Para quem reclama que não investimos em ferrovia

Temer saúda maior projeto da indústria da mineração

Mineração

Projeto Ferro Carajás S11D recebeu US$ 14,3 bi em investimentos e compreende mina, usina, logística ferroviária e portuária
por Portal PlanaltoPublicado: 17/12/2016 13h19Última modificação: 17/12/2016 13h19
Foto: Divulgação/ValeVista aérea da mina S11D

Vista aérea da mina S11D

O presidente Michel Temer saudou a inauguração do Projeto Ferro Carajás S11D Eliezer Batista, o maior projeto da indústria da mineração. O presidente e comitiva participariam da cerimônia no estado do Pará, marcada para a manhã deste sábado (17), mas a viagem precisou ser cancelada devido às fortes chuvas que caem na região.

Do aeroporto de Brasilia, Temer mandou mensagem em que reforça a relevância do projeto para fortalecer a retomada do crescimento e a geração de novos postos de trabalho: “Nós precisamos combater o desemprego e este é um empreendimento que também o combaterá”, afirmou. “De fora o combate à recessão, nós queremos crescimento.”

Atualmente, cerca de 15 mil trabalhadores estão sendo empregados na mina, na usina e nas obras de duplicação da EFC. Este número chegou a ser de mais de 40 mil durante o pico das obras em 2015. Na fase de operação da mina e da usina, a previsão é que sejam gerados 2,7 mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos.

Confira a mensagem do presidente na íntegra:

Projeto Ferro Carajás S11D Eliezer Batista

O complexo, empreendimento da Vale, inclui mina, usina, logística ferroviária e portuária e envolve investimentos de US$ 14,3 bilhões.

A mina e a usina do S11D, que estão localizadas na cidade de Canaã dos Carajás (PA), receberam US$ 6,4 bilhões. Outros US$ 7,9 bilhões foram destinados à construção de um ramal ferroviário de 101 quilômetros, à expansão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e à ampliação do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís (MA).

A mina e a usina de beneficiamento de minério de ferro prevêem a instalação de três linhas de produção, cada uma com capacidade de processamento de 30 milhões de toneladas por ano. O minério será lavrado a céu aberto e levado da mina até a usina por meio de um Transportador de Correia de Longa Distância (TCLD). Após o beneficiamento, o minério de ferro da S11D será transportado por ferrovia até o terminal marítimo.

A operação comercial do empreendimento se inicia em janeiro de 2017 e a quase totalidade da produção será destinada para o mercado externo, com destaque para a China e o Japão.

Fonte: Portal Planalto

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: