Qual tipo de petista é o pior?

TIPOS DE PETISTAS: por Marcelo Scotton

O PT está aí.

Na maioria da imprensa, na sua família ou no ambiente de trabalho, pipocam petistas de todos os perfis. No fundo, todo mundo é petista. Convivendo com muitos deles, consegui diagnosticar alguns grupos.

Petista peace and love – são petistas de bom coração. Acreditam no discurso de igualdade e justiça social que lhe prometem, mas nunca cumprem. São românticos e tem fortes tendências socialistas por pura generosidade. Possuem, porém, pouca massa crítica. Querem transformar o mundo em um lugar melhor, mas não fazem a menor idéia de como fazer isso.

Petista alienado – Não se envolve com política. Mas, além de ter assimilado toda cartilha politicamente correta do partido, está lá, eleição após eleição, contribuindo com seu voto. Seja para um deputado ou para um prefeito do partido.

Petistas tucanos (ou fernandistas) – esta ala é conhecida pela admiração e ódio simultâneos pelo ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso. Atribuem a ele todas as mazelas sociais brasileiras, da mesma forma que lhe tomam de assalto feitos como a institucionalização do País, a estabilidade econômica e os programas sociais implementados.

Petistas racionalistas – sempre tem uma boa explicação para tudo. Quando reconhecem que o PT é ruim, dizem que “com o PSDB era pior”. Quando estoura algum escândalo de corrupção, dizem que “os fins justificam os meios”. Outros, mais atirados, dizem que às vezes é preciso “meter a mão na m….”.

Petistas bolivarianistas – são os mais arrojados. Tem uma ideologia bolivariana e aderem a qualquer tipo de PT. Costumam fazer afirmações ousadas, como dizer que Hugo Chávez é democrático e que o mensalão não existiu. Colocam-se acima do bem e do mal e travam uma guerra fria contra a Rede Globo e a VEJA. Vomitam sandices econômicas quase folclóricas. Inventam notícias, manipulam dados e são leninistas.

Petistas de oportunidade – para estes, não importa sequer o nome do presidente do partido. O lance é conseguir um emprego público ou um cargo de confiança no governo ou em alguma prefeitura. Querem que o governo arroche os empresários de impostos, para que mais cargos públicos possam ser criados. Proliferam a cada ano, de mãos dadas com a dívida pública.

Petistas psolistas – para este grupo, o PT não cumpriu as regras esquerdistas, politicamente corretas e socialistas prometidas quando assumiu o governo. Decepcionaram-se. A partir daí, migraram para o PSOL de Heloísa Helena, o partido que é contra o 3º mandato de Lula, mas a favor da reeleição contínua – leia-se DITADURA – de Hugo Chávez na Venezuela. Petistas comunistas – são aqueles que acham que o PT ainda vai dar uma reviravolta comunista. Adoram Fidel, Che Guevara e URSS. Odeiam capitalismo, EUA e Israel. São anti-semitas. Entretanto, volta e meia, são flagrados no McDonald’s bebendo Coca-Cola e comendo Big Mac. Possuem celulares, microcomputadores, e todas as benesses do diabo capitalista moderno que repudiam. Escutam rock americano.

Petistas compulsórios – este é o meu grupo. Querendo ou não, pertenço a algum PT. Meu grupo é aquele que, na condição de pagador de impostos, vive reclamando do governo, mas é obrigado a pagar tributos escorchantes. Consequentemente, através dos impostos, pago o salário dos petistas de oportunidade e dos demais grupos atualmente empregados no governo. Milito através de impostos.

Qual petista você é?


%d blogueiros gostam disto: