Senador Ronaldo Caiado denuncia o Congresso do PT em tempo de Guerra.

á de volta a Brasília fui surpreendido com muitas mensagens de seguidores alertando para os absurdos publicados no Caderno de Teses para um Congresso Nacional do PT. Assusta porque se trata de um partido que está no governo federal há 12 anos e ainda alimenta uma militância que fala em “partido para tempos de guerra”, “demitir ministros capitalistas”, “romper com pagamento de dívidas interna e externa”, estatizar a Rede Globo”, “anistia a dirigentes do PT”. Soa como esquizofrenia. Em que ano eles vivem? 1917? É triste saber que o maior partido de esquerda do país parou no tempo e hoje cria seus dirigentes em um ambiente de completo delírio onde se prega o total desrespeito às instituições. É sintomático. Ao ser gestado assim, o político do PT tem em suas raízes o DNA do autoritarismo, da aversão à democracia, do desrespeito à imprensa livre e da utilização das instituições como ferramentas de corrupção para a sua manutenção no poder.

11149417_869461079777204_5869793947626559421_n

Tive que imprimir e ler em plenário do Senado trechos do caderno de teses que o PT vai levar ao seu congresso partidário para que meus colegas acreditassem na veracidade do que está ali escrito. Um partido que está no poder há 12 anos lança um documento oficial chamado “Um partido para tempos de guerra”. Estão loucos? Um caderno que fala em “demitir ministros capitalistas”? Em argentinizar nossa credibilidade propondo o calote nas dívidas internas e externas? Em “estatizar a Rede Globo e abrí-la para os movimentos sociais”? A lista de devaneios segue e não se acha uma proposta visando melhorar o país. Para eles, o partido está acima de tudo, o Brasil é secundário.

O caderno chega ao cúmulo de pedir para eliminar qualquer criminalização de movimentos sociais. Querem criar uma nova casta, onde CUT, MST e as tropas do general Stédile ficariam inimputáveis. Livres para agir como os coletivos de Maduro, na Venezuela. Como falei mais cedo, é sintomático que os dirigentes petistas gestados nessa política partidária tenham o DNA do autoritarismo, da aversão à democracia e da utilização das instituições como ferramentas de corrupção. E a origem de tudo isso é o Foro de São Paulo, esta organização que estabeleceu essas diretrizes para que PT e outros partidos de esquerda na América Latina se perpetuassem no poder às custas da deterioração de nossas instituições. E o pior: o principal financiador de tudo isso, como alerta Olavo de Carvalho, é o Estado brasileiro operado pelo PT.

3 Respostas to “Senador Ronaldo Caiado denuncia o Congresso do PT em tempo de Guerra.”

  1. ISAIAS FERNANDES MARINHO Says:

    ilmo sr] Ronaldo Caiado ajude nos os servidores da ex sucam a não tirar os direitos nosso ja garantidos o abono de permanencia que o governo esta querendo tirar ajude somos de goias serranopolis funasa ex sucam e estamos intoxicados pelo DDT 75 % E BHC COMBATEMOS MALARIA E CHAGAS ANDANDO A PÉ POR TODAS AS ZONAS RURAIS JA TEMOS 64 ANOS CADA MEDIA E AINDA ATIVA A NÃO PERDER ALGUMAS GRATIFICAÇÕES ISAIAS FONE 64 96477570 64 9 668 15 96

  2. Ilton Says:

    O Voto de opositores não tem nenhum valor. (votar para quê?)
    Só o bolsa família tem cinquenta milhões de beneficiados segundo a Presidente Dilma em debate com Aécio.
    Programa minha casa minha vida outros milhões.
    Eleitores fieis ao PT mais outros milhões.
    Acredito que só aí granharão todas as eleições vindouras.
    Se caso faltar ainda tem as urnas eletrônicas que com as influêcias do PT ajudarão a fraudar a contagem final dos votos.
    A Ditadura já está implantada e o Comunismo também.
    Só existe um meio de reverter esta situação: Forças Armadas.
    FFAA já e Urgente!!!

  3. Marcio Says:

    O PT quer fazer do Brasil extensão de Cuba e fazer do povo daqui igual ao em Cuba, mercadorias de aluguel e capachos do PT-Castro.
    Acho que os brasileiros não topam serem escravizados a mais que o PT já tem feito de o prejudicar!

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: