Posts Tagged ‘Mato Grosso’

Apenas 1 de 27 governadores não é apaixonado por Bandido –

21/09/2013
Governador do MS promete medalha para “cada bandido mandado ao inferno”

Governador do Mato Grosso do Sul promete uma medalha “para cada bandido mandado ao inferno”

bandido morto lotérica
Ladrão morto enquanto tentava assaltar lotérica (Foto: Campo Grande News)

O governador do Mato Grosso do Sul André Puccinelli (PMDB) elogiou, na última semana, o sargento da Polícia Militar, Evanildo Gomes, que reagiu a um assalto a uma Lotérica e matou os dois assaltantes em Campo Grande. “Vou dar uma medalha para cada bandido que ele mandou para o inferno”, afirmou, durante a solenidade de formação de novos sargentos da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul.

Leia também:
Delegados da PF testemunham assalto em lotérica em saem de “fininho”

Ele parabenizou o trabalho do sargento Gomes. “Ele mostrou eficiência e que a PM tem um ótimo treinamento”, ressaltou Puccinelli. Ele disse que a ação de Gomes foi em legítima defesa. “Foi (um ato) em proteção da sua vida e da vida de terceiros que estavam no local”, contou. No momento da troca de tiros, sete clientes estavam na fila.

O sargento Gomes estava na Lotérica quando dois assaltantes chegaram e anunciaram o assalto. Eles começaram a agredir um funcionário da lotérica e estavam armados com pistola 9 mm e um revólver 38.

O policial estava a paisana e aguardou o momento certo para reagir. Ele escondeu o revólver calibre 38 no capacete. “Foi uma ação de cinco a 10 segundos”, contou Gomes, em entrevista ao Campo Grande News ontem. Ele atirou e matou os dois ladrões, Helton Esquiver da Cunha, 19 anos, e William Mercado Nunes, 24 anos.

7 de setembro e Rock in Rio – TERRORISTAS DISFARÇADOS NO MEIO DOS MANIFESTANTES PARA IMPLANTAR A VIOLÊNCIA E O MEDO.

07/08/2013

A Revista Época desta semana descobriu que os bandoleiros de esquerda treinam no Mato Grosso com delinquentes do MST, dissidentes das Farc e remanescentes dos Tupamaros e COB. Eles se preparam para meter fogo com bombas molotov no desfile do dia 7 e no Rock in Rio.

Primeiro, a ONG Defensoria Social espalhou voluntários pelo país para defender manifestantes presos por vandalismo. Agora, os anarquistas também recebem treinamento de instrutores experientes. Nos fins de semana, os jovens se reúnem em cidades de Mato Grosso para fazer coquetel molotov e escudo de madeirite e produzir líquidos que anulam o efeito do gás lacrimogêneo.

Nesses encontros, eles escolhem bancos e empresas multinacionais como alvos de depredação. Participam dessas reuniões os anarquistas, alguns dos grupos Anonymous, (Com excessão do AnonymousBrasil), Anarcopunk e Acción Directa, ex-militantes do MST, alguns dissidentes das Farc e remanescentes da guerrilha uruguaia Tupamaros e da Central Operária Boliviana. Os próximos atos de vandalismo como ação política estão previstos para o desfile de 7 de setembro e o Rock in Rio.

1003504_286684964805343_257810479_n

“… em primeiro lugar, escreveu o psicopata Carlos Marighela, o guerrilheiro urbano precisa usar a violência revolucionária para identificar-se com causas populares e assim conseguir uma base popular. Depois: O governo não tem alternativa exceto intensificar a repressão. As batidas policiais, busca em residências, prisões de pessoas inocentes tornam a vida na cidade insuportável. O sentimento geral é de que o governo é injusto, incapaz de solucionar problemas, e recorre pura e simplesmente à liquidação física de seus opositores.”

Ricardo Ricardo