Agroisleña, tras firma de decreto por Chávez

HERRAMIENTAS

Video: VTV 5 de octubre de 2010

Funcionarios del Gobierno venezolano comenzaron hoy a ocupar la sede y sucursales de la empresa agrícola Agroisleña luego de la firma del decreto de “adquisición forzosa” por el presidente Hugo Chávez y de su publicación en la Gaceta Oficial de este martes.

Ministerio de Agricultura y Tierras ocupa temporalmente bienes de Agroisleña

En Cagua, estado Aragua, el viceministro de Agricultura y Tierras, Iván Gil, junto al gobernador de la entidad, Rafael Isea, así como con representantes de la vocería del Poder Popular, anunció la “medida de ocupación temporal de los bienes de Agroisleña”.

Gil señaló que han concertado con los propietarios un “proceso de negociación” para garantizar la operatividad de la empresa.

Garantizó a los trabajadores la estabilidad como “se ha dado” en otros casos de ocupación por la “soberanía alimentaria”.

Funcionarios de PoliAragua toman la agencia de Agroisleña en Turmero

Video: Globovisión (05/10/10)

En horas de la mañana trascendió que funcionarios de PoliAragua se encontraban en la agencia de Agroisleña en Turmero, estado Aragua.

Víctor Hernández, gerente de Agroisleña en Turmero informó en un contacto con Globovisión lo siguiente: “Desde esta mañana cuando llegamos a realizar nuestras labores cotidianas, nos encontramos con efectivos de la Policía de Aragua que nos impidieron el acceso a la sede, ellos dijeron que tienen instrucciones no escritas para impedir el paso,” resaltó.

Para finalizar, Hernández afirmó que esta medida no es justa con el pueblo de Venezuela ni con los trabajadores de la empresa. “Pedimos que por favor se rectifique la medida o se realice una mesa de negociaciones”.

Protestan en varias entidades por expropiación de la empresa

Hoy se registraron manifestaciones de rechazo a la expropiación durante la ocupación de algunas sucursales, como en las de los estados de Aragua, Barinas y Mérida, mientras que en otras, como en el estado de Cojedes, la medida contó con el apoyo de los trabajadores de la firma.

Se conoció que desde tempranas horas de la mañana se desarrolló una protesta en Barinas de algunos productores agropecuarios rechazando la decisión del Presidente de la República, de expropiar Agroisleña.

Durante la manifestación hubo dos productores detenidos por la policía del Estado.

Los productores agropecuarios están convocando a una gran asamblea en el estado Barinas para este miércoles a las 10 de la mañana en las instalaciones de la asociación de los de productores rurales de Sabaneta.

Por ora parte, los empleados de la empresa en la población de Mucuchíes, estado Mérida, rechazaron la medida.

“Hay una concentración de los empleados porque esto cambia el panorama del punto de vista agropecuario, prácticamente quieren dominar y cambiar las políticas agropecuarias,” dijo Edgar Suescum, quien se desempeña como productor agropecuario.

Chávez expropia Agroisleña, pero la compañía rechaza “contundentemente” la medida

Agroisleña es una firma de capital español con 52 años de existencia y sucursales en 20 estados de Venezuela, que cuenta con cerca de 2.000 trabajadores a nivel nacional.

Chávez dijo el lunes que tras la toma de posesión de la empresa se producirá la “injertación socialista del Estado en la cadena de distribución de insumos para la producción agrícola”.

También garantizó que los dueños de Agroisleña recibirán del Gobierno el “justo pago” por el valor de la empresa y que “se resguardará de manera especial los derechos y garantías de sus trabajadores y los de las empresas asociadas”.

Agroisleña emitió ayer un comunicado en el que rechazó “absoluta y categóricamente” la expropiación y consideró que se basó en una “información insuficiente y posiblemente distorsionada”.

Igualmente pidió a sus trabajadores que mantuvieran la calma y no realizaran acciones de calle que alteren el orden público.

Mientras portavoces del Gobierno aseguraron que con la expropiación se abaratarán los precios al consumidor de algunos productos agrícolas, quienes rechazan la medida afirmaron que ocurrirá lo contrario por la presunta incapacidad oficial para dirigir empresas de manera eficiente.

Con información de EFE