Sobre índio, o Visconde de Taunay escreveu:

Eram avisos e sinais dos bugres; e, de descuidados
que estávamos, tornamo-nos de pronto atentos, não que houvesse
perigo real, mas pela novidade das impressões que recebíamos ali perto,
em contato quase com a selvageria e indomável pertinácia do gentio, cujo
rancor e ferocidade tinham
tristonho atestado nas cruzes erguidas à beira
do rio.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: