Archive for the ‘igreja católica’ Category

Como o Sol bailou, ao meio dia, na Freguesia de Fátima, Concelho de Ourém, Distrito de Santarém, Portugal – 100 anos do início das aparições

13/05/2017

VISÃO DO INFERNO

Lúcia, Francisco e Jacinta. Em cima antes da visão do Inferno. Embaixo eles logo após a visão

ROSTOS TRANSTORNADOS

visaodoinferno

JORNAL O SÉCULO

659_20170502094840_cms_pages

A REPORTAGEM DO ÚLTIMO DIA DAS APARIÇÕES

jornal_o_século_2

POVO VÊ O MILAGRE DO SOL – Depois da chuva, todos estavam secos

Milagre_do_Sol_Blog

os dois irmãos portugueses, nosso povo, que rezavam pelos pecadores

18403722_1308708732511621_4865799255578200070_n

Bento XVI – 90 anos em 16 de abril de 2017

16/04/2017

En ce dimanche, jour de Pâques, Benoît XVI fête ses 90 ans.

Mes prières et mes pensées pour ce grand pape.

C9fGTOeXsAAZlPp

Exemplo de Mulher: A mãe de Santa Terezinha

08/03/2017

17201324_10154237785195863_9042718911605502425_n

Propaganda insistente nas midias:

06/03/2017

“””””””””Manual Católico, formação, confirmação e convite a verdadeira conversão.”

Esse livro lhes mostrará a verdade, o que é a verdadeira e tradicionalista Igreja e Fé Católica. O que aconteceu, está acontecendo e irá acontecer em um futuro próximo. O livro é gratuito e saibam o que fazer para salvar suas almas e as almas de muitos.

E dessa forma se preparem pelo o que está por vir. Não se enganem, o fim está próximo. Satanás reina na terra. O Anticristo vem ai e pouco tempo depois a volta do Senhor Jesus. Aquele que divulgar será abençoado e aquele que zombar fará penitência.”””””””””

Anti Papa deverá renunciar – É o que querem os cardeais

05/03/2017

Cardeais que Apoiaram Eleição do Papa Francisco Querem que Ele Renuncie.

O jornal the London Times anuncia hoje que um grupo de cardeais que apoiaram a eleição do Papa Francisco agora deseja que ele renuncie para evitar um cisma que “seria pior que a reforma protestante”.

E ainda sugerem que após essa renúncia, assuma o cardeal Pietro Parolin. O jornal relata 12 cardeais defendendo isso e ressalta que o número de cardeais não importa mas sim a influência deles.

Também é lembrado que esse grupo de cardeais não é formado por cardeais conservadores, mas apenas por aqueles que estão preocupados com o desmembramento da Igreja.

Finalmente, o jornal lembra que não há chance do Papa Francisco renunciar “pois ele tem um viés autoritário e tentará completar suas reformas”

Vejamos o relato do jornal The London Times:

Anti-reform cardinals ‘want the Pope to quit’

Philip Willan, Rome

A group of cardinals who supported the election of Pope Francis are worried that his controversial reforms are leading the Catholic church towards a schism and are planning to appeal to him to step down, a leading Vatican watcher has claimed.

“A large part of the cardinals who voted for him is very worried and the curia . . . that organised his election and has accompanied him thus far, without ever disassociating itself from him, is cultivating the idea of a moral suasion to convince him to retire,” Antonio Socci wrote in the Italian newspaper Libero.

The conservative Catholic author and journalist said that the election four years ago of Jorge Mario Bergoglio had been backed by progressive German cardinals and a curia faction impatient with the rule of his predecessor, Pope Benedict XVI.

It was the latter faction who now believed that the Pope should resign and who would like to replace him with Cardinal Pietro Parolin, the Vatican secretary of state, Mr Socci said. He believed that the group numbered around a dozen, “but the importance of the members counts more than their number”.

Four years after Benedict XVI’s renunciation and Bergoglio’s arrival on the scene, the situation of the Catholic church has become explosive, perhaps really on the edge of a schism, which could be even more disastrous than Luther’s [who is today being rehabilitated by the Bergoglio church],” Mr Socci wrote.

What was significant, he said, was that the doubters were not the conservative cardinals who had been in open opposition to the Pope since early in his reign.

Putting pressure on a pope to resign is a crime punishable under canon law, Mr Socci added, so it was unclear how the moral suasion might be exercised. “The cardinals are worried that the church could be shattered as an institution. There are many indirect ways in which the pressure might be exerted.”

The Pope’s openings to modernity on sexual morality, communion for remarried Catholics and friendly relations with other religions have opened a gulf between progressives and traditionalists.

“A good number of the majority that voted for Bergoglio in 2013 have come to regret their decision,” one expert on the Vatican said, “but I don’t think it’s plausible that members of the hierarchy will pressure the Pope to resign. Those who know him know it would be useless. [He] has a very authoritarian streak. He won’t resign until he has completed his revolutionary reforms, which are causing enormous harm.”

Antonio Pelayo, a Catholic priest who covers the Vatican for Spanish television, said that there were between ten and twenty conservative cardinals openly opposed to the Pope’s reforms, but only two or three who had voted for him and who now regretted it.

  • Marie Collins, an Irish abuse victim, resigned from the Pope’s commission for child protection yesterday, citing institutional resistance to reform from within the Vatican curia. She said there were “fine words in public and contrary actions behind closed doors” and appeared to criticise the Pope for a decision to reduce sanctions against a perpetrator.

O site católico EWTN relatou o que descreve o jornal.

Pro Pope Francis cardinals want him to resign to avoid schism, reports the Times of London

BY DEACON NICK DONNELLY

The London Times newspaper is reporting that a group of cardinals who supported Pope Francis now want him to resign and be replaced by Cardinal Pietro Parolin because they fear his reforms will cause a schism “more disastrous” than the Reformation. The Times article draws on a report by the Vatican expert Antonio Socci, a prominent Italian Catholic journalist.

Antonio Socci reports that it is the curial faction of the Holy See that backed the election of Jorge Mario Bergoglio out of “impatience with the rule of his predecessor, Pope Benedict XVI” that now wants Pope Francis to resign out of fear of an impending schism. The Times reports:

A large part of the cardinals who voted for him is very worried and the curia . . . that organised his election and has accompanied him thus far, without ever disassociating itself from him, is cultivating the idea of a moral suasion to convince him to retire.

It was the latter faction who now believed that the Pope should resign and who would like to replace him with Cardinal Pietro Parolin, the Vatican secretary of state, Mr Socci said. He believed that the group numbered around a dozen, but the importance of the members counts more than their number. Four years after Benedict XVI’s renunciation and Bergoglio’s arrival on the scene, the situation of the Catholic church has become explosive, perhaps really on the edge of a schism, which could be even more disastrous than Luther’s [who is today being rehabilitated by the Bergoglio church].

The cardinals are worried that the church could be shattered as an institution. There are many indirect ways in which the pressure might be exerted.

An expert on the Vatican gave this assessment of the latest development:

A good number of the majority that voted for Bergoglio in 2013 have come to regret their decision, but I don’t think it’s plausible that members of the hierarchy will pressure the Pope to resign. Those who know him know it would be useless. [He] has a very authoritarian streak. He won’t resign until he has completed his revolutionary reforms, which are causing enormous harm.

Antonio Socci reports that the significance of this development is that the group who want Pope Francis to resign are not the “conservative” cardinals who have opposed the Holy Father’s innovations, “What was significant, he said, was that the doubters were not the conservative cardinals who had been in open opposition to the Pope since early in his reign.”

Quem fazer tropeçar estas criancinhas que aderiram…

02/03/2017

17022376_10155132229524630_4354285406439436600_n

Como você imagina que era a mãe de todos nós, Eva Costello, esposa de Adão de Barros?

26/02/2017

gata selvagem brotando de um trigal

Minha mãe, inicio da minha genealogia, era um branca loira refinada e culta!

16806785_1372492112824971_536968841405983774_n

7 mandamentos católicos sobre Televisão – Código Católico sobre Televisão

12/10/2016

1- Nunca se permita às crianças que vejam televisão por mais de duas horas por dia.

2- Exclusão absoluta de programas truculentos ou imorais, sem distinção de idade.

3- Convencer as crianças que certos programas não são para elas, embora possam vê-los os adultos.

4- Evitar que as crianças vejam televisão na hora das refeições.

5- Os pais devem estar de acordo de antemão sobre os programas que consideram apropriados para os filhos, e explicar-lhes porque não desejam que vejam os não apropriados.

6- Pais e mestres devem protestar contra os programas prejudiciais e animar os produtores que façam programas convenientes.

7- Os pais deverão pedir que os programas infantis sejam apresentados a horas apropriadas, de acordo com a vida de família e respeitando a hora de ir dormir.

tupi

SUAVE MILAGRE

22/09/2014

PQAAAFvyzHroEvr7dTg8aoPMTc1GF2ylWzL2Lz_cELoCFPP2W_XEHLMOgg9pHYYuZRG6ic9tF3aWDeYyN9AxI2vOnl8Am1T1ULTma8D9Cw4HnaIee2Hv0DuxowGM

A defesa da familia no MUNDO e a total omissão da CNBB e da Igreja Católica no Brasil

21/05/2014

Lundi 19 mai 2014 – 1ère séance : Autorité parentale et intérêt de l’enfant.

AS CRIANÇAS NO MUNDO TODO SERÃO DO GOVERNO E NÃO MAIS DAS FAMÍLIAS.

safe_imageCA96SCFG

Marion Maréchal-Le Pen intervient pour la défense de la famille traditionnelle et du statut des parents au nom de l’intérêt supérieur de l’enfant.

http://www.youtube.com/watch?v=Ml9zl7oQNzA&feature=youtu.be

Igreja Católica sendo atacada e destruída na França – Église catholique est attaqué, profané et détruit en France

04/01/2014

BdKAJB0IUAAUrPU

SainteOdile.

BdKJ00CIQAA_Rra

BdKMRXBIQAArlVs

BdKbGmYCIAAn9-_

BdAOJbUCEAEkwcK

França 15 de dezembro de 2013

15/12/2013

familiafobia

Tolerar igualmente todas as religiões é o mesmo que ateísmo

26/11/2013

1476600_390109377788531_17058726_n

Língua de Santo Ântonio há 800 anos que está inteira: É milagre

25/09/2013
LÍNGUA INCORRUPTA DE SANTO ANTONIO
Num antigo manuscrito do séc. XIII, encontra-se uma oração, atribuída a Santo António, que o Santo costumava rezar antes de começar a pregar. Nela, há esta expressão: «Senhor, faz que a minha língua se solte como flecha para anunciar as tuas maravilhas».
539741_518751734883106_291603294_n
Com esta oração, Santo António pede a Deus que possa utilizar a própria língua para lançar “palavras de amor” que proclamem “as maravilhas do Senhor”. Só nestas condições o pecador se converte e progride no caminho da santidade. Na verdade, sabemos que basta uma palavra de amor para despertar o amor; e uma só palavra boa pode tornar boa a inteira existência do crente.
A descoberta da língua incorrupta, que ocorreu em 1263, coincidiu com a conclusão da segunda fase da construção da Basílica, no Capítulo Geral dos franciscanos, que haviam se reunido em Pádua, que tinha como Ministro Geral São Boaventura.
O túmulo do santo foi transferido para o centro da Basílica, e naquela ocasião foi aberta pela primeira vez o caixão que continha os restos mortais de Antônio. Grande foi a surpresa de encontrar a língua incorrupta, tanto que São Boaventura proclamou uma ode de oração, transmitida ao longo dos séculos por todos os devotos:
“Ó língua bendita de Santo Antônio, que sempre louvastes a Deus e fizestes com que outros O louvassem, agora se vê claramente quantos méritos alcançastes perante Deus.”

Hoje acontecerá o milagre de San Gennaro? Aguardamos notícia

19/09/2013
O Sangue de São Januário
São Januário, também conhecido como São Gennaro, nasceu em Nápoles, no ano 270 d.C, foi Ordenado Sacerdote, Bispo de Beneveto posteriormente e durante a perseguição de Diocleciano foi martirizado por se recusar a oferecer incenso aos deuses. Inicialmente havia sido enterrado em Nápoles, depois o levaram para Beneveto, mas em 1497 retornaram a Nápoles.
Seu Sangue está recolhido em duas ampolas que em determinadas datas: o sábado que antecede o primeiro domingo de maio lembrando a primeira transladação e no dia 19 de Setembro, Festa do Martírio de São Januário.
Algumas crônicas relatam que o Sangue de São Gennaro foi recolhido enquanto o seu corpo era levado para Beneveto. O Sangue liquefeito é um bom sinal para Nápoles.
Na imagem, o Cardeal Sepe com a Relíquia.

 1238960_361255264007276_812561018_n

Católicos politicamente corretos

07/09/2013

1231429_401825973251069_1506468688_n

Papa Francisco reformara toda a Igreja Católica – Para melhor ou para pior?

16/05/2013

Papa Francisco reformará não só a Cúria Romana, mas toda a Igreja.  

2013-05-16 Rádio Vaticana
Cidade do Vaticano (RV) – O Presidente do Pontifício Conselho das Comunicações Sociais, Dom Claudio Maria Celli, participou da apresentação do livro de Massimo Franco, intitulado “A crise do Império Vaticano. Da morte de João Paulo II à renúncia de Bento XVI: por que a Igreja se tornou o novo imputado global?” (Edições Mondadori).
Na apresentação do volume, Dom Celli afirmou que “o Papa Francisco se encontra diante de uma herança complicada. Cabe a ele a reforma do órgão da Cúria Romana. Não se trata de uma exigência apenas estrutural, mas, vai bem mais além: a Igreja precisa de uma contínua renovação e de uma vida mais aderente a Cristo”.
Dom Claudio Celli afirmou ainda não estar plenamente de acordo com a tese principal do livro de Massimo Franco: “É inegável, disse, que existem diagnoses, sobre as quais se pode concordar, mas, talvez, o autor não faria certas avaliações com a atual presença do Papa Francisco. O texto situa-se, historicamente, na fase da “sede vacante”, mas não corresponde ao que está acontecendo hoje, sob os olhares de todos”.
O arcebispo repercorreu a última fase do Pontificado de Bento XVI, admitindo que a renúncia de Ratzinger surpreendeu toda a Igreja, “inclusive nós mesmos, que nos encontramos diante de uma notícia inédita, com todas as suas dificuldades e conseqüências. Contudo, embora eu compartilhe da interpretação também das lutas internas no Vaticano, sinto muito que se pense que um Papa renuncie por tais motivos. Pelo contrário, acrescentou Dom Celli, Bento XVI estava ciente de não poder enfrentar ulteriores desafios impostos pela Fé.
O Arcebispo Chelli concluiu dizendo que, agora, o Papa Francisco deve enfrentar o tema da reforma da Cúria, mas também aquele da “Igreja pobre para os pobres”, ajudando-a a reencontrar-se com o Senhor. Estes dois meses de Pontificado abriram as portas da Igreja à esperança, ao essencial, à periferia do mundo”. (MT)

Como exterminar vermes politicamente corretos

29/04/2013

n/d

Padre Beto está excomungado por heresia e cisma: traiu o compromisso de fidelidade à Igreja em nome da “liberdade de expressão”.

Comunicado ao povo de Deus da Diocese de Bauru

Clique para acessar o original.

É de conhecimento público os pronunciamentos e atitudes do Reverendo Pe. Roberto Francisco Daniel que, em nome da “liberdade de expressão” traiu o compromisso de fidelidade à Igreja a qual ele jurou servir no dia de sua ordenação sacerdotal. Estes atos provocaram forte escândalo e feriram a comunhão eclesial. Sua atitude é incompatível com as obrigações do estado sacerdotal que ele deveria amar, pois foi ele quem solicitou da Igreja a Graça da Ordenação. O Bispo Diocesano com a paciência e caridade de pastor, vem tentando há muito tempo diálogo para superar e resolver de modo fraterno e cristão esta situação. Esgotadas todas as iniciativas e tendo em vista o bem do Povo de Deus, o Bispo Diocesano convocou um padre canonista perito em Direito Penal Canônico,  nomeando-o como juiz instrutor para tratar essa questão e aplicar a “Lei da Igreja”, visto que o Pe. Roberto Francisco Daniel recusa qualquer diálogo e colaboração. Mesmo assim, o juiz tentou uma última vez um diálogo com o referido padre que reagiu agressivamente, na Cúria Diocesana, na qual ele recusou qualquer diálogo. Esta tentativa ocorreu na presença de 05 (cinco) membros do Conselho dos Presbíteros.

O referido padre feriu a Igreja com suas declarações consideradas graves contra os dogmas da Fé Católica, contra a moral e pela deliberada recusa de obediência ao seu pastor (obediência esta que prometera no dia de sua ordenação sacerdotal), incorrendo, portanto, no gravíssimo delito de heresia e cisma cuja pena prescrita no cânone 1364, parágrafo primeiro do Código de Direito Canônico é a excomunhão anexa a estes delitos. Nesta grave pena o referido sacerdote incorreu de livre vontade como consequência de seus atos.

A Igreja de Bauru se demonstrou Mãe Paciente quando, por diversas vezes, o chamou fraternalmente ao diálogo para a superação dessa situação por ele criada. Nenhum católico e muito menos um sacerdote pode-se valer do “direito de liberdade de expressão” para atacar a Fé, na qual foi batizado.

Uma das obrigações do Bispo Diocesano é defender a Fé, a Doutrina e a Disciplina da Igreja e, por isso, comunicamos que o padre Roberto Francisco Daniel não pode mais celebrar nenhum ato de culto divino (sacramentos e sacramentais, nem mais receber a Santíssima Eucaristia), pois está excomungado. A partir dessa decisão, o juiz instrutor iniciará os procedimentos para a demissão do estado clerical para enviar a Roma o procedimento penal para sua “demissão de estado clerical”.

Com esta declaração, a Diocese de Bauru entende colocar “um ponto final” nessa dolorosa história.

Rezemos para que o nosso Padroeiro Divino Espírito Santo, “que nos conduz”, ilumine o Pe. Roberto Francisco Daniel para que tenha a coragem da humildade em reconhecer que não é o dono da verdade e se reconcilie com a Igreja, que é “Mãe e Mestra”.

Bauru, 29 de abril de 2013.

Por especial mandado do Bispo Diocesano, assino os representantes do Conselho Presbiteral Diocesano

Fonte: http://fratresinunum.com/

Mulçumano queima uma Cruz – Nenhuma ONG, nenhuma ONU, nenhum defensor de Direitos Humanos reclama

17/03/2013

queimando cruz

Perfil falso do novo Papa engana até a Radio Vaticano que noticiou que Papa Jorge M Bergoglio @JMBergoglio tinha feito primeira mensagem em seu twitter particular

13/03/2013

conta do novo papa

http://pt.radiovaticana.va/bra/articolo.asp?c=673111

papa clarin um

noticia conta papa

segunda parte glenda

576014_10151392915087739_1527760661_n

Sede Vacante desde as 20:00 Horário de Roma – 28 fevereiro 2013

28/02/2013

sedeportuga

bento dezesseis

2013-02-28 Rádio Vaticana
Olhos concentrados sobre o Vaticano no momento em que Bento XVI partia, pouco depois das 17 horas, para Castelgandolfo. Às 20 horas cessará oficialmente o seu ministério petrino. Imagens que pode seguir em direto aqui na Rádio Vaticano, no Vatican player…
O helicóptero transportando Bento XVI aterrou em Castelgandolgo às 17.24, sendo o Santo Padre acolhido pelo Cardeal Joseph Bertello, Presidente do Governatorato do Vaticano, por Dom Marcello Semeraro, bispo de Albano e ainda pela Presidente da Câmara e pelo Pároco de Castel Gandolfo.
Pelas 17.50, o Papa assomou à varanda central do Palácio de Castelgandolfo para “o último acto público”, saudando a população local, que o aplaudiu entusiasticamente. Bento XVI improvisou algumas palavras de agradecimento, declarando ter vindo agora na qualidade de “peregrino” que empreende a última fase da sua peregrinação terrena.Às 20 horas, ao iniciar a Sede Vacante, a Guarda Suíça cessa o serviço em Castel Gandolfo. Conclui o ministério de Bento XVI como Papa.
Amanhã dia 1 de Março o Cardeal Decano Angelo Sodano convoca as Congregações Gerais dos Cardeais. Provavelmente, tais reuniões serão convocadas para se iniciarem a partir do dia 4. No âmbito destas reuniões os Cardeais estabelecerão a data de início do Conclave.

A Qualquer momento: Sede Vacante no Site do Vaticano

28/02/2013

vaticanr

sodano

Todos os cardeais com menos de 80 anos podem votar e serem votados (Estão em asterisco)

16/02/2013

4 cardeais completam 80 anos nas próximas semanas.

http://www.vatican.va/news_services/press/documentazione/documents/cardinali_statistiche/cardinali_statistiche_eta_it.html

raio

Quais cardeais brasileiros podem votar e poderiam ser eleito Papa

12/02/2013

Somente cardeais nascidos após 13 de março de 1933. Do Brasil somente:

Agnelo, Hummes, Assis, Avis e Scherer.

cardeal

Povo nas ruas em Paris contra o casamento gay e a adoção por gays

13/01/2013

http://www.lefigaro.fr/actualite-france/2013/01/13/01016-20130113LIVWWW00076-manifestation-mariage-gay.php

8 de Dezembro – Dia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida – Orago da Terrinha – Portugal

08/12/2012

Nossa Senhora da Conceição, padroeira do Reino.

Nas cortes celebradas em Lisboa no ano de 1646 declarou el-rei D. João IV que tomava a Virgem Nossa Senhora da Conceição por padroeira do Reino de Portugal, prometendo-lhe em seu nome, e dos seus sucessores, o tributo anual de 50 cruzados de ouro. Ordenou o mesmo soberano que os estudantes na Universidade de Coimbra, antes de tomarem algum grau, jurassem defender a Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Não foi D. João IV o primeiro monarca português que colocou o reino sob a protecção. da Virgem, apenas tornou permanente uma devoção, a que os nossos reis se acolheram algumas vezes em momentos críticos para a pátria. D. João I punha nas portas da capital a inscrição louvando a Virgem, e erigia o convento da Batalha a Nossa Senhora, como o seu esforçado companheiro D. Nuno Alvares Pereira levantava a Santa Maria o convento do Carmo. Foi por provisão de 25 de Março do referido ano de 1646 que se mandou tomar por padroeira do reino Nossa Senhora da Conceição. Comemorando este facto cunharam-se umas medalhas de ouro de 22 quilates, com o peso de 12 oitavas, e outras semelhantes mas de prata, com o peso de uma onça, as quais foram depois admitidas por lei como moedas correntes, as de ouro por 12$000 réis e as de prata por 600 réis. Segundo diz Lopes Fernandes, na sua Memoria das medalhas, etc., consta do registo da Casa da Moeda de Lisboa, liv. 1, pag. 256, v. que António Routier foi mandado vir de França, trazendo um engenho para lavrar as ditas medalhas, as quais se tornaram excessivamente raras, e as que aquele autor numismata viu cunhadas foram as reproduzidas na mesma Casa da Moeda no tempo de D. Pedro II. Acham-se também estampadas na Historia Genealógica, tomo IV, tábua EE. A descrição é a seguinte: JOANNES IIII, D. G. PORTUGALIAE ET ALGARBIAE REX – Cruz da ordem de Cristo, e no centro as armas portuguesas. Reverso: TUTELARIS RE­GNI – Imagem de Nossa Senhora da Conceição sobre o globo e a meia lua, com a data de 1648, e; nos lados o sol, o espelho, o horto, a casa de ouro, a fonte selada e arca do santuário. O dogma da Imaculada Conceição foi definido pelo papa Pio IX em 8 de Dezembro de 1854, pela bula Ineffabilis. A instituição da ordem militar de Nossa Senhora da Conceição por D. João VI (V. o artigo seguinte) sintetiza o culto que em Portugal sempre teve essa crença antes de ser dogma. Em 8 de Dezembro de 1904 lançou-se em Lisboa solenemente a primeira pedra para um monumento comemorativo do cinquentenário da definição do dogma. Ao acto, a que assistiram as pessoas reais, patriarca e autoridades, estiveram também representadas muitas irmandades de Nossa Senhora da Conceição, de Lisboa e do país, sendo a mais antiga a da actual freguesia dos Anjos, que foi instituída em 1589.

Furacão Sandy nos EUA – tudo destruído, ao chão, menos a Santísima Virgem Maria, como tinha já acontecido na Indonésia e no Haiti

30/10/2012

Furacão Sandy nos EUA: tudo destruído, ao chão, exceto a Imagem da Santísima Virgem Maria, que ficou intacta!

Regina Coeli, ora pro nobis!

 

Uma pequena imagem – Um pequeno milagre

21/10/2012

http://cienciaconfirmaigreja.blogspot.com.br/2012/10/imagem-de-nossa-senhora-de-coromoto.html

História e Vida de São Francisco de Assis:

04/10/2012

http://correiocatolico.wordpress.com/2008/08/06/vida-de-sao-francisco-de-assis/

O Milagre de San Genaro (São Januário) em Napoli, 19 de setembro de 2012 E 2014

20/09/2012

==

ver 2014 aqui:

https://homemculto.com/2014/09/19/san-gennaro-ha-fatto-il-miracolo/

O milagre de San Gennaro: o sangue coagulado feito líquido, mais uma vez. Nápoles, Itália – 2012.
ITÁLIA. Como todos os anos, desde de 1389, durante a comemoração da festa de San Gennaro, o milagre da liquefação do sangue, relíquia conservada em dois frascos, repetiu-se diante dos milhares de devotos que se reuniram dentro e no em torno da Capela do Tesouro da Catedral de Nápoles, Itália – às 9:22 da manhã de quarta-feira 19 de setembro (2012) – lembrança do mesmo dia do ano 305 d.C., quando o santo foi martirizado e morto.
A ampola foi apresentada à multidão pelo arcebispo da Cidade, cardeal Crescenzio Sepe em cerimônia compartilhada lado a lado com o prefeito de Nápoles Luigi de Magistris.

Busto-relicário de prata de San Gennaro sobre o altar da Catedral de Nápoles que, segundo a tradição, contém a cabeça (o crânio) do mártir.

O milagre acontece três vezes por ano, além de se liquefazer no dia dedicado ao santo, o fenômeno ocorre também em maio, mês dedicado à Virgem Maria e em 16 de dezembro.
O dia 16 de dezembro está relacionado a mais um prodígio atribuído ao santo. Em 1631, Vesúvio, o vulcão entrou em erupção. A convulsão telúrica era assustadora.
Então, as autoridades eclesiásticas de Nápoles resolveram organizar uma procissão levando a cabeça do mártir e uma ampola com sangue sagrado até a Igreja de Santa Catarina, em Formiello, próxima à montanha flamejante.
A erupção cessou imediatamente e todos os fenômenos associados, o fluxo de lava e a chuva de cinzas foram se atenuando e tudo terminou sem nenhuma vítima.

A GUERRA DOS SANTOS

A terceira data anual, em que o sangue coagulado torna-se líquido, é o sábado que antecede o primeiro domingo de maio. Esse dia está refere-se a um fenômeno natural associado a um marco político: a proclamação da República italiana, em 22 de janeiro de 1799 pondo um fim à monarquia, cujo rei, Fernando IV, da dinastia dos Bourbon, abandonou o Castelo de Sant’Elmo e fugiu, com destino à ilha da Sicília.
Porém, muitas pessoas ainda persistiam na defesa do antigo regime. Havia uma intensa e perigosa inquietação social marcada por conflitos violentos; um situação de guerra civil. Muitos devotos esperavam um sinal de San Gennaro que fosse capaz de acalmar os ânimos. E o sinal veio.
Novamente, o Vesúvio acordou furioso projetando línguas de fogo nas alturas. De certa forma, para alguns, parecia uma celebração da vitória dos republicanos, para outros, um castigo do céu. Mas o fato é que o vulcão ativo era uma terrível ameaça.
Para combater os monarquistas e tentar reestabelecer a ordem pública, entrou em cena, com suas tropas, o general francês Jean Etienne Championet. Foi uma luta cruel mas, no fim, Championet conseguiu dominar a situação e para provar que sua vitória tinha a benção divina, proibiu a pilhagem e a destruição das imagens sacras, ordenou ao clero que abrisse as Igrejas e aos padres que pregassem a paz. Além disso, foi pessoalmente à Capela do Tesouro pedir a benção de San Gennaro.
Na Capela, registram historiadores como Carlo di Nicola (FUENTES, 2012), o general chorou junto ao busto do santo. Então, perguntou onde estava colar que compunha a imagem. Informaram-lhe que o rei o levara embora em sua fuga. Horrorizado, Championet doou um novo colar, uma jóia valiosa para ornamentar a relíquia.
Todavia, nas sombras, Fernando IV tramava o retorno e pedia a proteção de Santo Antônio de Pádua enquanto acusava San Gennaro de traição por ter realizado o milagre de dezembro (em 1798) em meio à derrocada da monarquia.
Em 4 de maio de 1799, primeiro sábado do mês, foi organizada uma procissão para San Genaro. Naquele dia, esperava-se que a ocorrência ou não do milagre da liquefação do sangue desse um veredicto definitivo sobre a orientação política favorecida por Deus. Monarquia ou República.
O milagre aconteceu. A República era vitoriosa ou… parecia. Daquela vez, os acontecimentos subseqüentes convenceram o povo que o prodígio de San Gennaro fora mal interpretado. Teria sido, na verdade, um mau presságio para forças militares da França porque, um mês depois, uma contra-revolução retomava Nápoles e os Bourbons, retomaram a coroa e o cetro e os monarquistas comemoraram em 13 de junho de 1799, durante a festa de Santo Antonio de Pádua.

Santo Antônio de Pádua e San Gennaro, aqui representados já em harmonia.

Como lembrança da Guerra dos Santos entre a Monarquia e a República Italianas, existem desenhos e pinturas nos quais Santo Antônio é representado empurrando San Genaro com uma vara. Na sabedoria popular, a expressão fazer um Santo Antônio tornou-se sinônimo de resolver as “causas impossíveis”.
Mas, aos poucos, San Genaro foi retomando seu lugar de honra como padroeiro de Nápoles e no coração do povo. O culto renasceu com toda força tal como as erupções do Vesúvio, até porque, Santo Antônio de Pádua é de origem portuguesa e, no fim das contas, o sentimento nacionalista italiano falou mais alto.
FONTES
Napoli, il Miracolo di San Gennaro si ripete anche quest’anno.
NOTIZIE- IN/ITÁLIA, publicado em 19/09/2012.
FUENTES, Marina Cepeda. Il Miracolo di San Gennaro e la Repubblica Napoletana del 1799.
TOTALITA/ITÁLIA, publicado em 19/09/2012.

Cadê o pessoal que critica intolerância? Invadir Igreja Católica pode? Tudo bem?

28/05/2012

Perseguição a cristãos e católicos na Índia

21/05/2012

Não tem para onde correr: Freiras dos Estados Unidos são feministas radicais, pró homossexualidade e contra dogmas da Igreja: Fim do mundo

20/04/2012

http://sociedad.elpais.com/sociedad/2012/04/19/actualidad/1334861025_630076.html

El Vaticano amonesta a la mayor agrupación de monjas de EE UU

La Congregación para la Doctrina de la Fe les acusa de oponerse a varios dogmas

Roma asegura que defienden un ideario feminista radical y de apoyo a los homosexuales

Washington 19 ABR 2012 – 20:54 CET

www.elpais.com

El Vaticano le ha encargado a un arzobispo norteamericano que imponga una reforma integral de la mayor agrupación de monjas de Estados Unidos, a la que acusa de “graves desviaciones doctrinales”, por oponerse subrepticiamente a la doctrina oficial en materia de sacerdocio y homosexualidad, y por “la prevalencia de ciertas ideas feministas radicales incompatibles con la fe Católica en algunos de sus programas y presentaciones”.

La llamada Conferencia de Liderazgo de Mujeres Religiosas (LCWR, por sus siglas en inglés) agrupa a unas 1.500 superioras, que representan a un 80% de las 57.000 monjas que residen en EE UU. La organización se creó en 1956, a petición del propio Vaticano, para unificar las posturas doctrinales de las hermanas norteamericanas en su labor de apostolado. El Vaticano ordenó una revisión de sus actividades en 2008, al recibir de diversos oficiales católicos quejas por supuestos desvíos doctrinales.

El Vaticano critica que las hermanas norteamericanas sancionadas “protesten contra las acciones de la Santa Sede en asuntos como la ordenación de mujeres o el adecuado enfoque pastoral sobre el ministerio a personas homosexuales”. En el informe se asegura que prevalecen entre esas monjas “ciertos temas feministas radicales, incompatibles con la fe Católica”. “Es más, algunos de sus comentarios sobre el ‘patriarcado’ deforman el modo en el que Jesús estructuró su vida sacramental en la Iglesia; otros incluso minan las doctrinas dadas sobre la Santa Trinidad, la divinidad de Cristo y la inspiración de la Sagrada Escritura”.

En el documento del Vaticano se critica la relación de LCWR con Network, un grupo de presión radicado aquí en Washington, creado por 47 monjas hace cuatro décadas y cuya finalidad es avanzar políticas en consonancia con una ideario de justicia social católica decididamente progresista. Durante el debate de la reforma sanitaria de Barack Obama, que ahora estudia el Tribunal Supremo, Network apoyó públicamente al presidente. Recientemente, diversos obispos criticaron esa norma, por, entre otras cosas, haber intentado imponer a las instituciones afiliadas a grupos religiosos que ofrecieran cobertura de anticonceptivos a sus empleados.

Hoje é anivesário do Papa Bento XVI nascido em 1927 na Alemanha

16/04/2012

Com massacre de cristãos na África ninguém se preocupa

17/12/2011

CNBB, Dom Raimundo Damasceno, CIMI, a Igreja cúmplice do PT, A Igreja omissa, a Igreja contra o Brasil

15/12/2011

O relativismo moral e ético das maquinações parlamentares da CNBB é mais que visível. É virtualmente delinquente. E o catolicismo? Jogaram na privada. A confissão religiosa é petista.

Leonardo Bruno, advogado católico
Escapou pela internet a notícia de que a CNBB fez um acordo secreto com a senadora Marta Suplicy, para aprovar tacitamente o PLC 122, a famigerada “lei anti-homofobia”. Em nota publicada na página da CNBB, de 7 de dezembro de 2011, a mesma negou que houve um acordo. Deu a entender que ocorreu apenas uma conversa, em audiência no dia 1º de dezembro de 2011, quando a entidade escutou a proposta da senadora, e reiterou o compromisso de “combater todo tipo de discriminação”. Linguajar visivelmente suspeito o do emissor da nota, o Cardeal Raimundo Damasceno Assis, de Aparecida.
Revelam-se aí duas versões diferentes e contraditórias. A pergunta que não quer calar é: quem está mentindo? Dona Marta Suplicy, que confirmou o apoio da CNBB? Ou a autonomeada entidade representante dos bispos do Brasil, que diz negá-lo? Se for verdade que existiu um acordo entre a política petista e os bispos (e muitas fontes confiáveis confirmam), a CNBB mostrou que é covarde, mentirosa e indigna do mínimo respeito de qualquer católico sério deste país. Diria mais, indigna do respeito de qualquer cristão.
A resposta do cardeal Raimundo Damasceno parece denunciar seu crime. Em nenhum momento ele falou em condenar o PLC 122 ou em denunciar a campanha homossexual de criminalização das opiniões religiosas incutidas na lei. Ou mais, nenhum pio sobre a proposta de Marta Suplicy, de transformar o cristianismo numa espécie de religião de gueto, onde as opiniões fora da Igreja podem ser marginalizadas, perseguidas ou excluídas da vida pública, através de medidas judiciais. Pelo contrário, sua opinião parece não querer assumir posições, para não afetar suscetibilidades políticas atuantes e comprometedoras. Suscetibilidades petistas, para deixar bem claro.
Está evidente demais a intenção de Marta Suplicy e do movimento gay. A lei é visivelmente perigosa para as liberdades individuais, uma vez que fere o princípio da liberdade religiosa e de pensamento, e cria mecanismos de censura contra qualquer indivíduo de criticar, contestar ou rejeitar publicamente o homossexualismo. O movimento gay quer destruir os padrões da família, espalhar educação homossexual nas escolas e, ainda, criar expedientes legais para prender quaisquer pessoas dissidentes desse projeto. No entanto, dentro da CNBB, o resto é só silêncio.
Mas não é o primeiro incidente envolvendo o nome da associação dos bispos.
Recentemente, o Conselho Indigenista Missionário da CNBB fez lobby político contra um projeto de lei que puniria agentes da FUNAI que não salvassem crianças indígenas do infanticídio. Ou seja, o direito à vida, que supostamente é defendido pelos bispos contra o aborto, não é válido para os menores indígenas. Nas palavras de alguns acólitos do Conselho Indigenista, isso criaria “preconceito” contra os índios. A CNBB abre uma exceção. Como na cabeça de certos antropólogos e padres esquerdistas de passeata, os silvícolas não passam de animaizinhos de laboratório de sua engenharia social, devem ficar eternamente isolados da civilização e dos direitos que ela promove, em favor de suas tradições culturais abjetas. Matar crianças indígenas? Isso é “direito” dos índios de viverem sua cultura criminosa. A CNBB contribui com a ideologia da morte. Ou mais, recusa a salvação das almas dos índios para o Evangelho de Cristo. Se as leis de Deus não chegam aos corações  indígenas, pior é presumir que não cheguem ao coração do clero da CNBB. Esta transformou a fé católica num composto utilitário, tal como o New Age, o I Ching ou o horóscopo de jornal. O relativismo moral e ético das maquinações parlamentares da CNBB é mais que visível. É virtualmente delinquente. E o catolicismo? Jogaram na privada. A confissão religiosa é petista.
Ademais, o CIMI, pra quem não sabe, é uma entidade esquerdista sustentada pela Fundação Ford. Foi ele, junto com o CIR (Conselho Indigenista de Roraima), o idealizador da expulsão dos arrozeiros de Roraima na região de Raposa Serra do Sol. Através de uma articulação mafiosa, que envolveu políticos e até o STF,  os  clérigos esquerdistas da CNBB colaboraram para as manobras de um crime contra a nação brasileira. Em outras palavras, a economia de Roraima foi prejudicada pela demarcação de sua região e  seu território entregue de mão beijada para ONG’s indigenistas  parasitárias, financiadas com dinheiro estrangeiro. Milhares de brasileiros agricultores foram expulsos de suas terras e enviados para as favelas de Boa Vista, a capital do estado, levando os próprios índios. E atualmente a região, outrora rica e exportadora de uma das maiores produções de arroz no país, é um poço de miséria, que não poupa nem mesmo os nativos que perderam seus empregos.
A CNBB também agiu contra o arcebispo de Olinda, Dom José Sobrinho, que fez uma declaração relatando sobre a possível excomunhão dos médicos que participaram de um aborto de gêmeos, filhos de uma jovem que foi estuprada aos nove anos pelo padrasto. Embora o Vaticano tenha apoiado o arcebispo, a conferência dos bispos não moveu um apoio sequer. Pelo contrário, a CNBB resolveu atender à gritaria da turba e da imprensa, que queria crucificar o eclesiástico. Deixou o arcebispo em banho-maria. Na prática, jogou-o aos leões.
Na verdade, a CNBB pode ser qualquer coisa, menos uma entidade católica. Embora venda a idéia de representar os católicos do país, é apenas uma associação burocrática sem valor hierárquico na Igreja. Na prática, ela se tornou um braço ideológico do PT na Igreja Católica, falando indevidamente em nome dela e por ela, ainda que os católicos autênticos ou o Vaticano nem tenham sido solicitados. Porém, quem cala consente. Se os católicos realmente sinceros se calam diante do que é uma infiltração descarada dentro dos quadros da Igreja, pode-se dizer que também são covardes.
Fatos como os acima citados revelam dois comportamentos diferentes e seletivos: a CNBB é incisiva quando o assunto é o MST, a defesa do governo petista, o desarmamento civil, a reforma agrária e demais bandeiras de esquerda. E, no entanto, é tímida e omissa, quando a questão é a defesa intransigente dos valores católicos!
Já virou normalidade: muitos católicos militantes e pretensamente intelectuais se escandalizam quando os bispos, cardeais e padres são criticados pelas suas ações anti-religiosas e contrárias aos princípios da Igreja. Na prática, existe uma reverência inepta e cega ao sacerdócio, como se isso se confundisse com o papel das opiniões visivelmente heréticas e apóstatas do clero brasileiro. Escandalizam-se, porque também são cúmplices, são medrosos, não querem se comprometer combatendo essas violações indignas ao sacramento sacerdotal. A questão  é elementar e bastante visível: se alguns padres e bispos, envolvidos com grupos ou partidos de esquerda, não respeitam a sua própria batina, por que o povo católico a respeitaria?
Eu já fui virulentamente criticado por católicos conservadores, pelo fato de atacar duramente a esquerda católica. Inclusive, fui chamado de “herético”, por não respeitar comunistas travestidos de padres. Uma vez fiz a seguinte pergunta a um desses católicos “laboriosos”, numa lista de rede de emails: “você teria reverência e respeito a um  padre ou bispo introduzido pela KGB soviética?  Imaginemos a KGB ministrando missa ou ouvindo a confissão católica”. Acabei expulso da lista. Em nome do respeito à batina e ao sacerdócio, os católicos omissos acabam por proteger e acobertar as ações da esquerda no clero, como se a batina fosse uma espécie de imunidade para qualquer atitude irresponsável e contrária às obrigações eclesiásticas e doutrinárias. É esta ação que afasta os católicos das igrejas, fartos da politização comunista descarada de padres e bispos comprometidos com a causa petista. E neste ponto, a CNBB é culpada pela destruição da Igreja Católica no Brasil. É a KGB do petismo com ordenação sacerdotal, é o esquerdismo sacramentado.
Julio Severo, o combativo militante evangélico que faz na internet um belo trabalho de denúncia às políticas gayzistas na sociedade brasileira, recebeu várias mensagens de católicos no seu blog, por conta da publicação do suposto conluio da CNBB com o movimento homossexual. Os católicos, mesmo os mais sinceros, querendo enganar a si mesmos, tentam corrigir o blogueiro, afirmando que a CNBB negou a aliança tácita. Por que será que os católicos se contentam com tão pouco? Percebe-se o quanto a Igreja Católica no Brasil está desorientada e perdida. Com exceção de alguns grupos dentro da Igreja, os católicos estão completamente omissos ao estado de coisas a que chegou o país. Viraram uma classe insignificante de pessoas, representada por um clero inepto e espiritualmente corrupto, inimigo da ortodoxia e do próprio Vaticano.
Não me espante que os católicos estejam virando cidadãos de segunda classe neste país. Se não fosse por uma parte barulhenta da bancada evangélica no Congresso, a ditadura politicamente correta estaria bem mais avançada. É supreendente pensar que um dos poucos defensores da integridade da Igreja Católica no Brasil seja um evangélico.
De fato, foi por conta do alcance das notícias de Julio Severo é que sabemos da podridão que se tornou o clero católico e seu comprometimento subserviente com a esquerda. Podridão que muitos dos católicos resistem em combater e denunciar.
Essa desorientação psicológica não se limita a CNBB. Ela foi  também revelada quando a “Canção Nova”, um dos berços da Renovação Carismática Católica, queria dar espaço em sua programação televisiva a um deputado, o tal Edinho do PT, apologeta do movimento gay e do aborto. O pior de tudo é que este mesmo deputado foi o responsável pelo confisco de panfletos emitidos por alguns bispos que criticaram a defesa do aborto, declarada pela presidente Dilma Rousseff, na época das eleições de 2010. Se não bastasse patrocinar a farsa da religiosidade de Dilma Rousseff numa igreja, quando ela mal sabia fazer o sinal da cruz, o deputado picareta Gabriel Chalita queria transformar a Canção Nova num novo curral do PT. Parece que não colou. E por quê? Por denúncia de alguns corajosos católicos e de Julio Severo, o evangélico!
Ao que parece, os católicos não sofrem apenas de desorientação psicológica. Sofrem mesmo de amnésia, ao não reconhecerem seus próprios inimigos. Eles se iludem em achar que algo vai cair do céu. Deus não respeita os covardes. Ele nos exige o dever de defender à sua Causa.
A CNBB, na Campanha da Fraternidade de 2010, dizia que não se pode servir a Deus e ao dinheiro, deturpando as palavras do Evangelho para seu credo comunista. E a mensagem que se encerra é: não se  pode também servir a dois senhores.  Qual senhor a CNBB serve? A Igreja de Cristo ou a religiãozinha laica do PT?
Fonte: Mídia Sem Máscara
Divulgação: www.juliosevero.com

Irã confisca Bíblia e prende cristãos, Não há Direitos Humanos para Cristãos

03/12/2011

http://noticias.gospelmais.com.br/ira-governo-confisca-biblias-destroi-igrejas-guerra-cristianismo-28004.html

http://midnightwatcher.wordpress.com/2011/09/27/irans-watch-on-christians-intensifies-says-open-doors-usa/

http://www.opendoorsusa.org/persecution/persecution/persecution-in-iran/

Porque as mudanças na liturgia das missas estão causando confusão

27/11/2011

http://www.washingtonpost.com/blogs/under-god/post/will-catholic-mass-changes-cause-mass-confusion/2011/11/23/gIQANbpPpN_blog.html

A oração que Jesus realmente nos ensinou: Pai Nosso no original aramaico

21/09/2011

http://home.lizzy.com.au/noohro/syr/Prayers/abon.htm

ABOON DBASHMAYO –OUR LORD’S PRAYER

Syriac Pronunciation

English Version

Aboon Dbashmayo

Our Father who art in Heaven

Nethcadash shmokh

hallowed be thy name.

teethe malkoothokh,

thy Kingdom come,

nehwe sebyonokh,

thy will be done;

aykano Dbashmayo off bar’o.

as in heaven, so on earth.

Hab lan lahmo dsoonconan yawmono,

Give us our needful bread this day.

washbook lan howbain wahtohain

And forgive us our debts (offences and sins),

aykano doff hnan shbakn il hayobain

as we also have forgiven our debtors (debtors in sin).

lo thaalan il nessyoono elo fasson men beesho

And bring us not into temptation, but deliver us from evil.

metool ddeelokhee malkootho,

For thine is the kingdom

ou haylo ou Teshbohto,

and the power, and the glory,

loalam olmen Amen.

for ever and ever. Amen.

A melhor tradução da Bíblia em português, texto original integral da Bíblia do Padre Antônio de Figueiredo

13/08/2011

BAIXE O PDF;

A_Sancta_Biblia