A Máquina de fazer comunistas

35 PERGUNTAS PARA OS DIRETORES E JORNALISTAS DA GLOBO NEWS. OU: CHEGA DE ‘FAKE NEWS’

Do Aluísio Amorin

João Cesar de Melo, do Ilisp – Instituto Liberal de São Paulo, um artista plástico, formado em arquitetura e articulista, decidiu passar a limpo da Globo News, aquela que nunca desliga, ou seja, produzfake news 24 horas por dia. Mas a gota d’água que fez cair a máscara dessa emissora de TV foi a retumbante guinada conservadora que se verifica em todo o mundo ocidental.
Mormente a eleição de Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos, evento que arrancou a derradeira máscara da dita ‘isenção jornalística’. Não sobrou um só jornalista de verdade na grande mídia, com exceção da Fox News nos Estados Unidos, que ainda possui programas que metem o dedo na ferida e que denunciam sem qualquer rodeio os vassalos de Marx, Lenin, Fidel e criminosos similares.

João Cesar de Melo deu-se ao trabalho de ler Os Princípios Editoriais do Grupo Globo, onde esse conglomerado de mídia apresenta os quesitos necessários da informação de qualidade, descrevendo o que seria um jornalismo imparcial.
A GloboNews reconhece que é impossível ser completamente imparcial, porém, insiste que persegue esse ideal. Diante dessa declaração, o articulista decidiu fazer 35 perguntas as herdeiros do falecido Dr. Roberto Marinho, bem como aos seus sequazes, ou seja, aqueles que promovem a lavagem cerebral bundalelê dos telespectadores por meio de um festival de fake news.
Decidi transcrever para os estimados leitores as 35 perguntas formuladas pela João Cesar de Melo. A Globo News nunca desliga, mas as pessoas inteligentes desligam sem qualquer cerimônia essa máquina de lavar cérebros levando os incautos a aceitar coisas como “Donald Trump é um maluco”; “Lula é um grande líder”; o “comunismo não existe mais”, “o aquecimento global é verdade”, “a direita não é direita, é extrema-direita” e “os terroristas islâmicos são pobres refugiados” e finalmente, “não existe mais os gêneros masculino e feminino”.
Leiam as 35 perguntas à Rede Globo. O texto é longo mas vale muito a pena ler. Depois de ler tudo você estará muito bem “armado” para identificar o que realmente são fatos ou puro delírio ideológico desses idiotas a soldo da ONU, ONGs, União Europeia e outras entidades que se dedicam a detonar a civilização ocidental:

1 –  Por que a GloboNews, que sempre destaca o “avanço da extrema-direita”, se nega a pronunciar o termo “extrema-esquerda” ao se referir a grupos terroristas como MST e MTST, bem como a partidos como PSOL, PCdoB e parte do PT?

2 – Por que a GloboNews, que sempre nos alerta para os perigos do “totalitarismo da extrema-direita”, se nega a pronunciar o termo “ditadura socialista” ao se referir ao regime que impera em Cuba?
3 – Por que a GloboNews se mostrou completamente indiferente aodecreto de Barack Obama que acabou com a política de acolhimento de dissidentes cubanos, mas duas semanas depois passou a dedicar grande parte da programação a repudiar o decreto de Donald Trump que proíbe a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de sete países?
4 – Por que a GloboNews, na retrospectiva que fez do governo Obama, não lembrou do gigantesco sistema de espionagem denunciado por Edward Snowden, nem que o democrata foi opresidente americano que mais deportou imigrantes ilegais na história?
5 – Por que a GloboNews se nega a lembrar aos seus telespectadores que a ditadura socialista em vigor na Venezuela conta com o apoio de PT, PSOL e PCdoB?
6 – Por que os apresentadores, jornalistas e comentaristas nunca se deram ao trabalho de questionar o apoio do PCdoB à ditadura norte-coreana?
7 – Por que a GloboNews oferece grande espaço a pessoas que defendem a ditadura cubana que ocorre até os dias atuais?
8 – Por que a GloboNews nunca produziu uma única reportagem sobre as reais intenções e os verdadeiros financiadores dos grupos comunistas-terroristas que existiram durante a ditadura militar brasileira?
9 – Por que a GloboNews frequentemente coloca no ar programas sobre perseguições, torturas e assassinatos promovidos pela ditadura militar brasileira, mas nunca levou ao ar qualquer matéria sobre as perseguições, torturas e assassinatos promovidos pela ditadura socialista cubana?
10 – Por que todos os funcionários da GloboNews são incapazes de chamar Fidel Castro de ditador?
11 – Por que a GloboNews, no último aniversário de Fidel Castro e também na semana de seu falecimento, optou por veicular uma série de reportagens cobrindo-o de elogios e omitindo os absurdos que ele impôs ao povo cubano?
12 – Por que os repórteres da GloboNews que estiveram em Havana para cobrir o funeral do ditador preferiram reproduzir a propaganda oficial de que “o povo estava sofrendo a morte do grande líder”, quando isso não era realidade?
13 – Por que o “jornalismo investigativo” da GloboNews nunca se interessou em fazer reportagens sobre a falácia dos “avanços sociais” em Cuba ou sobre as expropriações e confiscos em massa que os socialistas impuseram aos cubanos?
14 – Por que a GloboNews nunca se deu ao trabalho de informar aos seus milhões de assinantes que o embargo americano nunca impediu que Cuba se relacionasse comercialmente com todos os outros países do planeta?
15 – Por que os tantos apresentadores, jornalistas e comentaristas do canal nunca acharam pertinente informar ao grande público que uma das principais promessas dos revolucionários cubanos era romper relações comerciais com os Estados Unidos?
Onde aparece CNN substitua pela logomarca da Globo News

16 – Por que a GloboNews dedica tanto espaço às manifestações dos insatisfeitos com o resultado das eleições nos Estados Unidos, mas não faz pelo menos uma reportagem sobre a população cubana que odeia a ditadura socialista que lhes escraviza há meio século?

17 – Por que a GloboNews é sempre muito solidária ao drama dos refugiados árabes que chegam em balsas à Europa, mas nunca teve o mesmo apreço pelos cubanos que chegavam em balsas aos Estados Unidos?
18 – Por que a GloboNews se nega a dizer que as FARCs formam um grupo socialista que tentou, por mais de 50 anos e por meio do terrorismo, implantar uma ditadura marxista na Colômbia?
19 – Por que a GloboNews coloca no ar, toda semana, uma reportagem criticando o capitalismo americano, mas nunca se interessou em informar que os Estados Unidos têm o maior nível de filantropia do mundo e os cidadãos considerados “pobres” do país têm rendas e desfrutam de uma infraestrutura urbana muito superior à classe média brasileira?
20 – Por que a GloboNews, que frequentemente critica o capitalismo, não coloca no ar programas que mostrem como este “sistema” tirou a humanidade da quase completa miséria para uma condição em que um pobre de nossos dias vive incomensuravelmente melhor do que um burguês do século XVIII?
21 – Por que os correspondentes da GloboNews em Nova York, que tanto criticam o porte de armas nos Estados Unidos, nunca se interessaram em informar aos telespectadores que a taxa de assassinatos naquele país é 6 vezes menor do que a registrada no Brasil, país com 120 milhões de habitantes a menos e 20 vezes menos armas nas mãos de civis?
22 – Por que no programa Estúdio I os “debates” acontecem apenas entre pessoas de posicionamento de esquerda?
23 – Por que, ao tratar de assuntos como porte de armas e imigração, a GloboNews consulta apenas “especialistas” alinhados à esquerda?
24 – Por que a GloboNews sempre relembra o nazismo alemão e nos alerta para as “ameaças do neonazismo” no Brasil e no mundo, mas nunca foi capaz de colocar no ar qualquer reportagem sobre os mais de 100 milhões de mortes promovidas pelos regimes comunistas/socialistas?
A grande mídia trabalhando

25 – Por que a GloboNews insiste em chamar de “movimentos sociais” os terroristas que bloqueiam estradas incendiando pneus?

26 – Por que a GloboNews insiste em chamar de “manifestantes” os vândalos e terroristas mascarados que depredam cidades?
27 – Por que a GloboNews chamou as invasões às escolas públicas de “ocupações”?
28 – Por que a equipe de jornalismo do canal que diz ter um “compromisso com a verdade” nunca se aprofundou para mostrar os partidos socialistas por trás dessas invasões?
29 –  Por que a GloboNews destrata o cristianismo enquanto enaltece o islamismo?
30 – Por que a GloboNews, em consideração aos seus telespectadores católicos e protestantes, não faz reportagens sobre as perseguições que as comunidades cristãs no Oriente Médio sofrem todos os dias, vítimas de indescritíveis atrocidades promovidas por grupos muçulmanos?
31 – Por que a GloboNews, sempre tão preocupada com os direitos das mulheres e das crianças, não faz reportagens sobre as constantes violências que elas sofrem nos países islâmicos, de humilhações públicas à pedofilia consentida por famílias, líderes religiosos e governos?
32 – Por que a GloboNews, depois de cada atentado terrorista, se esforça tanto em mostrar que o islamismo, que não respeita nossa cultura, deve ser respeitado?
33 – Por que a GloboNews, depois de cada atentado terrorista, providencia um “especialista” para dizer que não podemos permitir que se alastre um sentimento “islamofóbico”?
O dia em que o Presidente Donald Trump calou os serviçais de George Soros et caterva

34 – Por que a GloboNews, sempre tão solidária com a causa LGBT, não veicula matérias sobre a homofobia institucionalizada nos países islâmicos?

35 – Por que o canal que se diz democrático e aberto ao debate se recusa a dar voz aos grupos liberais que estão surgindo no Brasil?
Estas perguntas respondem a si mesmas; evidenciam que a GloboNews, em vez de perseguir o ideal de imparcialidade, opta pelo contrário.
O canal não se guia pela ética ao noticiar os absurdos que foram promovidos pelo PT e seus comparsas, investigados pela Lava Jato, os noticia apenas porque rende audiência, que rende anúncios, que rende dinheiro. A GloboNews dá a notícia, mas toma os devidos cuidados para não relacionar a roubalheira e a recessão provocadas pelo PT ao que acontece em todos os países que se deixam levar pela maré vermelha.
Não estou revelando nenhum segredo. Exponho o viés socialista do canal para sugerir a substituição de todos os itens do capítulo “A isenção” presentes nos princípios editoriais por apenas uma frase:
“A GloboNews, seguindo o princípio da Rede Globo, apresenta-se como um canal do movimento socialista brasileiro e não mede esforços em dar voz aos artistas, grupos, lideranças, partidos e governos de esquerda, lutando, assim, contra os pensamentos conservadores e liberais.”
A GloboNews não perderia ainda mais telespectadores, apenas deixaria claro para todos, de uma vez, quais são os princípios que norteiam o canal. Ou é melhor que suas convicções ideológicas continuem “escondidas”?
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: