Posts Tagged ‘marta suplicy’

Na foto falta tanta gente que se omitiu….. e podia não ter se omitido

18/12/2013

Excelente notícia pra fechar 2013 com chave de ouro:

O PLC 122/06 voltou para o lugar de onde nunca deveria ter saído: A LATA DO LIXO!!! Essa batalha foi vencida, mas a guerra ainda continuará e se arrastará por um longo tempo.

Fiquemos em estado de alerta redobrado, pois uma reação da militância gaysista é mais do que previsível; é certa!!!

1528552_554747891273977_786137095_n

Sobretudo, não devemos esquecer que os nossos maiores inimigos não são os fantoches Marta Suplicy, Jean Wyllys, Antônio Paim, Chico Alencar e equivalentes, mas sim as poderosas organizações internacionais como ONU, UNESCO, MacArthur Foundation, Fundação Rockefeller, Ford Foundation e outras forças que querem a todo custo a instauração de uma nova ordem mundial.

Videos recomendados: Senador Magno Malta: http://zip.net/bwlQTx Padre Paulo Ricardo:http://zip.net/brlRt4 (vá direto para os 13min.) [Marque a pessoa conhecida ao lado] VIA: @Pizza Brasil

Íntegra do PLC 122/2006 – Relatórios e Justificativa

01/07/2013

http://www.senado.gov.br/atividade/materia/getPDF.asp?t=45607&tp=1

http://legis.senado.gov.br/mateweb/arquivos/mate-pdf/100548.pdf

http://www.senado.gov.br/atividade/materia/detalhes.asp?p_cod_mate=79604

http://legis.senado.gov.br/diarios/BuscaDiario?tipDiario=1&datDiario=15/12/2006&paginaDireta=38854

Quando a cobra pica o próprio rabo – Só sentimos dor quando é com a gente, né dona Marta?

22/05/2013

QUEM COM FERRO FERE – CONFERE 

A petista de carteirinha das  antigas Marta Suplicy disse nesta quarta-feira (22) estar confiante na possibilidade de reverter a decisão da Justiça Federal, que suspendeu editais de incentivo à produção cultural negra, lançados pela pasta em novembro de 2012.

Marta Suplicy mostrou indignação com a decisão da Justiça Federal, para quem os referidos editais não podem excluir as demais etnias e abrem um espectro de desigualdade racial. A ministra informou que o ministério já recorreu da decisão.

000000000000000000000000000000marta

“Estamos indignados, achamos que é uma ação racista, estamos recorrendo e vamos ganhar. Depois que tivemos o Supremo Tribunal Federal se posicionado a favor da cota, dizer que ‘fazer um edital para criadores negros’ é racista, não existe. Fizemos editais para indígenas, vamos lançar agora para mulheres e temos que ter ações afirmativas para compensar as dificuldades que afetam algumas comunidades”, disse a jornalistas.

Na vitrine do cotidiano por causa de alguma polêmica, como sempre acontece, Marta pode nutrir indignação diante do que bem quiser, mas não se pode ignorar o princípio constitucional da isonomia, tão bem explicitado na Carta Magna: “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”.

Doutrinação GAY e Pedófila feita pelo DESgoverno do PT nas escolas de primeiro grau

30/04/2013

Vamos mostrar o primeiro de vários outros casos de como nossas crianças estão sendo bombardeadas com a erotização.

Lembram da Marta Suplicy e sua velha e ridícula frase: “relaxe e goze”, lembram?

Se não gosta de ler, melhor começar agora, pois os fatos são graves. (separamos as partes mais importantes e revoltantes)

Em sua gestão como prefeita da cidade de São Paulo, a mesma contratou um Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual (GTPOS) e firmou com a prefeitura, contratos no valor de R$ 2,3 milhões, sem concorrência. Essa organização não-governamental (ONG) foi fundada pela Prefeita e mais nove pessoas em 1987. Até assumir a Prefeitura, Marta Suplicy ocupou o cargo de presidente de honra da entidade que hoje tem apenas 11 integrantes — 8 deles co-autores de livros de Marta Suplicy sobre sexologia. Esse vínculo entre os membros da ONG e a prefeita levou o Promotor da Cidadania, Sílvio Marques, a encaminhar à secretaria do Ministério Público Estadual (MPE) ofício para que os contratos sejam investigados. “Não é normal que instituições e pessoas que tenham relações próximas com a prefeita ou com o governo sejam contratadas sem licitação”, diz o Promotor.

A organização não-governamental GTPOS foi contratada, inicialmente, para ajudar a montar um programa de educação sexual nas escolas municipais. Apresentou um projeto dividido em três etapas, que incluíam desde o convencimento de diretores, coordenadores e professores sobre o trabalho a ser desenvolvido nas unidades de ensino, e aulas para capacitá-los sobre o tema, até reuniões semanais com grupos das escolas.

Meses depois, o contrato inicial recebeu aditamento de R$ 406 mil para ENSINAR OS EDUCADORES MUNICIPAIS A LIDAR COM TEMAS COMO EREÇÃO E MASTURBAÇÃO INFANTIL, ENTRE CRIANÇAS DE ZERO A 5 ANOS. Para completar, no dia 7, outro contrato foi firmado com a entidade, desta vez ao custo de R$ 372 mil, para orientação de pais sobre planejamento familiar.

Uma pergunta que se impõe é: como uma entidade formada por apenas 11 pessoas é capaz de desenvolver e implantar projetos para 1,8 mil escolas da rede municipal de ensino que abrigam mais de 1,1 milhão de alunos? Obviamente, mediante a subcontratação de profissionais em esquema de free-lancer, o que caracteriza o desvio do “notório saber” que justificou a contratação sem licitação. Essa prática tem sido recorrente nos contratos da Prefeitura com fundações e ONGs que, +++num período de 12 meses, receberam um total de R$ 176 milhões.

Não bastasse, há ainda a dúvida sobre a necessidade de muitos dos projetos.

“Criança de creche e de EMEI quer boneca, carrinho e bola, não orientação sexual”, resume o Vereador Domingos Dissei. De fato, pagar R$ 406 mil para ensinar educadores a tratar da ereção e da masturbação em bebês parece despropositado em muitos sentidos.

Primeiro, porque são inúmeras as boas publicações a respeito do assunto (algumas até obrigatórias para qualquer educador), que poderiam tirar as dúvidas dos profissionais das creches a custo bem menor. Segundo, parece ter havido valorização exagerada do tema, principalmente se considerada a fase da infância em questão. As necessidades das crianças em creches e EMEIs, realmente, são outras.

Fonte: Editorial do jornal O Estado de S. Paulo

Você como pai ou mãe teria coragem de masturbar seu filho recém nascido por que o governo deseja o início precoce da sexualidade dele? Pare e pense em que país estamos vivendo.

Mesmo com tantas denúncias contra Marco Feliciano, mais à frente mostraremos por que a mídia tenta barrar a entrada dele na Comissão de Direitos Humanos. Contradição, não? É… Mas a coisa é mais séria do que imagina.

Para os cristãos e católicos que votam no PT: Kit Gay, Casamento Gay, Aborto

01/09/2012

=

=

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) elogiou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), elaborada pela Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que quer ampliar privilégios a indivíduos viciados em práticas homossexuais. O texto tem a pretensão de introduzir na Constituição todas as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que favoreceram a agenda …gay, inclusive a garantia de união estável para duplas homossexuais, com direito à conversão em casamento e adoção de crianças. De acordo com a agência de notícias do Senado, “a PEC tem como um de seus principais ponto a criminalização da homofobia e estabelece a pena de dois a cindo anos de reclusão para aqueles que praticarem atos de discriminação e preconceito em virtude da orientação sexual de alguém. A mesma punição se estende aos que incitarem o ódio ou pregarem [contra a] orientação sexual ou identidade de gênero”. Com a aprovação da PEC, a própria Constituição do Brasil se transformará num PLC 122.

Mas Suplicy reconhece que a tentativa de transformar a Constituição do Brasil numa constituição “anti-homofobia” certamente enfrentará resistência de “setores como o da igreja”. A senadora acredita que, estrategicamente, será importante aprovar primeiro o PLC 122/2006, pois sua tramitação está mais avançada, tendo já sido aprovado sorrateiramente na Câmara dos Deputados e restando apenas a votação no Senado. O segundo passo, na avaliação de Marta, é apresentar a PEC, que é uma matéria mais ampla e complexa. “A PEC é bem mais difícil de aprovar. Então, vamos começar com a homofobia e avaliar o momento adequado para fazer uma PEC com essa amplitude, que é realmente o sonho que nós gostaríamos para todo o País”, explicou a senadora à agência do Senado. O Estatuto da Diversidade Sexual conta com 109 artigos, que alteram 132 dispositivos legais. O Estatuto criminaliza a homofobia, reconhece o direito à livre orientação sexual e iguala os direitos fundamentais entre heterossexuais e LGBTs. Eis algumas dos “avanços” que o Estatuto da Diversidade Sexual propõe: Legitimação da PEDOFILIA e outras anormalidades sexuais: Título III, Art. 5º § 1º – É indevida a ingerência estatal, familiar ou social para coibir alguém de viver a plenitude de suas relações afetivas e sexuais.

Sob essa lei, a família nada poderá fazer para inibir um problema sexual nos filhos. A sociedade nada poderá fazer. E autoridades governamentais que ainda restarem com um mínimo de bom senso estarão igualmente impedidas de “interferir”. Retirar o termo PAI E MÃE dos documentos: Título VI, Art. 32 – Nos registros de nascimento e em todos os demais documentos identificatórios, tais como carteira de identidade, título de eleitor, passaporte, carteira de habilitação, não haverá menção às expressões “pai” e “mãe”, que devem ser substituídas por “filiação”. Essa lei visa beneficiar diretamente os ajuntamentos homossexuais desfigurados tratados como família. Para que as crianças se acostumem com “papai e papai” ou “mamãe e mamãe”, é preciso eliminar da mente delas o normal: “papai e mamãe”.

Começar aos 14 anos os preparativos para a cirurgia de mudança de sexo aos 18 anos (pode começar com hormônios sexuais para preparar o corpo): Título VII, Art. 37 – Havendo indicação terapêutica por equipe médica e multidisciplinar de hormonoterapia e de procedimentos complementares não-cirúrgicos, a adequação à identidade de gênero poderá iniciar-se a partir dos 14 anos de idade. Título VII, Art. 38 – As cirurgias de redesignação sexual podem ser realizadas somente a partir dos 18 anos de idade. Cirurgias de mudança de sexo nos hospitais particulares e no SUS: Título VII, Art. 35 – É assegurado acesso aos procedimentos médicos, cirúrgicos e psicológicos destinados à adequação do sexo morfológico à identidade de gênero. Parágrafo único – É garantida a realização dos procedimentos de hormonoterapia e transgenitalização particular ou pelo Sistema Único de Saúde – SUS. Uso de banheiros e vestiários de acordo com a sua opção sexual do dia: Título VII, Art. 45 – Em todos os espaços públicos e abertos ao público é assegurado o uso das dependências e instalações correspondentes à identidade de gênero. Não é permitido deixar de ser homossexual com ajuda de profissionais nem por vontade própria: Título VII, Art. 53 – É proibido o oferecimento de tratamento de reversão da orientação sexual ou identidade de gênero, bem como fazer promessas de cura.

O Kit Gay será desnecessário, pois será dever do professor sempre abordar a diversidade sexual e consequentemente estimular a prática: Título X, Art. 60 – Os profissionais da educação têm o dever de abordar as questões de gênero e sexualidade sob a ótica da diversidade sexual, visando superar toda forma de discriminação, fazendo uso de material didático e metodologias que proponham a eliminação da homofobia e do preconceito. Contos infantis que apresentem casais heterossexuais devem ser banidos se também não apresentarem duplas homossexuais travestidas de “casais: Título X, Art. 61 – Os estabelecimentos de ensino devem adotar materiais didáticos que não reforcem a discriminação com base na orientação sexual ou identidade de gênero. As escolas não podem incentivar a comemoração do Dia dos Pais e das Mães: Título X, Art. 62 – Ao programarem atividades escolares referentes a datas comemorativas, as escolas devem atentar à multiplicidade de formações familiares, de modo a evitar qualquer constrangimento dos alunos filhos de famílias homoafetivas. Cotas nos concursos públicos para homossexuais assim como já existem para negros no RJ, MS e PR e cotas em empresas privadas com já existe para deficientes físicos: Título XI, Art. 73 – A administração pública assegurará igualdade de oportunidades no mercado de trabalho a travestis e transexuais, transgêneros e intersexuais, atentando ao princípio da proporcionalidade. Parágrafo único – Serão criados mecanismos de incentivo a à adoção de medidas similares nas empresas e organizações privadas. Casos de pedofilia homossexual irão correr em segredo de justiça: Título XIII, Art. 80 – As demandas que tenham por objeto os direitos decorrentes da orientação sexual ou identidade de gênero devem tramitar em segredo de justiça. Censura a piadas sobre gays: Título XIV, Art. 93 – Os meios de comunicação não podem fazer qualquer referência de caráter preconceituoso ou discriminatório em face da orientação sexual ou identidade de gênero.

“O Estatuto da Diversidade Sexual é um avanço. Isso nunca havia sido pensado em relação às questões LGBT”, reconheceu Marta Suplicy, classificando-o como de importância “inquestionável”. O Estatuto defende que o Estado é obrigado a investir dinheiro público para homossexuais que querem caros procedimentos de reprodução assistida por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e também o Estado é obrigado a criar delegacias especializadas para o atendimento de denúncias por preconceito sexual contra homossexuais, atendimento privado para exames durante o alistamento militar e assegura a visita íntima em presídios para
homossexuais e lésbicas.
Confira:
http://www.oabsergipe.com.br/novo/conteudos_ver.php?id=162

ficha limpa marta ficha suja martha Resultados da Pesquisa processos com marta suplicy requerido e requerente pré candidata a senadora de são paulo

20/04/2010

Resultados da Pesquisa Processos cujo Nome da Parte é MARTA TERESA SUPLICY Processo Distribuição Classe 

Vara Foro Central – Fazenda Pública/Acidentes 053.09.045264-2 10/12/2009

Ação Civil de Improbidade Administrativa 13ª Vara de Fazenda Pública Reqda: MARTA TERESA SUPLICY 053.09.044385-6 04/12/2009

Ação Civil de Improbidade Administrativa 5ª Vara de Fazenda Pública Reqda: MARTA TERESA SUPLICY 053.09.032190-4 04/09/2009

Ação Civil de Improbidade Administrativa 6ª Vara de Fazenda Pública Reqda: MARTA TERESA SUPLICY 053.07.125765-9 03/09/2007

Ação Civil de Improbidade Administrativa 8ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2007.125765) Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.07.106256-8 13/03/2007 Ação Civil de Improbidade Administrativa 1ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2007.106256) Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.04.024208-3/00001 17/08/2006

Agravo de Instrumento 13ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.024208/1) Agravdo: MARTA TERESA SUPLICY 053.04.024745-0 01/06/2006

Ação Popular 8ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.024745) Reqdo: Marta Tereza Suplicy 053.04.024745-0/00001 01/06/2006 Agravo de Instrumento 8ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.024745/1) Reprtate: MARTA TEREZA SUPLICY 053.05.024162-4 17/10/2005

Ação Civil de Improbidade Administrativa 3ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2005.024162) Reqda: Marta Teresa Suplicy 053.05.009284-0 09/05/2005

Ação Civil de Improbidade Administrativa 4ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2005.009284) Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.05.009284-0/00003 09/05/2005

Agravo de Instrumento 4ª Vara de Fazenda Pública Em grau de recurso Agravte: Marta Teresa Suplicy 053.03.022523-2 03/03/2005

 Ação Popular 8ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2003.022523) Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.04.033717-3 14/12/2004

Ação Civil de Improbidade Administrativa 9ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.033717) Em grau de recurso Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.04.028244-1 15/10/2004

Ação Popular 10ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.028244) Reqdo: Marta Tereza Suplicy 053.04.028244-1/00002 15/10/2004

Agravo de Instrumento 10ª Vara de Fazenda Pública Agravdo: Marta Tereza Suplicy 053.04.027117-2 05/10/2004

 Ação Popular 14ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.027117) Reqdo: MARTA TERESA SUPLICY 053.04.024208-3 15/09/2004

 Ação Civil de Improbidade Administrativa 13ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.024208) Em grau de recurso Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.04.011061-6 20/04/2004

 Ação Popular 8ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.011061) Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.04.008951-0 31/03/2004

 Ação Popular 8ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.008951) Reqdo: MARTA TERESA SMITH VASCONCELOS SUPLICY 053.04.008469-0 29/03/2004

 Ação Popular 6ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2004.008469) Reqdo: MARTA TERESA SMITH VASCONCELOS SUPLICY 053.03.016411-0 30/07/2003

 Ação Popular 4ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2003.016411) Reqdo: MARTA TERESA SMITH VASCONCELOS SUPLICY 053.03.007964-3 15/04/2003

 Ação Popular 9ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2003.007964) Reqdo: Marta Tereza Smith Vasconcelos Suplicy 053.03.005985-5 21/03/2003

Ação Popular 10ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2003.005985) Em grau de recurso Reqdo: Marta Tereza Smith Vasconcelos Suplicy 053.03.001392-8 24/01/2003

Mandado de Segurança 9ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2003.001392) Reqdo: Marta Teresa Suplicy 053.01.026257-4 19/12/2002

Ação Civil Pública 3ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2001.026257) Em grau de recurso Reqdo: Marta Tereza Suplicy 053.01.024530-0 14/11/2001

Ação Popular 3ª Vara de Fazenda Pública (583.53.2001.024530) Réu: PREFEITA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO MARTA TEREZA SUPLICY Foro Central Cível 100.09.327392-3 20/08/2009

Outros Feitos não Especificados 4ª Vara da Família e Sucessões Reqte: Marta Teresa Suplicy Foro Regional I – Santana 001.06.137146-0 03/10/2006 Procedimento Ordinário 1ª Vara Cível (583.01.2006.137146) Em grau de recurso Reqte: Marta Teresa Suplicy 001.06.137146-0/00001 03/10/2006

 Agravo de Instrumento 1ª Vara Cível (583.01.2006.137146/1) Agravte: Marta Teresa Suplicy 001.06.137146-0/00002 03/10/2006 Agravo de Instrumento 1ª Vara Cível Agravte: Marta Teresa Suplicy 001.03.044662-8 15/10/2003

Queixa Crime 1ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher Querelante: Marta Teresa Suplicy 050.00.084014-9 30/01/2001

Crime de Imprensa (L. 5.250/67) 2ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher Encaminhado a outro tribunal Querelante: MARTA TERESA SUPLICY Foro Regional XI – Pinheiros 050.05.021685-6 06/06/2005

Crimes de Imprensa 1ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher (583.50.2005.021685) Querelada: Marta Tereza Suplicy 011.04.005067-0 24/03/2004 Indenização (Ordinária) 2ª Vara Cível (583.11.2004.005067) Reqte: MARTA TERESA

SUPLICY

 34 processos encontrados.

Candidata milionária de São Paulo é rejeitada pelo bairro mais rico, onde ela mesma mora

31/10/2008

– Reeleito em São Paulo, Gilberto Kassab alcançou sua maior votação na 5ª Zona Eleitoral – Jardim Paulista, onde obteve 84,49% dos votos válidos. Já Marta Suplicy (PT) alcançou sua maior votação na 381ª Zona Eleitoral – Parelheiros, com 76,77%.

Reinaldo Azevedo narra a proibição de se falar mal de Marta e Obama

19/10/2008
ELEIÇÃO NOS EUA – A DITADURA POLITICAMENTE CORRETA

 

O raciocínio torto de Chico de Oliveira (acima), segundo quem a esquerda não vencerá em São Paulo por causa da mistura de conservadorismo e imediatismo não é produto nativo. É internacional. Buscar uma causa que está fora do debate para desqualificar o oponente passou a ser um recurso argumentativo e retórico das esquerdas no mundo inteiro — inclusive da esquerda possível nos EUA: aquilo que lá eles chamam “liberais”.

O democrata Barack Obama lidera todas as pesquisas de opinião. É verdade que não disparou como se esperava. A julgar pelo amor que as imprensas americana e mundial têm por ele, deveria ser apenas homologado — “como é que este homem não está com 100%?”, parece ser a pergunta. Mesmo assim, é impressionante: os jornais, do Brasil e do mundo, estão eivados pela tese calhorda, mentirosa e antidemocrática de que só o racismo pode derrotá-lo. Vocês devem achar que é uma sacada original de Arnaldo Jabor, mas não é. É palavra de ordem do Partido Democrata mesmo.

Com efeito, criou-se uma tal onda pró-Obama, que é bem possível que alguns tenham vergonha de dizer que não votam nele e mintam para os pesquisadores. Ora, aqui no Bananão mesmo, se você disser que torce por John McCain, há o risco de receber um olharzinho atravessado: “Huuummm, porco racista!”, diz o silêncio do outro lado.

Entenderam a jogada? O paulistano está proibido de não gostar da gestão de Marta — na verdade, isso seria, para os esquerdistas, uma espécie de falha de caráter, pouco importa se consciente. E os americanos estariam impedidos de deixar de votar em Obama porque, Santo Deus!, ele nunca administrou nem mesmo uma joalheria — eu ia escrever “lavanderia”, mas, vocês sabem, ele é mestiço, e não posso associá-lo a serviços subalternos. Isso, hoje em dia, só se pode fazer com brancos há pelo menos sete gerações…

Chegou-se, enfim, à boçalidade de considerar, ainda que isso fique apenas subentendido, que a única forma de ser civilizado é votar em Obama. Ora, extingam a eleição.

E alguns ainda me perguntam por que torço por McCain. Não fosse por uma outra penca de razões, muitas já ditas aqui e em O País dos Petralhas, esse aparelho mental detestável me bastaria. Nada me deixa mais furioso do que tentarem me colocar numa “manada”, repetindo palavra empregada por Rui Nogueira, do Estadão, na generosa resenha que fez do meu livro. Não conseguiria pensar envergando uma canga.

Só faltava agora ter de exigir o direito de não votar em Obama porque, afinal de contas, é possível duvidar de sua competência. É a ditadura politicamente correta.

Por Reinaldo Azevedo | 06:03 | comentários (23)

padres comunistas da igreja católica de são paulo vão mandar fiéis votarem em marta suplicy

17/10/2008

você concorda com isto?

PT e padres preparam manifesto contra rejeição à Marta Suplicy
Objetivo é reduzir os preconceitos de católicos que não simpatizam com a
candidata

Em mais uma ofensiva para diminuir a rejeição de Marta Suplicy na corrida à
prefeitura de São Paulo, petistas e padres da chamada ala progressista
preparam um manifesto para ser distribuído em várias missas no próximo
domingo. A mensagem, que deve ser batizada de Carta aos Cristãos, tem o
objetivo de diluir os preconceitos de católicos que torcem o nariz para
Marta por causa da defesa feita por ela do direito ao aborto e da união
civil entre homossexuais.
Continue lendo aqui

http://dois-em-cena.blogspot.com/

leia a transcrição do bate boca entre video Marta e Maluf debate 2008 Estadista governador Paulo Salim Maluf arrasa a martaxa baronesa do pt

07/09/2008

http://www.youtube.com/watch?v=El_V65PRJN8&eurl=http://www.orkut.com.br/FavoriteVideos.aspx?uid=7686877245421738849

Fala antológica de Paulo Maluf:

– Quero dizer a sra. Marta Suplicy, administravamente,  é desqualificada, 

– A senhora veio para este debate achando que insultando mentindo, a sra poderia ganhar este debate.

– A senhora já foi condenada por ter me insultado e vou novamente lhe processar.

– Porque a senhora vai ter que tomar jeito, a sra é uma petista que não perdeu o jeito da calunia e da mentira.

– Eu quero dizer para a senhora que construi sim o piscinão do pacaembu, é mentira sua.

– Além disso comecei outros 3 piscinões, que é absoluta verdade.

– E a senhora por favor respeite, eu estou falando respeite o telespectador a senhora fica quietinha e para de dar palpite.

– Cala a boca você.