Professora petralha toma do próprio remédio

Professora lulista agredida por aluno é infeliz vítima do ensino que defende

A professora Marcia Friggi, de uma escola pública de Indaial (SC), foi violentamente agredida por um aluno menor de idade.
Ela dá aulas de língua portuguesa e, conforme relato, acabou sendo espancada por um de seus alunos após confrontá-lo sobre seu comportamento.
A agressão aconteceu dentro das dependências da escola.
20993037_862894083865484_2728875698053754425_n
Marcia, porém, é de extrema-esquerda. No Facebook ela tem diversas postagens apoiando a máfia petista, chamando impeachment de golpe, dizendo que Dilma não cometeu nenhum crime.
Pior do que isso, ela tem posts defendendo a violência esquerdista contra João Doria e Bolsonaro. Veja um exemplo:
João Doria, que é na pior das hipóteses um homem educado e civilizado, é para ela um monstro. Ela diz coisas similares sobre Jair Bolsonaro que, na pior das hipóteses, é só um sujeito meio turrão e absolutamente inofensivo. Mas Lula e Dilma, dois criminosos e ex-terroristas, são heróis para ela.
Não se engane, é claro.
Ela também é vítima de um sistema penal que não pune quem comete crimes, especialmente se o criminoso for menor de 18 anos, como é o caso de seu agressor. O aluno que espancou Marcia jamais será preso por isso graças ao sistema que ela mesma defende.
Foi a própria Marcia quem postou em seu Facebook o caso da agressão. Ela é vítima de um aluno que ela própria e seus parceiros de militância chamariam de “vítima da sociedade”. Afinal de contas, sendo um menor de idade e tendo esse comportamento agressivo ele certamente é “um pobre coitado que não teve oportunidades na vida”.
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: