Archive for the ‘CULTURA’ Category

Cultura pro povão, pra massa

10/05/2017

A

Documentos históricos serão exibidos no Palácio do Planalto

Exposição

Composta por três eixos, exibição “Brasílis à Brasília” mostrará 50 registros e fotografias até 31 de maio
por Portal PlanaltoPublicado: 03/05/2017 18h01Última modificação: 09/05/2017 20h03
Arquivo/Agência BrasilRegistros são dos acervos do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, da Biblioteca do Palácio do Planalto e do Arquivo Público do DF

Registros são dos acervos do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, da Biblioteca do Palácio do Planalto e do Arquivo Público do DF

Entre os dias 10 e 31 de maio, o Palácio do Planalto será palco para lembranças de um período histórico recente do Brasil. Para agendar uma visita à exposição, clique aqui.

A sede do governo brasileiro receberá a mostra “Brasílis à Brasília”, composta por parte dos acervos do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, da Biblioteca do Palácio do Planalto e do Arquivo Público do Distrito Federal.

A mostra foi divida em três eixos temáticos: “Formação da Nação”, “Em busca da Liberdade” e “Brasil Moderno”. Os 50 registros oficiais e fotografias remontam o período colonial e chegam à contemporaneidade, retratando tanto eventos como a formação das sesmarias como a construção da nova capital do País.

No entanto, para os registros serem apresentados no Palácio, a equipe técnica da Coordenação Regional do Arquivo Nacional de Brasília vai restaurar os documentos, que são  importantes da história do País. Mais informações podem ser obtidas pelo email nacional.imprensa@presidencia.gov.br.

Anúncios

Divulgue a Livraria e Editora do STF – Supremo Tribunal Federal do Brasil

09/05/2017
Notícias STFImprimir

Segunda-feira, 08 de maio de 2017

Novo site da Livraria do Supremo facilita acesso à jurisprudência do Tribunal

O Supremo Tribunal Federal lançou, nesta segunda-feira (8), o novo site da Livraria do Supremo. Com novos design e funcionalidades, o site proporciona ao visitante encontrar no mesmo lugar todas as publicações editoriais do Supremo de forma mais organizada e acessível.

Regimento Interno, Informativos STF, coletâneas de jurisprudência, obras sobre diversos ramos do Direito e também sobre vida e atuação de ministros estão disponíveis gratuitamente nos formatos PDF, EPUB (para tablets e leitores digitais), MOBI (para Kindle) e também em MP3 (audiolivro), seguindo as tendências de maior disseminação dos aparelhos leitores digitais.

As versões impressas das publicações podem ser adquiridas pelo valor do custo da impressão. “Informação de qualidade acessível a todos. Esse é o propósito da nossa livraria”, disse a coordenadora de Divulgação de Jurisprudência do STF, Juliana Cardoso.

Segundo ela, o principal objetivo da livraria sempre foi o de divulgar a jurisprudência do Tribunal. Inaugurada em 2008, conta com mais de 12 mil clientes cadastrados, entre operadores do Direito, acadêmicos, estudantes, representantes de bibliotecas públicas e privadas e cidadãos interessados.

Dentre as publicações mais procuradas estão “A Constituição e o Supremo”, composta do texto constitucional seguido de trechos de decisões monocráticas e acórdãos da Corte, o livro “Informativos STF: Teses e Fundamentos”, além da Constituição Federal de 1988 e do Regimento Interno do STF.

As publicações editoriais do STF passam pelos processos de seleção, revisão e diagramação, no próprio Tribunal. Depois são disponibilizados online e algumas cópias são impressas para venda na loja física. A cada edição são feitas as atualizações jurisprudenciais necessárias.

Impressão sob demanda

Outra novidade lançada pela Livraria é a impressão sob demanda. O chefe da Seção de Distribuição de Edições, Renan Sousa, explica que a modalidade foi criada para evitar o acúmulo de materiais desatualizados no estoque, o que gera custos para a administração. “Como o mundo do Direito se encontra em constante evolução, alguns livros ficam defasados em um curto período de tempo”, afirmou. Nesse novo sistema, a primeira obra disponível é o Regimento Interno do STF.

O usuário faz o pedido pelo site, paga o boleto e, em seguida, pode escolher se deseja buscar a publicação na loja física ou recebê-la em outro endereço, mediante pagamento de frete. Por meio dessa segunda opção, os livros podem ser encaminhados para todo o País. Não é possível, porém, o envio para o exterior.

Livraria na sede do STF

Os interessados em adquirir publicações do STF podem também visitar a loja física da Livraria, localizada no térreo do Anexo II-B do Supremo, de segunda a sexta, das 12h às 17h. Os pagamentos realizados na loja podem ser feitos em dinheiro ou por meio de Guia de Recolhimento da União.

Para dúvidas ou consulta, entrar em contato pelo e-mail livraria.cdju@stf.jus.br ou pelo telefone (61) 3217-4493.

SP//SDO

Cultura da boa para os anti-lula que não aceitam que qualquer “cultura” vale

18/04/2017
L’image contient peut-être : 1 personne, texte

 

Esta é uma obra que você que ama livros não pode perder.

Para baixar, acesse:

http://bit.ly/CarpeauX

Clássico de Otto Maria Carpeaux é oferecido em versão digital para download gratuito:

 http://bit.ly/2nW2gx5

O Conselho Editorial do Senado Federal está disponibilizando para download gratuito uma das mais importantes obras já escritas no Brasil sobre literatura: História da Literatura Ocidental, de Otto Maria Carpeaux.

São quatro volumes em PDF nos quais você vai saber mais sobre a paixão humana por contar, ouvir e ler histórias, de Homero a Hemingway, passando pelos romances de cavalaria, Dante, Victor Hugo, Dickens, Rousseau, Dostoievski, Machado de Assis, José de Alencar, Virgínia Wolf e muito mais.

Imagina se grego tivesse computador! e os romanos!

24/03/2017

1920

Dinheiro público bem aplicado – É a Polícia ajudando a economia e as finanças

12/03/2017

Tratamento carinhoso recomendado a vagabundos.

Filha de Boa Família X Filha de Petista

28/02/2017

Filha de Donald Trump

16938802_415042002183691_4688393621186963724_n

Filha da Maria do Rosário

mariadorosario

O que é doutrinação nas escolas – O que é a Escola sem Partido

30/09/2016

14502853_907340782705457_6653182485736927063_n

O incrível O bizarro O inesperado Laqueadura de Xereca Xô Homanhada – Festa de universidade pelo fim da Mulher Aranha

30/05/2014

FESTA SATANICA NA UFF COSTURAM VAGINA EM CONTRASTE COM O ARQUI CONSERVADOR PELOS PADRÕES DE HOJE O REACIONARIO RAUL MACHISTA SEIXAS

http://letras.mus.br/raul-seixas/

10393575_452387924905744_4925103344295593205_n

6 9 12 26

12

12

Subi no muro do quintal
E vi uma transa
Que não é normal
E ninguém vai acreditar
Eu vi duas mulher
Botando aranha prá brigar…
Duas aranha, duas aranha
Duas aranha, duas aranha
Vem cá mulher deixa de manha
Minha cobra
Quer comer sua aranha…
Meu corpo todo se tremeu
E nem minha cobra entendeu
Cumé que pode
Duas aranha se esfregando
Eu tô sabendo
Alguma coisa tá faltando…
É minha cobra, cobra criada
É minha cobra, cobra criada
Vem cá mulher deixa de manha
Minha cobra
Quer comer sua aranha…
Deve ter uma boa explicação
O que é que essas aranha
Tão fazendo ali no chão
Uma em cima, outra embaixo
A cobra perguntando
Onde é que eu me encaixo?
É minha cobra, cobra criada
É minha cobra, cobra criada
Vem cá mulher deixa de manha
Minha cobra
Quer comer sua aranha…
Soltei a cobra
E ela foi direto
Foi pro meio das aranha
Prá mostrar como é
Que é certo
Cobra com aranha
É que dá pé
Aranha com aranha
Sempre deu jacaré…
É minha cobra
Cobra com aranha
É minha cobra
Com as aranha
Vem cá mulher deixa de manha
Minha cobra
Quer comer sua aranha…
É o rock das aranha
É o rock das aranha
É o rock das aranha
É o rock das aranha
Vem cá mulher deixa de manha
Minha cobra
Quer comer sua aranha!

Jovens alienadas também lá no Primeiro Mundo

29/05/2014

Involução da Espécie Humana – O Chucrão e o fanchona petralha

15/05/2014

988455_437962256347843_6246935044739610448_n

Politicamente correto e multiculturalismo destruiu toda nacionalidade e amor à pátria

06/11/2013

1441180_230218533811458_652026786_n

Brincando na Escola – Escolinha do Sexo

28/09/2013

Marcos Feciliano manda prender casal de gomorrianas: Video Bomba no Youtube e vai virar moda

20/09/2013

360x360_9875664332

Anti Ecológico – Não defenda o Livro de Papel – Kindle neles

20/09/2013

1234396_1398356310393984_1139563168_n

América Latina não produz nada relevante em conhecimento científico – Vergonha

16/05/2013

Esquerda é tal como o Rei Midas, só que, tudo o que toca vira merda:

http://www.forte.jor.br/2013/05/15/america-latina-nem-uma-so-cidade-entre-as-100-mais-importantes-em-producao-de-conhecimento-cientifico/

0000000000000 uni

Copa de 2014 – Aguenta Coração – Nossas meninas estão prontas para os Gringos

15/05/2013

00000000prost

A situação da Mulher Hoje nos Estados Unidos – O ensino hoje nos Estados Unidos

30/03/2013

http://www.wrongingrights.com/2013/03/wtf-friday-princeton-edition.html?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=wtf-friday-princeton-edition

This advice, from a Princeton alumna to the young women who are studying there today, is pretty much the worst:

“Here’s what nobody is telling you: Find a husband on campus before you graduate. Yes, I went there.”

You see, “[m]en regularly marry women who are younger, less intelligent, less educated.  It’s amazing how forgiving men can be about a woman’s lack of erudition, if she is exceptionally pretty.”  Women’s possession of erudition, on the other hand, is apparently unforgivable to the dudelier sex:

“Smart women can’t (shouldn’t) marry men who aren’t at least their intellectual equal. As Princeton women, we have almost priced ourselves out of the market. Simply put, there is a very limited population of men who are as smart or smarter than we are. And I say again — you will never again be surrounded by this concentration of men who are worthy of you.”

One wonders if Patton believes that there’s a sliding scale for women who are super-duper-exceptionally pretty.  What if a girl looks like Natalie Portman?  Would that be enough to make men “forgive” the fact that she’s also able to think like Natalie Portman – herself a Westinghouse semifinalist, Harvard graduate, and Oscar winner?  Or should we just conclude that Nat landed Benjamin Millepied by laughing at all his jokes and complaining that math is sooo hard?

Lest any of you think that I’m being too harsh, and Patton is really delivering a message about the benefits of creating a lifelong partnership with an intellectual equal, she then gets down to brass tacks, telling the young women of Princeton that they’d better be “nicer” to the men around them before they get too old to be appealing.  And by old, she means “22″:

“Here is another truth that you know, but nobody is talking about. As freshman women, you have four classes of men to choose from. Every year, you lose the men in the senior class, and you become older than the class of incoming freshman men. So, by the time you are a senior, you basically have only the men in your own class to choose from, and frankly, they now have four classes of women to choose from. Maybe you should have been a little nicer to these guys when you were freshmen?
If I had daughters, this is what I would be telling them.”

Snark aside, this is tremendously sad. I don’t have any daughters, but I do have younger sisters, cousins, and nieces, and it pains me to think that any of them would judge their lives and successes by how palatable they had made themselves to “worthy” men. And it seems like there was also a time when it would have pained Patton herself. In this earlier letter to the Princetonian from 2006, Patton paints a very different picture of her values. She describes the courage and independence it took for her to get a Princeton education in the first place:

“It was a spring day in 1973 when I received my acceptance letter to Princeton’s Class of 1977. It was the affirmative answer to a prayer I could only whisper. It was the promise of a life beyond the Bronx. There should have been great joy and hearty celebration at home. I had forgotten until this week that my admission to Princeton was joyous only to me. It was upsetting and shameful to my parents.

I would be the first woman in my family to attend college. The necessity of my continued education eluded my mother and father. My leaving their home before marriage was an utter disgrace to them. Princeton was unknown to my parents. They saw no honor in my admission to such a prestigious institution, and they were confident that I should be investing myself in other things. It wouldn’t have mattered where I wanted to go away to school. They were adamant that a young girl’s place is in her parents’ home, until she is in her husband’s home. European immigrants and concentration camp survivors, my parents couldn’t understand why at 18 years old, I didn’t direct my efforts towards finding a mate.

As a very young child, I understood that my parents were different. The memories of Auschwitz for my mother and Bergen-Belsen for my father would haunt them all their lives, and often render me feeling more than one generation removed from them. The explanation of how I would benefit from a Princeton education fell on their deaf ears and paled in comparison to their fear of the horrors that could befall me if, as an unmarried daughter, I lived other than under their roof. They wanted nothing to do with my college application and refused to sign the required financial documentation. For many years, filing my application to Princeton as an emancipated minor made me feel strong and independent.

Thirty-two years later, I feel sad that my parents couldn’t accept the pleasure and pride of having a daughter at Princeton. Through loans, grants, and working multiple jobs on campus and during summers, I paid my own way through school. The cost of a Princeton education today is more than 10 times what it was in 1973. I have long dreamed that someday I might be the proud parent of a Princetonian. It will be a (very expensive) pleasure to pay my son’s University bill.

All freshmen begin their undergraduate experience hoping that they will fit in, make friends, and succeed academically. I remember that the support and encouragement from family was often the thing that carried my classmates over their early adjustment hurdles. I was fortunate to find a sympathetic roommate (the granddaughter of an Orthodox rabbi), a caring Schools Committee alumnus (who has remained a lifelong mentor), and happiness singing and dancing with the Triangle Club.”

That is not the life story of a woman who only cared about getting an MRS degree.

What happened to the Patton of 1973, who was willing to sacrifice so much to achieve her dreams of education, instead of “direct[ing] her efforts towards finding a mate”? The Patton of 1977, who became president of her graduating class? The Patton of 2006, who wrote about her own accomplishments, and her son’s, with such obvious and well-earned pride?

If only one of them could have attended that Women in Leadership conference.

(H/T Jezebel.)

Homenagem da Deputada Myrian Rios pelo Dia Internacional da Mulher

09/03/2013

Publicado em 8 de março de 2013

http://www.myrianrios.com.br/site/noticias/homenagem-da-deputada-myrian-rios-pelo-dia-internacional-da-mulher/#.UTqwZN_w5ys.twitter

Festejamos hoje o DIA INTERNACIONAL DA MULHER. E é com muita alegria que uso o meu site, não só para parabenizar as mulheres, mas principalmente para prestar uma HOMENAGEM a essas guerreiras.

Eu, antes de Deputada, quero me colocar a todos como “Myrian Rios mulher, mãe, atriz, missionária”, e por isso mesmo partilho com todos essa emoção e experiência maravilhosa que é ser mulher no meio dos desafios do mundo moderno, da pressa que nos “empurra” no dia a dia a tomarmos decisões, a termos responsabilidades antes só assumidos pelos homens.

De sexo frágil passamos a verdadeiras “leoas”, brigando para que as conquistas sociais sejam garantidas ainda mais. Ao longo de tantos anos muitas foram as evoluções que nós, mulheres, símbolo de força e esteio da família em muitas ocasiões, fomos “colecionando” com tanto amor diante da sociedade.

Aliás, apenas para exemplificar essas poderosas conquistas, vou citar uma delas. Talvez a mais importante: o dia 24 de fevereiro de 1932 marcou a história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

A mulher amiga , dona de casa , trabalhadora, que toma decisões o tempo todo (desde a escolha do que os seus filhos levam para o lanche da escola, passando pela roupa que ela própria vai usar no trabalho, a maquiagem que melhor lhe cai naquele dia, até enfim, depois de trabalhar o dia inteiro, chegar em casa à noite e ter que verificar a lista de compras do supermercado, ver o dever de casa dos filhos, cuidar do jantar… ufa!) sempre tentando manter o equilíbrio, a serenidade e a doçura natural que toda mulher é capaz de ter.

É simples assim….ser mulher é se desdobrar em mil sem perder a identidade! É SER mulher!

É justo enaltecer cada ser feminino que Deus colocou na Terra. Foi através do sim, da humildade e obediência sábia de uma mulher, que Nosso Salvador Jesus nasceu!

Mesmo cansada e abatida a mulher encontra força e ânimo para cuidar da casa, do marido, dos filhos, de seus pais e continuar, dia a dia, uma vitoriosa trajetória de luz.

Como é bom ser mulher e poder espalhar por todos os lugares as bênçãos que recebemos por sermos assim…. Simplesmente mulheres!

Com o carinho de sempre, da Deputada Estadual Myrian Rios, mãe, filha, trabalhadora, missionária e muito, muito feliz por ser MULHER.

Encerro a minha singela homenagem a todas as mulheres citando um trecho da Carta do nosso amado Beato João Paulo II, que em sábias palavras, disse:

“Obrigado a ti, mulher-trabalhadora, empenhada em todos os âmbitos da vida social, econômica cultural, artística, política, pela contribuição indispensável que dás à elaboração de uma cultura capaz de conjugar razão e sentimento…”

Deus abençoe a todos!

Myrian Rios

 

=

comentário:

 

No Brasil todo, foi nesta data de 24 de fevereiro de 1932, quando o Doutor Getúlio Vargas assinou o decreto 21.076 criando o primeiro Código Eleitoral do Brasil, o qual dizia no Art. 2º
“E’ eleitor o cidadão maior de 21 anos, sem distinção de sexo, alistado na forma deste Código”.
Na França, mesmo com Revolução Francesa e tudo mais, a mulher só votou, pela primeira vez, em 1945, autorizadas, por uma “Ordennance”, do General Charles De Gaulle.

Ideia do PT importada dos EUA – Lavagem cerebral nas crianças desde os 4 anos impossibilitando pais cristãos de ensinarem cristianismo às crianças

17/02/2013

R.C. Sproul faz uma importante denúncia para que os pais cristãos nos EUA reajam ao plano do governo americano de estatizar, por meio das escolas públicas, as crianças de 4 anos. Essa denúncia é necessária.

Mas, o leitor perguntará, o que isso tem a ver com o Brasil? Em 2009, denunciei um plano semelhante (aliás, muito pior) do governo brasileiro, que abaixou a idade de escolarização obrigatória para 4 anos. A lei já foi aprovada, e está agora gravada na Constituição do Brasil. Crianças brasileiras de 4 serão obrigadas a frequentar os templos estatais de ensino, onde aprenderão a prestar culto ao Estado.

E nenhum líder cristão proeminente no Brasil denunciou o plano do governo brasileiro, conforme mostra meu artigo na época:

Escravidão educacional para crianças de 4 anos.

Que o Brasil tivesse alguns líderes como R.C. Sproul. A seguir, artigo da CBN News:

R.C. Sproul: Crianças cristãs não devem estar em escolas públicas

A Casa Branca está propondo que o governo faça parceria com os estados para fornecer financiamento pré-escolar para todas as crianças de 4 anos de idade para famílias de renda baixa e moderada.
Mas um importante escritor e palestrante cristão, R.C. Sproul Jr., disse que acredita que o problema vai muito mais longe do que a etiqueta de preço de um sistema universal de pré-escola.
R. C. Sproul

Ele disse à CBN News que crê que enquanto os cristãos continuarem a permitir que seus filhos recebam treinamento do Estado, os EUA continuarão a ter uma cultura que presta adoração ao Estado.

“Minha convicção é que a educação é sempre e em toda parte religiosa”, disse ele. “Não é surpresa que quando 80 por cento dos pais evangélicos têm seus filhos em escolas do governo que eles vão adotar a religião do governo, que é a adoração ao Estado”.
Sproul discordou da noção de que as escolas públicas estão fracassando, dizendo que elas estão fazendo exatamente o que foram projetadas para fazer.
É por isso que ele crê que os cristãos não deveriam deixar seus filhos na escola pública.
Traduzido por Julio Severo do artigo da CBN News:
 Sproul: Christian Kids Shouldn’t Be in Public School
Fonte: www.juliosevero.com

Brasil – País que não lê jornal – O país dos jornais nanicos – Vejam o que é um país de verdade e uma imprensa de verdade:

13/01/2013

maioresjornaiseua

Morre, aos 92 anos, o grande músico Ravi Shankar – Inesquecível ele no Monterey Pop Festival 1967

12/12/2012

O Que é a ONU – O mundo sofre, cada região sofre de uma maneira

05/11/2012

Uma linda música para 13 de maio, tião carreiro e pardinho

12/05/2012

Preto de Alma Branca

Tião Carreiro e Pardinho

Fazenda da liberdade quando o coroné vivia

Seus empregado e colono gozava de regalia

mas tudo que é bom se acaba cada coisa tem seu dia

foi numa tarde de maio o coroner falecia

um preto véio choro na hora que o caixão saía

era o peão mais antigo, que na fazenda existia

Com a morte do coroné  seu filho ficou patrão,

mas não herdou do seu pai aquele bom coração,

mandou chama o preto velho e falo sem compaixão,

vou manda você embora, não tenho mais precisão,

preciso de gente nova pra cuidá das criação

foi mais um gorpe doído, na vida desse cristão, ai

No palanque da manguera o preto véio encosto

ali de cabeça baixa o seu passado relembro

de quantos boi  cuiabano nos seus braços já tombô

quantos potro redomão sua chilena quebrou

um estalo na portera neste momento escutô

um pantaneiro furioso, na manguera penetrô, ai

A filha do fazendero  sua prendinha querida

aquele anjo inocente brincava muito entretida

o preto saiu correndo com suas perna enfraquecida

parou na frente do boi quando ele deu a investida

Já na primeira chifrada a sua força foi vencida

pra sarvar a sinhazinha, ele arrisco sua própria vida

O fazendero correndo, cinco tiro disparo

derrubou o pantaneiro mas já não adianto

Abraçando o preto velho o coitado ainda falo

mande benzê a sinhazinha do susto que ela levo

eu preciso ir-me imbora minha hora já chego

e o preto de arma branca, desse mundo descansou, ai

As delícias da Geração Coca-Cola

10/04/2012

Sempre que refletimos sobre a geração coca-cola somos tomados de inveja por ela naquilo que ela tem de melhor que é a alegria despreocupada com o mundo, já que não tem a mínima noção da complexidade da vida.

Vivem felizes porque nunca se aprofundam em nada, jamais gastando energia em reflexão.

Para que ler livros densos sobre ciúme como “Em busca do tempo perdido“?

Pode-se passar a vida inteira sem saber as causas e conseqüências do ciúme e viver bem?

Mas quando se tem a primeira satisfação intelectual da descoberta cultural, científica e filosófica, não conseguimos voltar mais ao estado de inocência.

É maravilhoso demais dominar os mistérios da mente humana, não só dominar no sentido de entendê-la, mas também do sentido de controlá-la.

Isto a geração coca-cola não quer.

Ela não aceita jamais a idéia de controlar o ciúme ou outros sentimentos: ela tem orgulho do sentimento.

No começo, quando se é senhorita, a mulher até fica engraçadinha com ceninhas de ciúme, aquelas intriguinhas bobas que tanto as diverte.

Mas, não aprendendo a domar o ciúme, a vida cobra seu preço mais tarde, quando não se é mais senhorita engraçadinha.

Semana Monteiro Lobato e Urupês: O soberbo criador do mais brasileiro dos brasileiros: O Jeca Tatu, Um Urupê de pau podre

09/04/2012

Monteiro Lobato caracterizou  o Caipira Caboclo, “Um piraquara do Paraíba“, (morador ribeirinho ao Rio Paraíba do Sul), no conto “Urupês“:

Cquote1.svg A Verdade nua manda dizer que entre as raças de variado matiz, formadoras da nacionalidade e metidas entre o estrangeiro recente e o aborígene de tabuinha em beiço, uma existe a vegetar de cócoras, incapaz de evolução, impenetrável ao progresso. Feia e sorna, nada a põe de pé. Pobre Jeca Tatu! Como é bonito no romance e feio na realidade! Jeca Tatu é um Piraquara do Paraíba, maravilhoso epitome de carne onde se resumem todas as características da espécie. O fato mais importante da vida do Jeca é votar no governo. A modinha, como as demais manifestações de arte popular existente no país, é obra do mulato, em cujas veias o sangue recente do europeu, rico de ativismos estéticos, borbulha d´envolta com o sangue selvagem, alegre e são do negro. O caboclo é soturno. Não canta senão rezas lúgubres. Não dança senão o cateretê aladainhado. O caboclo é o sombrio Urupê de pau podre a modorrar silencioso no recesso das grotas. Bem ponderado, a causa principal da lombeira do caboclo reside nas benemerências sem conta da mandioca. Talvez sem ela se pusesse de pé e andasse. Mas enquanto dispuser de uma pão cujo preparo se resume no plantar, colher e lançar sobre brasas, Jeca não mudará de vida. O vigor das raças humanas está na razão direta da hostilidade ambiente. Se a poder de estacas e diques o holandês extraiu de um brejo salgado a Holanda, essa joia de esforço, é que ali nada o favorecia.! Cquote2.svg

Monteiro Lobato

[2]

O Piraquara do rio Paraíba do Sul ainda existe.

Foi estudado e retratado, em 2002, por Camila Hayashi, Karina Muller e Noêmia Alves, no livro “Nas Márgens do Paraíba, Vida, histórias e crenças dos habitantes da beira do rio Paraíba do Sul“.

Mantém ainda a preferência pela mandioca: “Hoje dá até pra se plantar aqui. Milho, mandioca“, diz o piraquara Benedito Grabriel.[3]

Monteiro Lobato conheceu apenas o caipira caboclo, e generalizou o comportamento destes para todos os caipiras, causando então muita polêmica. Foi apoiado por Rui Barbosa e contraditado pelo especialista em caipiras, o folclorista Cornélio Pires, que explicou que Lobato só conheceu o Caipira Caboclo:

Cquote1.svg Coitado do meu patrício! Apesar dos governos os outros caipiras se vão endireitando à custa do próprio esforço, ignorantes de noções de higiene… Só ele, o caboclo, ficou mumbava, sujo e ruim! Ele não tem culpa… Ele nada sabe. Foi um desses indivíduos que Monteiro Lobato estudou, criando o Jeca Tatu, erradamente dado como representante do caipira em geral! Cquote2.svg

Cornélio Pires

Rui Barbosa, em 20 de março de 1919, em uma conferência sobre a Questão Social e Política no Brasil, durante a útima eleição presidencial que disputou, disse sobre Monteiro Lobato:

Cquote1.svg Conheceis, por ventura, o Jeca Tatu, dos Urupês, do Monteiro Lobato, o admirável escritor paulista? Tivestes, algum dia, ocasião de ver surgir, debaixo desse pincel de uma arte rara, na sua rudeza, aquele tipo de uma raça, que, “entre as formaduras da nossa nacionalidade”, se perpetua, “a vegetar, de cócoras, incapaz de evolução e impenetrável ao progresso“?! Cquote2.svg

Rui Barbosa

[4]

===

Tia Anastácia se declara quilombola

A líder do “Movimento Negro” do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, agora chamada de Companheira Anastácia, se declara quilombola e pede demarcação das terras.Com as “Caçadas de Pedrinho” proibidas pelo IBAMA, pouco resta a fazer no sítio.Os “Sem-Terra” andam rondando o sítio e já informaram ao INCRA que a área é improdutiva pois só nasce literatura por lá.“Benta”, que agora não é “Dona” de porra nenhuma, pretende viver do “Bolsa-Família”.

The Economist destaca que o Supremo Tribunal reconhece o óbvio, que adolescente de 14 anos sabe muito bem o que está fazendo.

09/04/2012

http://www.economist.com/node/21552201?fsrc=scn/tw/te/ar/thewrongsignal

Prostitution in Brazil

The wrong signal

A court decides some children are less equal than others

Apr 7th 2012 | SÃO PAULO | from the print edition

TO HAVE sex with young girls, said Brazil’s highest criminal court on March 27th, is “immoral and reprehensible”. But a man who had sex with three 12-year-olds in 2002, it decided, had committed no crime. Since 2009 the age of consent in Brazil has been 14, but at the time there was merely a presumption that sex with a child below that age involved violence and should therefore be regarded as rape. Reversing a previous ruling by other members of the Higher Court of Justice (STJ), the judges decided that this presumption could not be absolute, but must stand or fall on the facts of each case.

In this case, all three children worked as prostitutes. The mother of one had previously told a lower court that her daughter often missed school to join the other two turning tricks in the town square. That showed that the girls were “far from innocent, naive, ignorant or ill-informed about sexual matters,” the judges said. Whether they were mature enough to consent had to be decided with reference to their wide sexual experience, not just their age.

O Jeca Tatu de Monteiro Lobato, o conto Urupês

04/02/2012

A Verdade nua manda dizer que entre as raças de variado matiz, formadoras da nacionalidade e metidas entre o estrangeiro recente e o aborígine de tabuinha em beiço, uma existe a vegetar de cócoras, incapaz de evolução, impenetrável ao progresso. Feia e sorna, nada a põe de pé.

Pobre Jeca Tatu! Como é bonito no romance e feio na realidade!

Jeca Tatu é um Piraquara do Paraíba, maravilhoso epitome de carne onde se resumem todas as características da espécie.

O fato mais importante da vida do Jeca é votar no governo.

A modinha, como as demais manifestações de arte popular existente no país, é obra do mulato, em cujas veias o sangue recente do europeu, rico de ativismos estéticos, borbulha envolta com o sangue selvagem, alegre e são do negro. O caboclo é soturno. Não canta senão rezas lúgubres. Não dança senão o cateretê aladainhado.  O caboclo é o sombrio Urupê de pau podre a modorrar silencioso no recesso das grotas.

Bem ponderado, a causa principal da lombeira do caboclo reside nas benemerências sem conta da mandioca. Talvez sem ela se pusesse de pé e andasse.

Mas enquanto dispuser de um pão cujo preparo se resume no plantar, colher e lançar sobre brasas, Jeca não mudará de vida. O vigor das raças humanas está na razão direta da hostilidade ambiente. Se a poder de estacas e diques o holandês extraiu de um brejo salgado a Holanda, essa joia de esforço, é que ali nada o favorecia.

Imagens da Semana, a Foto do Fato

27/01/2012

=

=

=

=

=

=

Primeiro passo rumo à cultura

16/12/2011

fim do mundo em 2012, sensacional video

26/11/2011

http://www.doomsdaytube.com/

Mulheres da África exigem o fim da amputação dos genitais: O New York Times deu uma força.

16/10/2011

http://www.nytimes.com/2011/10/16/world/africa/movement-to-end-genital-cutting-spreads-in-senegal.html?_r=1&hp=&pagewanted=all

Depoimento da professora Amanda Gurgel reclama da vida de professora:

04/10/2011

=

=

Fotografia que vale 1 milhão, Lula em livraria, sextuplos masculinos, zé gotinha kkk e outras fotos

01/10/2011

=

ESTA FOTO VALE UM MILHÃO, DIVULGUE

=

=

=

 

O melhor dos anos 60, só na Revista TV PROGRAMAS

25/09/2011

=

=

Aprenda a escrever corretamente: leia Réplica de Rui Barbosa online na íntegra em pdf

25/09/2011

=

5339_V29_T2

=

 

A Teoria da Relatividade de Einstein negada por cientistas franceses: Toda a física poderá mudar. Encontrada partícula que viaja mais rápida que a luz.

22/09/2011

 La théorie de la relativité d’Einstein contredite par des chercheurs français

La théorie de la relativité d'Einstein contredite par des chercheurs français
INFOGRAPHIE – Des chercheurs du CNRS ont montré que des particules sont capables de voyager plus vite que la lumière. 

http://www.lefigaro.fr/sciences/2011/09/22/01008-20110922ARTFIG00686-relativite-einstein-contredit-par-des-chercheurs-francais.php

Relativité : toute la physique moderne pourrait être à revoir

Réactions (11)

Suite à la découverte des chercheurs du CNRS qui pourrait remettre en cause la théorie de la relativité, la communauté scientifique s’interroge.

» Relativité: Einstein contredit par des chercheurs français

Onde termina a Rodovia BR-230 Trans-Amazônica: Lábrea- Estado do Amazonas.

22/09/2011

=

=

 

Foto que vazou da, escândalo no facebook

16/09/2011

=

=

leia estes bons sites:

06/09/2011

www.acreditesequiser.wordpress.com

www.proconpolitico.wordpress.com

http://adhemarpereiradebarros.wordpress.com/

www.homemculto.blogspot.com

Casa do Sexo em Campo Grande-MS

23/08/2011

http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/mae-pede-ajuda-para-tirar-filha-de-12-anos-de-grupo-de-sexo