Isto é o Progresso

BNDES aprova financiamento para linha de transmissão de Belo Monte

  • 20/02/2017 17h13
  • Rio de Janeiro
Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil

 

Usina Hidrelétrica Belo Monte
Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Rio Xingu,

no  Pará    Osvaldo  de  Lima/Norte Energia

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (20) a aprovação de financiamento de longo prazo de R$ 2,56 bilhões para construção do primeiro dos dois sistemas de transmissão que levarão energia elétrica da Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Pará, para a Região Sudeste.

A participação do BNDES corresponde a 40% do investimento total, que atinge R$ 5,6 bilhões. De acordo com o banco, também há possibilidade de emissão no mercado de debêntures de infraestrutura no valor de R$ 520 milhões.

O projeto já tem empréstimo ponte de R$ 718 milhões contratado em 2015. A quitação será feita com parte dos recursos do financiamento aprovado agora.

A beneficiária do financiamento é a sociedade de propósito específico Belo Monte Transmissora de Energia SPE, controlada pelo grupo chinês State Grid. O grupo Eletrobras é o parceiro nacional no consórcio, por meio das subsidiárias Furnas Centrais Elétricas e Eletronorte.

Segundo o BNDES, o projeto prevê a construção de linha de transmissão de 2.092 quilômetros de extensão, que percorrerá 65 municípios do Pará, Tocantins, de Goiás e Minas Gerais e de duas subestações conversoras: Xingu, no Pará, e Estreito, em Minas Gerais. As obras já foram iniciadas e têm previsão de conclusão em fevereiro de 2018.

O segundo sistema de transmissão para escoamento da energia para a Região Sudeste terá linha de 2.550 km de extensão, que interligará as subestações Xingu (PA) e Nova Iguaçu (RJ).

Ainda de acordo com o banco, a construção do sistema de transmissão deverá gerar cerca de 7 mil empregos diretos e 21 mil indiretos.

Edição: Luana Lourenço
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: