Professores ensinam o pecado mortal da sodomia – Quando virem desastres naturais não reclamem – Deut 22-5 Não haverá traje de homem na mulher, e não vestirá o homem vestido de mulher, porque qualquer que faz isto é abominação ao Senhor teu Deus.

-1:12

 

319 756 vues

Em ato de covardia, PROFESSORA doutrinada a ensinar ideologia de gênero, TENTA PASSAR BATOM na boca de UM ALUNO (criança).

Muito cuidado, pais e mães. Crianças

Anúncios

Uma resposta to “Professores ensinam o pecado mortal da sodomia – Quando virem desastres naturais não reclamem – Deut 22-5 Não haverá traje de homem na mulher, e não vestirá o homem vestido de mulher, porque qualquer que faz isto é abominação ao Senhor teu Deus.”

  1. Renan Says:

    CONFIRAM O QUE VOMITOU Lafferte – comunista chileno:
    “Sob o pretexto de cultura, instrução, civilização, ciências modernas, devemos atacar o religião”.
    Na convenção do partido comunista mexicano em maio de 1944, sentenciou:
    “Quando, em nossa declaração de princípios falamos em liquidar os restos semi-feudais que caracterizam os países da América Latina, aludimos ao poder espiritual e político da Igreja Católica Apostólica Romana.
    As necessidades táticas da luta nos fazem aparecer hoje como se fôssemos simpatizantes da religião, e até na Rússia o governo soviético se viu obrigado a contemporizar bastante com a religião…
    É urgente que como tática de luta façamos penetrar no espírito das crianças, dos indígenas, dos operários, dos estudantes, as piores acusações contra a Igreja católica a fim de separá-los dela para que entrem em nossas fileiras…
    Devemos afirmar que o sistema de iniquidades, sustentado, ensinado e praticado pelos católicos não tem igual; que é audaz, agressivo, intolerante e cruel; cego obstinado e blasfemo; que é ao mesmo tempo insidioso, adaptável e às vezes conciliador; que é pomposo, claudicante, servil, regalista e impostor…
    Insistir que base da moral católica descansa nos ensinamentos iníquos e no exemplo imoral dos santos, e converte esta religião num código violento, num sacerdócio maldito e num poder sanguinário e cruel…
    Devemos dizer, clamar e repetir que com o celibato eclesiástico o chefe católico não poderá nunca viver uma vida humana normal e que é impossível dar exemplo de boa vida, e que as leis das repúblicas deste continente permitem a liberdade de cultos!
    É importante que nossas autoridades permitam a outras religiões a entrada em nossos países: mórmons, protestantes, budistas, judeus, muçulmanos etc!
    Que estas seitas tenham seus templos à luz do dia… Desta maneira faremos penetrar a pouco e pouco nossas teorias de positivismo, de economia individual e coletiva…
    “Agora mais do que nunca, devemos seguir uma tática de luta que engane os inimigos de nossa ideologia”…

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: