Posts Tagged ‘bolsa família’

Este não é um Blog sobre Bandidos – Não é um blog sobre Crimes – É um blog sobre o PT, o que dá no mesmo!

12/04/2014

ROLEZINHO DO SEXO:
Qual será a próxima invenção da geração PT?
Vejam a nova modalidade da turma: Rolezinho do sexo!
Isso mesmo: a garotada “mata” aula e vai para o parque fumar maconha, cheirar cola, e transar.
Tudo devidamente combinado pelas redes sociais, e com o conhecimento das autoridades.
Alguns até ajudam distribuindo preservativos:
 http://goo.gl/oSo6Tb

CRIME DO PT: SOLTARAM A LÍNGUA:

10153748_765323503479817_933462241_n

ETA CRIATIVIDADE PARA O CRIME:

10174962_480246125410719_6448206581088291875_n

1622648_632621330141699_1444421666539128992_n

10169223_552911111488903_7667111352002839922_n

1483313_307258219425957_3270577546711082892_n

10150740_540248016087471_1224356025351525755_n

1620774_1441244846120019_3489455378711787010_n

1969145_265232540316344_2290225191404410591_n

10152542_566086270156078_7503003548661613627_n

10153268_307322926083367_4454620967690868254_n

10246429_632131550190677_8433581574989374267_n

10247240_442313312569876_2140944138456150761_n

10169364_292968660868507_1924256555431829118_n

6aReuniaoEstadualdeSaoPaulo

Bolsa Família em Alagoas – Vamos trabalhar gente

05/11/2013

1436_335580336581671_708718694_n

Descendo a lenha no mal do século – O politicamente correto

02/11/2013
Pensando bem, ser “politicamente correto”, entre outras coisas, significa não mostrar os fatos como eles são, não “dar nomes aos bois”. Vamos a alguns exemplos: o programa Bolsa Família é inatacável. Nenhum político da situação ou da oposição tem a coragem de dizer o que ele é na realidade: um programa que acorrenta ao governo os miseráveis — a quem não se mostra uma saída — para que continuem pagando com o voto a esmola, benesse vendida como sendo do PT, quando é, na verdade, dos impostos, da sociedade.
Ninguém diz que o programa acorrenta os preguiçosos, pela falta de critério na concessão, estimulando a vadiagem, também ela presa eleitoralmente. Nenhum vagabundo, que busca religiosamente seu dinheirinho todo mês na Caixa Econômica, embora possa trabalhar para ganhá-lo honestamente, quer correr o risco de perder a mamata numa mudança de governo. Uma mudança pode redundar em um governo mais criterioso do que o atual (o que não é difícil), e numa revisão desse tipo de prodigalidade.
Prova incontestável, claríssima, de que falta cuidado na distribuição farta dessas bolsas: foram descobertos mais de 2 mil políticos com mandato (na maior parte, mas não na totalidade, vereadores) recebendo, descaradamente, a Bolsa Família, embora embolsassem os vencimentos de agentes políticos, que, sabemos, não são baixos.
Há um precedente aí, que não foi mencionado: quem se candidata a vereador e é eleito nunca é um marginalizado da sociedade, que necessita de assistência pública para a sobrevida. É alguém que tem liderança na sua comunidade, que tem recursos para uma campanha política — que sempre é cara —, que não precisa mendigar — ainda que dinheiro público — para sobreviver. Muito menos precisaria depois de eleito. Pela quantidade dessas concessões, dificilmente conseguirá uma oposição fazer pender a seu favor um prato da balança eleitoral.
Outro exemplo está nas ruas, em qualquer das últimas manifestações: seja numa greve justa de professores, seja num protesto contra um leilão de poços de petróleo. Infiltram-se nessas manifestações grupos constituídos da escória comportamental: vão ali para destruir tudo o que de útil encontram pela frente, desde uma singela lixeira de rua até carros policiais, passando por lojas de veículos, agências de bancos e carros da imprensa. São integrantes de partidos de extrema esquerda, componentes de movimentos sociais marginais como o MST, ladrões ou apenas baderneiros. O “politicamente correto” na imprensa os chama de “manifestantes” ou “ativistas”, quando, na verdade, são bandidos (que até as máscaras, símbolo secular da bandidagem, usam); o “politicamente correto” no governo impede que a polícia os combata com a devida energia (o que, como vemos, os estimula), em nome de uma falsa liberdade; o “politicamente correto” na própria polícia, sempre pressionada, faz com que os poucos presos sejam logo liberados sem maiores consequências (o que é mais um estímulo para o vandalismo). Não conheço nenhum país verdadeiramente civilizado que trate com tal condescendência uma marginalidade como essa que vemos, todos os dias, no noticiário.

Da série Passando raiva no Politicamente Correto

31/10/2013

303957_180799971999821_1547095689_n

Dilma e seu eleitor fiel:

06/09/2013

1235250_421389437965928_455113749_n

Como promover deliberadamente a Explosão Demográfica para aumentar a Desigualdade Social no Brasil

27/06/2013

581705_459620290789672_1791530143_n

Venham vocês do Bolsa Família que se venderam por um prato de comida – Venham defender Dilma-erda agora – Vão pra Rua pra apanhar

22/06/2013

00000000000000000000000000000000000bolsaaa

A Verdadeira Bolsa Família

11/06/2013

935279_365725143529485_1541595888_n

O Escândalo do Bolsa Família. O Escândalo do Bolsa Presidiário

28/05/2013

Olha prova aí.

Agora me digam se dá pra entender:

Quem não trabalha, ganha 852,00 e quem trabalha o mês inteiro ganha 658,00 fora os descontos.

Além disso, se um homem for preso porque matou um cara, sua esposa recebe 900,00 por mês, porque seu marido está preso e sem poder levar sustento pra casa, mas a esposa do assassinado não ganha nada.

E morto tem condições de levar algum sustento? Que país é esse?

Isso chama-se inversão de valores.

A Prova do crime de que não compensa trabalhar:

935279_365725143529485_1541595888_n

248130_452012104893894_1388522063_n

Lula Duas Caras: charlatão, mentiroso, asqueroso, ataca o que ele mesmo tinha dito contra o Bolsa-Família. Quem assistir isso e continuar votando nesse crápula, merece surra.

23/05/2013

A Sardinha enlatada acabou – Vão aprender a pescar, minha Gente!

22/05/2013

O governo não precisa melhorar as estradas, melhorar nada, dar emprego nada, produzir mais alimentos nada, basta me dar 70,00 reais por mês e está tudo bem. Voto nele e morro por ele.

00000000000000000000000000000000000bolsaaa

CANALHA DO LULA ERA CONTRA O BOLSA FAMÍLIA

Quem fala a verdade neste Brasil é sempre discriminado pelos patológicos esquerdistas neuróticos e vagabundos que acreditam no Paraíso na Terra ás custas do Estado (que é sustentado pelo povo que trabalha e paga impostos).

0000000000000ad

E tem aquela que quer calça de 300,00 reais para a Filha: Ou seja, você trabalha, paga imposto, para sustentar calça de 300,00

PUTA QUE PARIU:

O Brasil está as avessas, quando o povo precisa de trabalho lhe dão esmola, quando alguém grita contra os desmandos do governo é burguês, quando alguém critica o Congresso por acoitar bandidos condenados é ele o achincalhado, não se pode sair em paz a lugar algum no Brasil sem correr sérios riscos de não voltar para casa.
É ESTE O PAÍS QUE O LULA TRANSFORMOU ( Fafá de Belém)

0000000000000000bolsa

Boato falso” significa que é um boato que não veio do meio do povo.. e sim que o PT plantou um boato contra si mesmo para culpar a oposição.

00000000000000boslad

A Classe Média vai bem, Obrigado PT:

00000000000h

0000000000bolsass

Classe Média vai ao Paraíso:

00000000000000bosssa

Bolsa Crack – Bolsa Bandido – É uma Vergonha

09/05/2013

000pjm

O Brasil da Bolsa-PT, a compra de votos institucionalizada e legalizada.

25/06/2012

=

=

RIACHÃO PARAÍBA uma cidade petista do bolsa família LULA DEUS nada se produz ninguém trabalha

19/09/2010

Uma cidade petista

O Bolsa-Família no The New York Times

05/09/2010

http://www.nytimes.com/2010/09/05/world/americas/05brazil.html?hp=&pagewanted=all

A Voz de Lula: Já foi contra o Bolsa-Família

02/08/2010

Lula mostra sua própria estratégia:

http://www.youtube.com/watch?v=ECCuDrXNP-o&feature=player_embedded

com o bolsa trabalho ninguém trabalha, comentários de leitores do reinaldo azevedo

02/05/2010

Antônio disse: maio 2, 2010 às 10:33 am  Ola Reinaldo

Se tiver alguém ai do estado do Ceará, por favor, informe (aqui NESTES comentários) sobre a notícia que li na internet que empresários deste estado estão com dificuldade de encontrar trabalhador por que se aceitam o emprego acarreta aumento da renda familiar e assim sendo perdem o bolsa família. Creio que tudo isto esteja acontecendo não só no Estado citado, mas em todos os estados do Norte e Nordeste Brasileiro onde encontramos um contingente enorme de família que necessitam da tal bolsa. Li também quem aceita não quer o registro em carteira pelo mesmo motivo (Perder a Bolsa).

ISTO TUDO É O FIM DA PICADA. O GOVERNO LULA E SUA CADIDATA QUEREM CONTINUAR FAZENDO CURRAR ELEITORAL LA POR AQUELAS BANDAS?

 ===

Sou Serra até no nome! disse: maio 2, 2010 às 11:26 am

Não sei por que ainda não se instaurou a CPI da bolsa esmola! Tem gente que se inscreveu no programa quando desempregado e continua recebendo 97 reais mesmo depois de ter carteira assinada com um SM. Tem gente deficiente, que só recebe 64 reais. Quais são os critérios utilizados para controle?

O comentário do Antônio (10:33) é apenas uma parte da verdade. Pelos interiores do Norte/Nordeste não se consegue mão-de-obra nem por um dia, pois o bolsa esmola já garante a ociosidade! O programa social desse governo instalou no nosso Brasil o incentivo à vagabundagem. A exemplo do próprio lula – que nunca trabalhou!

dilma roussef dá coxinha para voto de cabresto para pobres do nordeste aparecerem no comício ilegal e uso da máquina administrativa federal nas eleições de 2010 e desrespeito a lei eleitoral volta da república velha do voto comprado e do coronel e caciquismo

23/01/2010

VEJA 4 – A política do requeijão sábado, 23 de janeiro de 2010 | 5:05 VEJA 4 – A política do requeijão sábado, 23 de janeiro de 2010 | 5:05 Cristiano Mariz

 FILA DA COXINHA “Militantes” que ganharam transporte e lanche aguardam para entrar em evento com Dilma A campanha da ministra Dilma Rousseff ainda não empolgou a militância petista – ou o que ainda resta dela.

Isso tem ficado evidente nos diversos eventos de que a ministra e o presidente Lula têm participado. Em Jenipapo, não se viam camisas vermelhas nem bandeiras com a estrela do PT.

Os espectadores eram lavradores, empregadas domésticas, pedreiros, gente muito humilde, meio calada, atraída pela promessa de lanche no evento, como o lavrador Antônio Cesário, morador de Granjas, a cerca de duas horas do local da barragem, que decidiu comparecer à inauguração de olho na promessa que lhe fizeram os funcionários da prefeitura. “Pão e requeijão”, conta. “Em casa, só tem requeijão quando vai uma visita muito importante”, comentou. Depois de duas horas apertado em um ônibus superlotado, com mais de cinquenta pessoas, o lavrador diz ter tirado a sorte grande.

 Encontrou coisa muito melhor que pão com requeijão: 45 000 salgadinhos feitos por um dos bufês mais caros de Belo Horizonte. Tudo de graça. O mesmo método de atração de militantes foi usado com mais eficiência no Maranhão uma semana antes, no lançamento da pedra fundamental da Refinaria Premium I da Petrobras, em Bacabeira, perto de São Luís. Cerca de trinta ônibus transportaram recrutas de vários pontos do estado.

Funcionários públicos e estudantes de colégios estaduais foram liberados de suas obrigações para engrossar a claque de apoio à família Sarney, ao presidente Lula e, é claro, a Dilma Rousseff.

Na porta do local onde será erguida a refinaria, cabos eleitorais esperavam os moradores dos grotões do estado com bandeiras de plástico que estampavam a frase: “Obrigado, presidente”. A maior evidência de que o quórum nas aparições da pré-campanha petista é artificial pode estar no fracasso da inauguração da escola técnica em Araçuaí, cidade vizinha a Jenipapo de Minas.

A estrutura foi montada para comportar 7 000 pessoas, mas apenas 500 testemunharam Lula elogiar sua candidata. Lá, a máquina pública não participou da engrenagem para atrair “militantes”. Não houve o aluguel de ônibus, nem lanchinho, nem requeijão, nem refrigerante. Os poucos que compareceram tiveram de se contentar com um copo de água.

PORQUE O BOLSA FAMÍLIA É UMA TRAGÉDIA , O DESASTRE DO ASSISTENCIALISMO E DO ESTADO DE BEM ESTAR SOCIAL foi previsto em 1931, nordeste ninguém trabalha mais com carteira assinada bolsa familia elege dilma

19/12/2009

 “É  impossível levar o pobre à prosperidade através

 de legislações que punem os ricos pela prosperidade.

Por cada pessoa que  recebe  sem  trabalhar,  outra pessoa

deve trabalhar sem receber.

O governo não pode dar para alguém aquilo que

 não tira  de  outro  alguém. 

Quando metade da população entende a idéia de que

não precisa trabalhar, pois a outra metade da população 

irá  sustentá-la,  e  quando  esta  outra  metade entende

que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira 

metade,  então  chegamos  ao  começo  do  fim  de  uma  nação. 

É impossível multiplicar riqueza dividindo-a.”

Adrian Rogers, 1931

Bolsa família e o horror da Suécia – o Brasil do futuro

18/06/2008

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=113

Jornal The Independent- uma reflexão sobre pobreza

23/04/2008
Royaume-Uni – The Independent

Deborah Orr pense qu’il faut redéfinir la pauvreté

La chroniqueuse Deborah Orr estime que le concept de pauvreté est mal compris, parce que mal défini. “Tant que nous continuons à définir la pauvreté comme étant relative, alors la pauvreté nous accompagnera toujours. Pourquoi ne pas définir la pauvreté d’une manière différente dans une économie développée ? Pourquoi ne pas la définir la pauvreté comme un état où une personne a objectivement besoin des aides du gouvernement, même lorsque quelqu’un travaille à plein temps ? Alors il devient clair que les crédits d’impôts et les aides au logement sortent les gens de la pauvreté de la même manière que le Doliprane soigne le rhume et et la méthadone la dépendance. Les crédits d’impôts sont un moyen de reconnaître la pauvreté et de traiter certains de ses symptômes. Mais ils ne combattent pas la pauvreté. Ils s’y ajoutent. Dans notre petit monde imparfait, c’est peut-être le mieux que l’on puisse faire. Mais ayons au moins la clairvoyance de l’admettre.” (23.04.2008)