Posts Tagged ‘jovens’

Papa critica fim dos valores cristãos

13/01/2009

O papa Bento XVI expressou nesta segunda-feira, 12, sua discordância do niilismo que “invade de forma crescente” o mundo juvenil e da banalização dos valores naturais e cristãos pelo jovens, além de reiterar a necessidade de iniciativas “sérias para que este grupo compreenda o valor da vida”. O líder da Igreja Católica fez esta menção ao mundo juvenil no discurso que proferiu hoje aos governantes de Roma e da região do Lácio, aos quais recebeu no Vaticano para a tradicional troca de felicitações por causa do ano novo. “Cada vez que a imprensa conta casos de violência juvenil, de acidentes de trânsito nos quais morrem tantos jovens, etc, me vem à mente o argumento de uma emergência educacional que exige a mais ampla colaboração possível”, declarou. O pontífice afirmou que os valores naturais e cristãos, “que dão significado ao viver diário e formam uma visão da vida aberta à esperança” estão se “enfraquecendo” cada vez mais e que, pelo contrário, surgem “desejos efêmeros e esperanças que não duram e que no final geram aborrecimento e fracassos”. O papa disse que todas estas tendências de banalizar o valor da vida e o refúgio na transgressão, na droga e no álcool se tornam “um rito rotineiro” dos fins de semana. “Inclusive o amor corre o risco de se reduzir a uma simples coisa que pode ser comprada e vendida, e a própria pessoa se transformar em mercadoria”, afirmou Bento XVI.

O Japão nos anos 1975 a 1985

30/01/2008

No final da década de 1970 e no início da década de 1980, no Brasil, os jovens estavam maravilhados com as máquinas de calcular eletrônicas japonesas. A própria palavra “eletrônica” fascinava os jovens.

Eles, então, diziam, com convicção, que os japoneses eram seres superiores quando comparados com o resto do mundo, e diziam, também, os jovens, que o Japão era o país mais adiantado do mundo.

Esta é apenas uma pequena amostra dos muitos erros dos jovens: a conclusão precipitada baseada apenas em circunstâncias de momento, sem aprofundamento histórico e lógico e uma vontade desesperada de encontrar explicação fácil e simplista para tudo que ocorre no mundo.

Qual a solução para estes eternos erros dos jovens?  Porque isto ocorre? , quais são as causas deste fenômeno?

Estas perguntas exigem um estudo detalhado dos jovens e um aprofundamento muito grande nestes temas da educação e da vontade de ter respostas.

O que não podemos fazer aqui é cometer o mesmo erro dos jovens: Querer respostas prontas e fáceis.